in

MAL-AMADO CAMARÁ QUASE FEZ A DIFERENÇA

CA Notícias | Entretenimento, desporto, tecnologia e lifestyle

TRÊS OPORTUNIDADES PARA MARCAR – Apesar de assobiado pelos adeptos, o avançado foi o mais inconformado de um Belenenses ainda pouco rotinado

O Belenenses fez o primeiro jogo de preparação para a nova época diante do vizinho Oriental e não foi além do empate. Num jogo típico de pré-época, com as duas equipas ainda à procura de criar rotinas de jogo, a formação da II Liga demonstrou uma melhor organização, o que se justifica pelo facto de ter iniciado a preparação há mais tempo do que o adversário, tendo em Carlos Saleiro o elemento mais perigoso.

Já os azuis do Restelo só na segunda parte mostraram alguma superioridade territorial, depois de revelarem dificuldades em chegar à baliza contrária no primeiro tempo.

Ainda à procura do onze que lhe dê mais confiança, Lito Vidigal utilizou 21 jogadores – só João Afonso jogou os 90 minutos – e lançou apenas um reforço, Palmeira, na equipa inicial. Após o intervalo, o treinador do Belenenses apostou nos restantes reforços, exceto Mailó, a recuperar de lesão, e foi Abel Camará, uma das caras novas, que mexeu com o jogo.

Apesar de assobiado pelos adeptos da casa, que ainda não perdoam a saída para o Beira-Mar, em 2012 (Nde: a razão evocada está errada, os problemas devem-se a desentendimentos com os adeptos, ameaças, etc…), o avançado luso-guineense tentou desfazer o nulo e esteve três vezes para marcar o golo da vitória. Faltou sorte na finalização ao camisola 30, bem como a Sturgeon e Deyverson que também dispuseram de oportunidades flagrantes para faturar na etapa complementar.

por Miguel Gouveia Pereira
http://feeds.feedburner.com/CronicasAzuis
Via: Crónicas Azuis

CA Notícias | Entretenimento, desporto, tecnologia e lifestyle

Comunicado Fúria Azul: Taça de Honra de Lisboa

CA Notícias | Entretenimento, desporto, tecnologia e lifestyle

“Fizemos coisas boas”