in

O sonho da equipa B

, O sonho da equipa B

Projeto pode arrancar na próxima época | Oportunidade para jovens talentos se mostrarem | Plano enviado para a Federação, só falta luz verde da Associação de Futebol de Lisboa

Um sonho que também é uma necessidade. Para a próxima época, o arranque da equipa B do Belenenses terá de ser uma realidade. Isto porque os azuis têm um plantel recheado de jovens com talento e potencial para uma carreira promissora, mas, no entanto, as oportunidades são escassas na equipa principal e quase não têm hipótese de jogar para mostrar o seu valor.

Com efeito, do plantel às ordens de Lito Vidigal, André Teixeira, Fábio Nunes e Tiago Silva (todos com menos de 23 anos) são fortes candidatos a pertencer a este projeto. Além destes, os três jogadores emprestados ao Atlético. Rodrigo Parreira, Luís Cortez e Tiago Duque, e Gonçalo Gregório, cedido ao Loures, seriam parte integrante de uma futura equipa B e teriam mais oportunidades para desenvolver as suas qualidades. De realçar que alguns juniores também já estão referenciados, dado que seria uma situação única para evoluírem e, num futuro próximo, serem chamados à equipa principal.

Por outro lado, a ideia de criar uma equipa B no Restelo não é uma novidade. O projeto começou a ser pensado na altura em que Van der Gaag ocupava o cargo de treinador dos azuis, após garantir o regresso do Belenenses ao escalão principal do futebol português (2012/2013).

Para concretizar este sonho, o plano já foi enviado para a Federação e estão a ser mantidas conversações com a Associação de Futebol de Lisboa para que tudo seja efetuado com celeridade e, desta maneira, ser possível iniciar o projeto na próxima época.

Assim, espera se que este processo decorra com a rapidez necessária, para que na temporada 2015/2016, o emblema da cruz de Cristo possa contar com duas equipas recheadas de talento e com um futuro de vitórias pela frente.

Início no CN Seniores ou distritais

Caso se concretize este projeto, a equipa B do Belenenses nunca entraria diretamente para a Liga 2, como aconteceu com as restantes. Dado que objetivo principal não passa por comprar jogadores ou ganhar campeonatos, mas dar oportunidade aos mais novos e fazer com que ganhem ritmo competitivo, o conjunto azul teria de começar pelo Campeonato Nacional de Seniores ou (no pior dos casos) pelos distritais.

O que não parece ser um problema para os seus responsáveis, pois, para além de terem a vantagem do investimento não ser tão elevado (dado que o capital inicial é menos exigente e as deslocações seriam mais curtas), o grande propósito é mesmo que as jovens promessas do Restelo comecem a jogar com maior regularidade e que desenvolvam as suas capacidades.
por ORLANDO FERNANDES

 
http://feeds.feedburner.com/CronicasAzuis
Fonte: Crónicas Azuis

, Jogadores da casa são aposta real

Jogadores da casa são aposta real

, Futsal Juvenis: Resultado enganador

Futsal Juvenis: Resultado enganador