Canal Alternativo de Notícias, as últimas notícias do mundo do desporto, da tecnologia e do entretenimento. Os últimos resultados, lançamentos, estreias.

Pepa: «Os golos surgiram com naturalidade»

Após a vitória obtida por 2-0 sobre o Belenenses, Pepa, técnico do Tondela comentou da seguinte forma:

«Nos primeiros dez, quinze minutos, sentimos aquele chamado bafo competitivo. Estar uma semana praticamente sem treinar, sentiu-se no jogo. Estávamos agressivos, mas a chegar tarde na pressão. Identificávamos, mas não conseguimos bloquear o jogo do Belenenses. A primeira oportunidade é do Belenenses mas depois com naturalidade, tivemos oportunidades. Estava um jogo equilibrado, mas as oportunidades eram nossas.»

«Na segunda parte, com mais um, tivemos de ter calma, clarividência, permitimos uma ou outra transição. Em alguns momentos permitimos faltas desnecessárias e podíamos ter sofrido golo. Mas continuamos com bola, mais cruzamentos e os golos acabaram por surgir com naturalidade. Foi uma vitória muito emotiva por tudo aquilo que passámos. Ficam três pontos que queríamos oferecer a esta gente.»

«Já não ganhávamos há algum tempo. Mais que os três pontos, foi a capacidade de gerir a dificuldade física, principalmente na primeira parte. Foi difícil, mas os jogadores foram bravos, tiveram que disputar cada bola como se fosse a última. Sentiam que não foram sozinhos para dentro de campo, o estádio não estava cheio, mas tivemos a ajuda do público de início a fim.

Superioridade numérica? «Infelizmente nos últimos três jogos jogamos com menos dois nos últimos dois. E, há três jogos, jogámos com menos um. A verdade é que está a haver muitos amarelos e vermelhos em Portugal.»

Este site utiliza cookies para melhorar a sua experiência. Ao continuar está a concordar com a utilização dos mesmos. Pode saber mais consultando a nossa Politica de Privacidade. AceitarSaber mais

X