in

Grand Prix Subuteo: os bastidores

CA Notícias | Entretenimento, desporto, tecnologia e lifestyle

A organização da edição deste ano do Grand Prix de Subuteo coube ao Belenenses, que decorreu ontem, dia 28 de Março, no Estádio do Restelo.

Uma organização levada a cabo por Luís Silva e Sérgio Ramos e contou com a participação de muitos participantes, muitos meses antes da realização do mesmo, dado que é necessário, como Núcleo, agendar toda a actividade inerente ao Grand Prix com todas as limitações existentes, tais como o facto de não poder ser realizado em dias de jogo em casa, tarefa realizada pelo próprio Sérgio.

A organização quis marcar a diferença na organização deste Grand Prix e quis fazer deste evento, um evento único, saindo um pouco do ‘quadrado’ do que havia sido feito em anos anteriores, em que se realizava em locais como um hotel.

Foi aproveitada toda a beleza circundante do nosso Estádio e da paisagem que a envolve e desta forma proporcionar um ambiente agradável a todos os seus visitantes, tanto estrangeiros como nacionais, tornando esta prática atractiva para todos os amantes de desporto, levando a que “este desporto faça parte da agenda anual deles (tanto estrangeiros como portugueses) ”, disse Sérgio em entrevista à Comunidade azul.

Não é tarefa fácil, segundo Sérgio ”queremos trabalhar a 110%, mas não conseguimos chegar aos 100%. Nem sempre é culpa nossa. Mas, por culpa do estádio, da sala onde estamos, isto porque tem a vista para o estádio, tem a vista para o rio, tem a vista para a margem sul, tem a vista para todo o lado. Nós andamos a chamar as pessoas para a mesa, mas as pessoas querem é andar a tirar fotografias. Isto torna o torneio num ambiente familiar”.

Acaba por se tornar num torneio de convívio, que não requer qualquer obrigação de estar apenas para jogar, mas para conviver, tirar fotografias, o que acaba por agradar e cativar.

A organização deste evento, não é tarefa fácil, pois, todos os envolvidos, além da organização, têm também o seu trabalho remunerado, e são requeridas muitas horas para que se possa assegurar a boa qualidade do Grand Prix.

Após o término deste Grand Prix, ainda há o Campeonato Nacional, a Taça de Portugal e Regionais.

Segundo Luís Silva, apesar de não ser tão experiente como o Sérgio, garante que os jogadores de Subuteo do Belenenses, não são em nada inferiores aos adversários, contam os golos, tal como no futebol 11. Chegados aos quartos-de-final, foram eliminados por 1 golo. Que em condições normais, iriam mais longe, mas, todo o cansaço associado à organização do evento e a pressão inerente à mesma, condicionou o bom desempenho da equipa.

Este evento contou com a participação de 66 atletas, 12 equipas, nas quais, 26 jogadores estrangeiros.

Devido a toda a divulgação por parte do clube, das redes sociais e até mesmo da Comunidade Azul, conseguiram receber muita assistência e quem sabe até mesmo futuros atletas.

Todos estão convidados a assistir a este torneio. Entre alguns artigos relacionados com a prática, o convívio e boa disposição são garantidos. “Este núcleo é uma família”, diz Sérgio.

Desta forma, o grande Belenenses, soma mais um desporto à sua linda história no campo do desporto, trazendo uma mais-valia: novos atletas, novos sócios e o engrandecimento desta modalidade.

CA Notícias | Entretenimento, desporto, tecnologia e lifestyle

Futebol: Filipe Ferreira pode sair no final da temporada

CA Notícias | Entretenimento, desporto, tecnologia e lifestyle

Seleção: Portugal – Sérvia