in

Organização garante que vocalista dos Måneskin não se drogou no Festival da Eurovisão

O vocalista da banda italiana Måneskin, que venceu no sábado o Festival Eurovisão da Canção, testou negativo para o uso de drogas, anunciou hoje a União Europeia de Radiodifusão (EBU), que deu “o assunto por encerrado”.

eurovisão,Måneskin,itália,vocalista,drogas, Organização garante que vocalista dos Måneskin não se drogou no Festival da Eurovisão
EBU / ANDRES PUTTING

“Na sequência de alegações sobre o uso de drogas na ‘Green Room’ da final do Festival Eurovisão da Canção, no sábado, a EBU, a pedido da delegação italiana, levou a cabo uma revisão completa dos factos, incluindo o visionamento de todas as imagens disponíveis. Além disso, o vocalista da banda Måneskin realizou voluntariamente hoje de manhã um teste de despistagem de drogas, cujo resultado foi negativo”, refere a EBU num comunicado hoje divulgado no ‘site’ oficial do concurso.


No sábado à noite, após a final do 65.º Festival Eurovisão da Canção, no qual Itália se sagrou vencedora, começou a circular na Internet um vídeo, captado durante a final do concurso, em Roterdão, nos Países Baixos, no qual se vê o vocalista Damiano David a inclinar-se sobre o tampo de uma mesa, na qual parece tocar com o nariz.

O comportamento do músico foi assinalado como suspeito e levou a EBU a emitir um comunicado no domingo, no qual dava conta que a banda tinha rejeitado “veementemente as alegações de uso de drogas” e que Damiano David seria submetido a testes quando regressasse a Roma.

No comunicado hoje divulgado, a EBU sublinha que “não houve uso de drogas na ‘Green Room’” e que considera “o assunto encerrado”.

“Preocupa-nos que especulações incorretas que levaram a notícias falsas tenham ofuscado o espírito e o resultado do concurso, e tenham injustamente afetado a banda. Queremos congratular mais uma vez os Måneskin e desejar-lhes muito sucesso. Estamos ansiosos por trabalhar com o nosso membro Rai [cadeia de televisão italiana] na produção de um espetacular Festival Eurovisão da Canção em Itália no próximo ano”, lê-se no comunicado.

No sábado, questionado sobre o incidente na conferência de imprensa do vencedor, Damiano David explicou que se inclinou sobre a mesa porque o guitarrista da banda, Rhomas Raggi, tinha acabado de partir um vidro.

“Não uso drogas, por favor. Não digam isso, a sério. Nada de cocaína. Por favor, não digam isso”, afirmou na altura o músico.

Itália venceu o Festival Eurovisão da Canção, algo que não acontecia desde 1990, com o tema “Zitti e buoni”, interpretado pelos Måneskin.

Num ano em que o Reino Unido foi o único país que terminou com zero pontos, Portugal, representado pelos The Black Mamba, com o tema “Love is on my side”, conquistou 153 pontos, o que lhe valeu um 12.º lugar.

A 65.ª edição do Festival Eurovisão da Canção, que se realiza anualmente na Europa desde 1956, deveria ter acontecido em maio do ano passado, em Roterdão, mas a União Europeia de Radiodifusão decidiu adiá-la um ano, por considerar que não estavam reunidas condições para a sua realização, por causa da pandemia da covid-19.

Este ano entraram 39 países em competição, mas à final chegaram 26, dos quais 20 foram apurados em duas semifinais.

TEXTO: Lusa

, Rock In Rio Lisboa: Duran Duran, a-ha, Xutos & Pontapés e Bush confirmados na edição de 2022

Rock In Rio Lisboa: Duran Duran, a-ha, Xutos & Pontapés e Bush confirmados na edição de 2022

, NINGUÉM | Passatempo – Vencedores

NINGUÉM | Passatempo – Vencedores