O que mudou a 12 de maio de 2014?

, O que mudou a 12 de maio de 2014?

Foi a 12 de maio de 2014 que alguém imbuído de paixão pelo Belenenses e alguma loucura à mistura resolveu fazer nascer o site Comunidade Azul.


‘Com falta com que se preocupar’, avançou com este projeto com o objetivo de fazer chegar as noticias Belenenses a todos os sócios e adeptos e procurando promover o Clube e as suas modalidades, depressa conseguiu recrutar mais quem partilhasse da mesma dedicação.

O primeiro a juntar-se à equipa foi Bruno Sousa, seguido pelo Pedro Pinto, António Barradas, Daniel Cardeal, Cátia Luísa, Sandra Pires e mais recentemente chegado à equipa de redação, João Cruz.

Como tem uma agenda muito preenchida, precisámos de alguma subtileza para conseguir a entrevista ao Luis Santos que só quase no final da entrevista se apercebeu do que estava a acontecer. E teríamos todo o gosto em mostrar o rosto por detrás das noticias, mas, alegou que as máquinas fotográficas não gostam dele.

Luís Santos

RD – Como te lembraste de criar a comunidade azul?

LS – Achei que era muito difícil conseguir ver todas as notícias sobre o Belenenses e achei que a comunicação do clube não funcionava tão bem como poderia e que as modalidades não tinham igual destaque.

RD – Como conseguiste os meios para fazer deste projeto uma realidade?

LS – Informática é uma paixão, o Belenenses outra, por isso coloquei só mãos à obra.

RD – Como correu o recrutamento dos redatores?

LS – Não correu. Aconteceu. O Bruno e o Pedro aconteceu, começaram a colaborar aos poucos e a dada altura faziam parte do projeto. A Cátia e a Sandra, foram recrutadas pelo Pedro. O Barradas foi sugerido pelo Vítor correia. E o João Cruz veio pela mão do António.

RD – E os cronistas?

LS – O Francisco costumava escrever umas coisas no facebook que eu gostava de ler. Falei com ele e questionei se não queria fazer para a CA. Os redatores das restantes rubricas, foi mais ou menos assim: “Pá escreve aí uns artigos para a CA.”, são pessoal que já conhecia e peguei naquilo que sabia que eles já faziam e pedi para escreverem para a CA. Tudo simples. Não tenho tempo para complicar.

RD – E como tem sido a experiência a gerir tudo: notícias, site, novas pessoas a entrar?

LS – Pessoas é fácil, porque elas são fáceis, inteligentes e empenhadas. Conjugando isto tudo e depositando a confiança nas pessoas é tudo simples. Gestão do site é uma paixão pelo que flui muito bem. Noticiar o Belenenses é outra paixão pelo que também vai andando bem mas não é vida fácil já que envolve muito tempo ‘gasto’. Tempo que poderia reduzir substancialmente se tivéssemos mais ‘apoio’ de algumas secções/modalidades. Não vou citar secções ou modalidades, mas sem dúvida que algumas poderiam colaborar bem mais. No entanto, não desistimos e o que não nos mata torna-nos mais fortes…

RD – Para terminar esta entrevista, que planos tens para o futuro da CA?

LS – Planos: o Céu é o limite… E o Belenenses só o quero ver no topo. Por isso procuro subir degrau a degrau e continuar a trabalhar para informar mais e melhor todos os Belenenses.

Pedro P. Pinto

Após algumas insistências, lá conseguimos o testemunho do Pedro Pinto. Além de ser um dos mais experientes no campo, foi também, o maior recrutador.

“O meu início na CA foi atípico. Comecei por fazer pequenas participações. Artigos de opinião, enviar fotos, e outras pequenas ajudas. Mas a vontade de ajudar o Clube e o desejo de ver um site, uma página, um meio de Comunicação Social forte, que transmitisse as informações de forma independente e não adulterada, como é feito pelos outros meios, fez com que integrasse este projecto. A Comunidade Azul foi crescendo e cada vez somos mais.”

Quando questionado acerca do facto de ter recrutado duas mulheres, Pedro não fica sem resposta.” Sempre vos (mulheres) considerei iguais!”

“É um trabalho difícil, com custos pessoais e muitas vezes mal compreendido, mas uma coisa é verdade, a Comunidade Azul ganhou o seu espaço na Comunicação Social e hoje o nosso mundo Azul ultrapassou as fronteiras do Restelo e já somos seguidos por outros meios de comunicação e figuras de relevo do desporto, tudo graças ao nosso esforço e dedicação, sem medo de fazer artigos exclusivos e que mostrem que o Universo Azul está forte e tem um grande futuro!”

António Barradas

Mais uma vez a equipa de redação teve de usar de habilidade para saber como tem sido a experiência para o António Barradas:

RD—Estás a gostar da experiência na CA?

AB—sim, a adorar. Está-me a permitir explorar um campo pelo qual sempre fui apaixonado.

RD—Foi fácil para ti de inicio, suponho?

AB— Fácil nem por isso. Sentia aquela vergonha de estar ali, de fazer perguntas, e tudo mais. Porém, cedo me habituei e agora não me imagino em passar uma semana sem ir ao Restelo.

RD—Pois. Tu tratas mais dessas notícias no terreno, certo?

AB—Sim. É o que gosto e sei fazer. A juntar aos rescaldos e aos artigos de opinião, claro.

RD—Então achas que esta experiência te vai abrir novos caminhos na tua vida pessoal?

