in

Festival da Eurovisão: as atuações da primeira semifinal

A primeira semifinal do Festival Eurovisão da Canção decorre na Ahoy Arena, em Roterdão.

eurovisão,atuações,primeira semifinal,festival, Festival da Eurovisão: as atuações da primeira semifinal
EBU / THOMAS HANSES

Depois de Duncan Laurence com o tema “Arcade” ter vencido a edição de 2019 do Festival Eurovisão da Canção, em Israel, Roterdão é a cidade anfitriã do concurso. Este ano, o concurso é disputado por 39 países – na primeira semifinal atuam 16 países e na segunda, marcada para quinta-feira, dia 20, atuam 17 países. Em cada semifinal serão escolhidos dez finalistas.

Na primeira semifinal, atuaram os representantes de Lituânia, Eslovénia, Rússia, Suécia, Austrália, Macedónia do Norte, Irlanda, Chipre, Noruega, Croácia, Bélgica, Israel, Roménia, Azerbaijão, Ucrânia e Malta.

OIÇA AQUI TODOS OS TEMAS

Tal como manda a tradição, a edição de 2021 do Festival Eurovisão da Canção arrancou com o genérico inicial. De seguida, foi apresentado um vídeo de apresentação da cidade que este ano acolhe o certame. A abertura terminou com a recordação do percurso de Duncan Laurence em Israel – o cantor levou o tema “Feel Something”, em parceria com Armin Van Buuren, ao palco da Eurovisão.

VEJA AS ATUAÇÕES:

1. Lituânia

The Roop com o tema “Discoteque” foram os primeiros a subir ao palco da edição de 2021 do Festival Eurovisão da Canção.

2. Eslovénia

Diretamente da Eslovénia para Roterdão, Ana Soklič apresentou “Amen”.

3. Rússia

Manizha foi a escolhida para representar a Rússia com o tema “Russian Women”.

4. Suécia

Tusse representou este ano a Suécia com o tema “Voice”.

5. Austrália

Depois de Kate Miller-Heidke, em 2019, Montaigne foi a escolhida para levar até Roterdão o tema “Technicolour”. A cantora não esteve presente na Ahoy Arena devido às medidas implementas da COVID-19 na Austrália. Para tal, foi usada uma “live-on-tape”, ou seja, uma gravação já pré-gravada.

6. Macedónia do Norte

Vasil, da Macedónia do Norte, trouxe o tema “Here I Stand”.

7. Irlanda

Lesley Roy abriu a segunda parte do desfile das canções com o tema “Maps”.

8. Chipre

Este ano o Chipre apostou no tema “El Diablo”. Elena Tsagrinou foi a intérprete escolhida.

9. Noruega

TIX conquistou a Noruega com “Fallen Angel”, tema que apresentou na primeira semifinal do festival.

10. Croácia

Albina, da Croácia, trouxe o tema “Tick-Tock”.

11. Bélgica

Hooverphonic foram os escolhidos para representar a Bélgica com o tema “The Wrong Place”.

12. Israel

Eden Alene subiu ao palco da Ahoy Arena para apresentar o tema “Set me Free”.

13. Roménia

A romena Roxen subiu ao palco e abriu a terceira parte do concurso televisivo com o tema “Amnesia”.

14. Azerbeijão 

Efendi levou o tema “Mata Hari” ao Festival Eurovisão da Canção.

15. Ucrânia

Go_A, da Ucrânia, apostou no tema “Shum”.

16. Malta

Destiny, de Malta, fechou a primeira semifinal com o tema “Je Me Casse”.

A EUROVISÃO EM ROTERDÃO

Há dois anos, a 18 de maio de 2019, Netta Barzilai entregava o galardão do Festival Eurovisão da Canção a Duncan Laurence, que representava Países Baixos com o tema “Arcade”. Depois de um ano de incertezas, devido à pandemia da COVID-19, a organização confirmou que a edição de 2021 concurso de música, considerado um dos maiores do mundo da televisão, se iria realiza-se com as medidas implementadas pelas autoridades holandesas.

A cidade acolhe pela primeira vez o evento e, segundo a organização, foi escolhida num processo no qual também era candidata a cidade de Maastricht. Esta é a quinta vez que aquele país venceu o concurso, depois dos triunfos em 1957, 1959, 1969 (‘ex aequo’ com Espanha, Reino Unido e França) e 1975.

A primeira semifinal do Festival Eurovisão da Canção está marcada para esta terça-feira, dia 18 de maio. Já a segunda parte está agendada para 20 de maio e a cerimónia da final do concurso musical acontece no dia 22 de maio.

Ao todo serão 39 os países em competição e, de modo a garantir que o concurso acontece mesmo, os concorrentes gravaram as atuações nos seus países, para poderem participar caso não fosse possível viajarem para Roterdão.

A gravação, entregue previamente pelas estações de televisão participantes (no caso de Portugal é a RTP), teve de “acontecer num estúdio e em tempo real (tal como seria no concurso), sem qualquer edição da voz ou de qualquer parte da atuação, depois de esta ser gravada”.

A organização terá de utilizar a gravação de pelo menos um dos 39 países: a Austrália, cuja delegação se viu impedida de viajar para os Países Baixos.

As duas semifinais e a final vão ter público a assistir ao vivo, tendo a organização colocado à venda este mês 3.500 bilhetes por espetáculo. Além disso, de acordo com informação disponível no ‘site’ oficial do Festival Eurovisão da Canção, o Governo dos Países Baixos autorizou a organização a ter também público em seis ensaios.

Este ano, “todas as delegações, artistas e equipa de produção seguem um protocolo rigoroso e não terão contacto com elementos do público”.

Com “Love is on my side” Portugal leva à Eurovisão, pela primeira vez, uma canção integralmente em inglês, composta por Tatanka, o vocalista dos The Black Mamba.

Este ano assinala-se a 65.ª edição do concurso, no qual Portugal participou a primeira vez em 1964, tendo entretanto falhado cinco edições (em 1970, 2000, 2002, 2013 e 2016).

Entre 2004 e 2007, inclusive, e em 2011, 2012, 2014 e 2015, Portugal falhou a passagem à final.

Portugal venceu pela primeira e única vez o Festival Eurovisão da Canção em 2017, com o tema “Amar pelos dois”, interpretado por Salvador Sobral e composto por Luísa Sobral. Na sequência da vitória, Lisboa acolheu, no ano seguinte, o concurso.

, PJ Masks Heroes of the Night – Announce Trailer

PJ Masks Heroes of the Night – Announce Trailer

, Blaze and the Monster Machines Axle City Racers – Announce Trailer

Blaze and the Monster Machines Axle City Racers – Announce Trailer