in

Opinião: A sete finais do Sonho Europeu

CA Notícias | Entretenimento, desporto, tecnologia e lifestyle

Entramos no último e decisivo terço do campeonato a sonhar com a Europa.

Dependendo de terceiros para alcançar o quinto lugar e dependendo só de nós para assegurar o sexto posto, que esperamos ser suficiente para ir à Europa.

Vêm aí sete jornadas, sete finais, para mostrarmos de que fibra somos feitos e mostrarmos que nos corre nas veias aquele sangue dos meninos da praia, que lutaram a pulso,contra o sistema oligárquico já naquela época instalado no futebol português e fizeram nascer o C.F. “Os Belenenses”, com muito sangue e suor, à margem de interesses e de favores.

É certo que, na minha opinião, muito provavelmente, das equipas que lutam pela Europa, somos a equipa que pior calendário tem: apanhamos o SL Benfica e o FC Porto, únicos candidatos ao título, num momento em que não podem falhar; vamos ao estádio AXA, defrontar um Sp. Braga fortíssimo, ainda de olhos postos no terceiro lugar; Recebemos um Rio Ave a lutar connosco pela liga Europa; vamos a Coimbra defrontar uma Académica com uma força anímica tremenda desde que Viterbo assumiu a equipa; Vamos a Barcelos na última jornada, com, provavelmente, o Gil Vicente a fazer das tripas, coração, para escapar a uma previsível descida de divisão ( se já não estiver decidida).

Se o que foi dito é tudo verdade, o facto de já não estarmos em posição de liga Europa há muitas épocas também o é.

Esse sonho utópico, no princípio da época, que era ir às competições europeias, parece estar perto, muito perto. Ou melhor: pode estar perto, muito perto de se concretizar.Basta todos querermos.

Quando digo todos, não digo somente os jogadores, mas também os adeptos.Acordem.Estamos a lutar pela Europa, como já não o fazíamos há muito tempo.Porquê que, ao estádio, vão sempre os mesmos?

Como é que um clube como o Boavista que teve os anos que teve no calvário das divisões amadoras, consegue ter uma falange de gente enorme tanto nos jogos em casa como nos jogos fora, exemplo disso o jogo deste fim de semana com o Penafiel? Dá que refletir.

Enquanto os adeptos /sócios continuarem a pôr o seu amor ou ódio a dirigentes, jogadores ou treinadores à frente do seu amor ao clube nunca conseguiremos chegar ao nosso verdadeiro lugar.

Já dizia Marx: “Camaradas, uni-vos!”

CA Notícias | Entretenimento, desporto, tecnologia e lifestyle

Arouca – Belenenses: Árbitro nomeado

CA Notícias | Entretenimento, desporto, tecnologia e lifestyle

Futebol: Cadiz tem interesse em João Meira