in

Rescaldo: Faltou mais pedalada

Belenenses, Rescaldo: Faltou mais pedalada

O Belenenses voltou a perder 1-0 (terceira derrota seguida pelo mesmo resultado) em Vila do Conde, perante um Rio Ave mais esclarecido, capaz com bola e superior em grande parte do jogo. Para os fãs de futebol, o encontro da 1ª jornada da Liga NOS 2017/2018 foi tudo menos interessante, tendo sido pouco intenso, com poucas oportunidades de golo e sem grandes momentos de espectacularidade, típico de pré-época. Domingos voltou a insistir no 3-5-2 e falhou, sobretudo, na escolha dos intervenientes. O meio-campo azul gritava por criatividade e Diogo Viana foi colocado a ala direito, uma posição que além de desgastar mais, não é a ideal para um jogador com as suas características. Gonçalo Silva, Persson e Jesús Hernández foram elementos em sub-rendimento e o Belenenses nunca conseguiu ter bola para criar lances de perigo. As duas grandes oportunidades dos azuis surgiram de remates de longe.


Quanto ao Rio Ave, demonstrou mais uma vez que são candidatos à Europa. Uma equipa com boas ideias de jogo, assentes na posse de bola e na pressão alta, que se faz valer da grande qualidade de Francisco Geraldes e Rubén Ribeiro. No entanto, falta alguma objectividade à equipa do estreante Miguel Cardoso. Os rio avistas nunca foram capazes de materializar os bons entendimentos ofensivos em jogadas de perigo, tendo Muriel tido uma noite algo descansada. O golo acaba por surgir num lance de azar de Nuno Tomás, que desvia a bola e engana o guardião brasileiro. O jogo nunca esteve perdido e o controlo do Rio Ave foi sendo feito sempre com bola e acutilância na hora da pressão, colocando os jogadores adversários sob grandes momentos de tensão quando tinham a bola, visto terem pouco tempo para pensar e obrigando, quase sempre, a pontapés para a frente sem nexo nem certeza. Guedes, o avançado da equipa, teve pouca bola, sinal claro dos poucos momentos de bola no avançado, sendo que o meio-campo e os extremos assumiam as despesas, com Pelé a ser o patrão da rectaguarda.

O jogo teve duas partes algo idênticas. Na 1ª o Belenenses entrou melhor, com mais vontade e o Rio Ave demorou a encontrar-se. Juanto teve nos pés o momento mais perigoso de todos os primeiros 45 minutos, sendo apenas ultrapassado pelo golo de livre (com um desvio na barreira) de Francisco Geraldes. No entanto, para o emblema da Cruz de Cristo ter sido mais bem sucedido, faltaram rotinas no novo sistema táctico, mais apoios frontais e menos cruzamentos, o que faz pouco sentido tendo em conta a estatura do avançado venezuelano. Tandjigora lutou muito e ainda conseguiu libertar-se do meio-campo defensivo rio avista algumas vezes, não as suficientes para ser mais influente. Persson teve um jogo desastroso e podia ter comprometido mais a equipa. Diogo Viana esteve completamente desajustado visto estar a actuar numa posição estranha ao seu jogo. 1-0 era o resultado ao intervalo e os azuis iam com alguma sensação de injustiça.

Na 2ª parte tudo mudou. O Rio Ave tomou conta do jogo e ia-se recriando com bola no último terço, perante muita leviandade da defesa lisboeta. As oportunidades de golo foram escassas e a bola no chão, por parte do Belenenses, também. O coração jogou mais do que a cabeça e a bola parecia queimar nos pés dos jogadores. Pereirinha entrou bem e mostrou que pode ser titular, já Maurides não parece o mesmo da temporada passada. Domingos Paciência não foi capaz de mexer na equipa de forma precisa e inteligente, de forma a contrariar o domínio dos da casa, que nunca sentiram quaisquer dificuldades em controlar o jogo e ter mais de 60% de posse de bola.

Jogo fraco para quem esperava melhor. Um Belenenses pouco rotinado num sistema táctico que não está entrosado e vários jogadores em sub-rendimento. Domingos Paciência não montou bem a equipa e optou por uma estratégia muito mais conservadora e sem qualquer laivo de criatividade, como tem sido apanágio nos últimos jogos. Ainda há tempo para mudar, mas caso não se altere nada, só é possível antever uma época longa, muito longa.

, Betinho vai ser cedido ao União da Madeira

Betinho vai ser cedido ao União da Madeira

, Destaques Semanais dos canais TVCine

Destaques Semanais dos canais TVCine