“Parem Todos os Relógios” de Nuno Amado, e outras novidades do Grupo LeYa

A apresentação do livro será dia 31/01

Este mês são várias as novidades do Grupo LeYa, umas já estão disponíveis nas livrarias e outras estão mesmo a chegar, entre elas está o livro “Parem Todos os Relógios“, de Nuno Amado, que está disponível desde dia 23/01 e que terá o seu lançamento no dia 31/01, em Lisboa.

Começando então pelo livro “Parem Todos os Relógios“, de Nuno Amado, editado pela Oficina do Livro, temos a história de uma professora de literatura, com 36 anos, chamada Helena Remington, que se apaixona por um italiano de visita a Lisboa. Os dois vivem um romance tórrido e intenso, que é interrompido por um acidente de automóvel na costa italiana, onde estavam de férias. Ao fim de 20 anos sem notícias do seu amor, Helena recebe uma carta da filha dele com um pedido ousado e urgente, para o satisfazer, tem mesmo de arriscar e partir numa aventura. Vai-se envolver com gente perigosa numa corrida contra o tempo para salvar o homem que tanto amou. Vários anos mais tarde, Carlos (sobrinho-neto preferido de Helena) conhece Francesca, uma rapariga italiana que também precisa de ser salva e que o destino transforma em tradutora de cartas de amor.

Esta é uma narrativa fluída e aliciante sobre as consequências do amor, que combina magistralmente elementos de thriller policial, história de amor e épico familiar. No dia 31/01, pelas 18h30, na Livraria LeYa na Buchloz (Rua Duque de Palmela, nº 4), terá lugar a sessão de lançamento do romance, que será apresentada pela Luísa Mellid-Franco.

Seguimos caminho para “A Pura Inscrição do Amor“, de Nuno Júdice, editado pela Dom Quixote. O livro reúne poemas que o autor escreveu ao longo dos anos e que são dedicados a este tema. Entre eles estão os conjuntos de poemas, “Pedro, Lembrando Inês” e “Carta de Orfeu a Eurídice“, ambos publicados em Abril de 2001. Os poemas reunidos em “Novo Tratado de Pintura” são inéditos em Portugal, “Cântico” terá também a sua primeira edição em Portugal. “A Mulher Deitada” é o poema que encerra o livro e é também ele, inédito.

O livro chega às livrarias já no dia 30/01.

Por ocasião dos 75 anos da primeira edição, a Dom Quixote reedita a novela de Miguel Torga, “O Senhor Ventura“, publicada em 1943, dividida em três partes, com um total de 33 capítulos. Aqui a história desenrola-se quase vertiginosamente, com ambientes e situações que são facilmente visualizáveis, algumas delas risíveis, tal a comicidade que encerra. Fala-nos do percurso e das condições de vida do Senhor Ventura, um português de Penedono, uma aldeia no Alentejo, de espírito curioso, irrequieto, impetuoso, obstinado e arrojado, que na aventura da sua própria existência, deixa para trás os seus pais e a sua casa, enquanto percorre meio mundo.

O livro chegou às livrarias no passado dia 23/01.

Vamos agora para “Um Cavalo Entra num Bar“, de David Grossman, editado pela Dom Quixote. A história começa num palco decadente de uma pequena cidade israelita, onde Dov Grinstein, um humorista em fim de carreira, apresenta uma comédia de stand-up. No público tem Avishai Lazar, um juíz que o conheceu em criança, e alguns outros que se lembram de Dov como um rapaz estranho e magro que andava sobre as mãos para confundir os agressores do bairro. As piadas de Dov são sagazes e estão no limite do politicamente correcto e do bom gosto, passando por temas amplos como o conflito israelo-árabe e os palavrões proferidos por um papagaio e provocam o riso da plateia, mas também o seu desconforto. Mas, com o passar das horas, o espetáculo torna-se um exercício de memória, em que Dov expõe os seus dramas pessoais mais profundos e a tensão toma o lugar do humor, dando lugar a uma melancolia comum a todos.

O livro é o vencedor do Prémio Man Booker Internacional e chegou às livrarias no dia 23/01.

A última novidade é o livro “Se numa Noite de Inverno Um Viajante“, de Italo Calvino, editado pela Dom Quixote. Este livro não é um romance, mas sim dez, cada um deles tem o seu enredo, o seu estilo, ambiente e autor diferentes, e cada um deles é interrompido por um momento de suspense. Juntos, formam um labirinto de literaturas, conhecidas e desconhecidas, vivas e extintas, através das quais dois leitores, um homem e uma mulher, perseguem as linhas da história que os intriga, ao mesmo tempo que se perseguem um ao outro.

O livro está disponível desde o dia 23/01.

Boas leituras.