AB— Os únicos caminhos que se abrirão na minha vida pessoal são os amigos que fiz e farei no Belenenses. Além da família que é a Comunidade azul. Faço o que gosto, num sítio que amo, sou acarinhado por todos e dou tudo de mim por este clube. Faria o que tenho feito para o resto da vida. Tem sido algo que me tem enriquecido a todos os níveis, o pessoal é um deles.

Cátia Luísa

“Entrei na Comunidade Azul, em Fevereiro convidada por um dos colaboradores, Pedro Pinto. No inicio era tudo muito complicado como o site, a maneira de escrever e principalmente os títulos mas depois com a ajuda de todos e após dois meses eu já consigo fazer tudo isso. Para mim, foi das melhores coisas que me podiam ter acontecido porque é o que quero seguir. Se no inicio foi difícil, eu agora só tenho a dizer que estou mesmo muito agradecida por estar a ajudar a CA.” Conta Cátia, a nossa mais jovem repórter.

Sandra Pires

“Numa conversa privada completamente banal com o Pedro Pinto, o desafio foi lançado. E avisado de que o inicio seria bem ‘lentinho’, uma vez que desporto não seria propriamente o assunto que melhor dominasse. Mas, pelos vistos, o meu gosto pela escrita e pela pesquisa online, facilitou a tarefa de ajudar a Comunidade Azul. Comecei em março, e desde então faço o que posso para que a redação nunca pare. Tem sido uma experiência muito enriquecedora”, conta Sandra.

João Cruz

O nosso membro mais jovem na redação, o João, depois de sair das trincheiras, conseguiu um intervalo para nos contar como tem sido a sua experiência.

“Eu soube da Comunidade Azul por via do António e sempre fiquei com o bichinho…Ele falava-me no que consistia a Comunidade Azul, mesmo não sendo um órgão oficial do clube, sempre me interessou o crescimento que teve. Depois surgiu o convite do António e nem hesitei. Era mesmo uma grande oportunidade porque quero fazer jornalismo desportivo para o resto da vida. Tem sido óptimo, tem superado as minhas expectativas porque percebi que a CA é muito mais do que aquilo que achava ser possível. Pensava que seria um site que replicava as notícias do clube e afinal é um órgão de comunicação social completamente igual aos outros. Relativamente à minha experiência tem sido muito boa porque o grupo é bastante liberal no que toca ao trabalho, o nosso patrão é bastante flexível e deixa-me sempre à vontade relativamente a tudo o que faço ou que poderei vir ou não a fazer, estou a gostar mesmo, mesmo muito. Com a oportunidade que me foi concedida pelo Luis e por vocês consegui perceber como funcionam os bastidores do futebol, em específico, e permite-me ganhar calo para aquilo que, como disse, quero fazer para o resto da vida.”

Colabora também com a equipa de redação, Francisco Diogo da Costa Cabrita, como cronista.

Francisco

“Entrei para a comunidade azul em Dezembro de 2014 , a convite do Luis Santos , seu diretor .

Convidaram-me para ser cronista , não pensei duas vezes, aliar a paixão de escrever à paixão pelo seu clube, que mais se pode pedir?

Antes de fazer parte do projecto, já era leitor assíduo do site, o que, de certa maneira, facilita um juízo imparcial sobre o mesmo.

A comunidade azul representa o agregar de todas as notícias, do C.F. “Os Belenenses”, de conteúdo inovador, original e, por vezes, exclusivo; cresce e aprende com os seus leitores, com uma política de proximidade, onde a humildade e a vontade de melhorar andam de braço dado; e ao contrário da corrente, não se dá só lugar de destaque ao futebol e nem se perceberia se assim fosse: O Belenenses é muito mais que futebol, é Basquetebol, Andebol, Rugby, Voleibol , entre outros desportos não tão menos importantes .

Num espírito de inovação, foi-se subindo a fasquia: o que começou só, exclusivamente , para notícias do C.F. “Os Belenenses “, acabou por se ramificar noutros temas: a Bluemotors e a Bluetech, duas rubricas sobre, respetivamente, automobilismo e tecnologia .

Só existente em suporte digital, a comunidade azul, aproveita a evolução tecnológica: o suporte de papel é coisa do passado, o suporte agora é informático, é gratuito, é próximo ao leitor.

Um dado importante para isto andar tudo a funcionar bem: todos amamos o Belenenses.

O meu obrigado, mais uma vez, pela oportunidade de pertencer a esta equipa.

E muitos parabéns, mais uma vez, pelo primeiro ano!

Crescemos juntos!!”

Dentro das rubricas, temos ainda Ricardo Santos (Bluemotors), João Bonell e Joel Pinto (Bluetech) e ainda André Silva (Olho à Belenenses).

Desde então já foram publicados mais de 3000 artigos de entre todo o tipo de modalidades desportivas e acontecimentos no nosso clube de coração.

Uma tarefa que parece tão simples, fazer deste cantinho onde se tenta concentrar as notícias do clube, não fosse o facto de todos fazerem da Comunidade Azul o seu part-time. O correr por gosto.

O colocar em cada notícia toda a informação que o verdadeiro adepto, o sócio de coração ou apenas o simpatizante dedicado que gosta de se manter atualizado.

Muitas horas, muitos dias, muitas semanas investidas. Muita pesquisa. Para que cada notícia chegue à Família Belenenses.

Bem hajam A todos os que nos acompanham regularmente!

, 3.ª Edição Belém Runners/ Xistarca: mais um sucesso!

3.ª Edição Belém Runners/ Xistarca: mais um sucesso!

, Passatempo 1.º Aniversário da Comunidade Azul

Passatempo 1.º Aniversário da Comunidade Azul