em ,

Instagram revela como funciona o seu algoritmo

Após as alterações em 2016, nunca ninguém ficou a saber como passou a funcionar o algoritmo do Instagram, situação que agora se alterou com Julian Gutman, responsável de produto da rede social, a explicar o seu funcionamento.

Após as alterações em 2016, nunca ninguém ficou a saber como passou a funcionar o algoritmo do Instagram, situação que agora se alterou com Julian Gutman, responsável de produto da rede social, a explicar o seu funcionamento.

Até 2016 o nosso feed de notícias no Instagram mostrava sempre as publicações mais recentes no topo e à medida que íamos descendo na aplicação íamos vendo as mais antigas, a rede social não estava satisfeita, referindo que os utilizadores perdiam em média 70% das publicações no seu feed, tendo alterado então o seu algoritmo.

O novo sistema, que já leva praticamente dois anos desde que foi implementado está longe de reunir o consenso dos utilizadores com muitos a mostrarem-se descontentes com este novo algoritmo, que asseguram prejudicar as suas publicações, com menos visualizações e “likes”. Na passada sexta-feira o Instagram resolveu levantar um pouco do véu que desde 2016 tem coberto o funcionamento do feed de publicações da sua plataforma.

E há três fatores determinantes quais as publicações que cada utilizador vai ver primeiro quando abrir a aplicação:

  1. Interesse: Com base no comportamento passado de um subscritor, o algoritmo determina quais tópicos serão de interesse primordial para um utilizador do Instagram.
  2. Recente: quão atual é uma publicação específica? Uma publicação efetuada recentemente será colocada mais acima no feed de um utilizador do que uma publicação com várias semanas.
  3. Relacionamento: quão perto está o subscritor da pessoa que criou uma publicação. Ele comentou as publicações anteriores desse membro? Ele foi marcado em alguma das fotos do membro? Uma publicação feita por alguém com um relacionamento com o outro utilizador receberá uma classificação mais alta quando se trata da sua colocação no cronograma do utilizador.

Mas existem ainda outros três fatores:

  • Frequência: O número de vezes que um utilizador visitou o Instagram é importante porque o Instagram quer que cada membro abra o aplicativo e veja imediatamente as publicações mais importantes colocadas desde sua última visita.
  • Seguindo: quanto mais pessoas um utilizador seguir, menos vezes ele verá as publicações de uma pessoa específica no seu feed.
  • Utilização: Quanto mais tempo um utilizador passa no Instagram, mais posts ele lê, o que significa que ele está a ver publicações mais antigas.

Estes serão os principais fatores que determinam o que cada utilizador irá ver no seu feed no Instagram.

Simultaneamente as estas revelações o responsável da rede social também deixou a garantia que a rede social não considera um regresso ao sistema anterior, onde as publicações mais recentes surgiam no topo do feed.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Alkantara Festival 2018 – Programação 4/06 a 9/06

“The Crossing” – Análise “The Long Morrow” #S01E08