CA Notícias
Canal Alternativo de Notícias, as últimas notícias do mundo do desporto, da tecnologia e do entretenimento.

Festival de Almada inicia esta 4.ª feira

A 35ª edição do Festival de Almada abre portas dia 4 de lulho, com música, duas exposições, um espetáculo de rua e a comédia Apre – melodrama burlesco. O festival decorre de 4 a 18 de julho em dez teatros de Almada e Lisboa.


No primeiro dia da 35.ª edição do Festival de Almadamúsica na esplanada da Escola D. António da Costa: Márcio Pinto & Catarina Anacleto apresentam Homenagem a Zeca Afonso, às 20h30. Às 21h são inauguradas duas exposições: O pomar das romãzeiras (exposição de homenagem a Yvette K. Centeno) e CTA: 40 anos em Almada, Parte III: A Festa (34 edições do Festival de Almada em exposição), ambas na Escola D. António da Costa.

Às 21h30, na Praça da Portela, no Feijó, há um espectáculo de rua, Hotel La Rue, pelos Totonco Teatro, e mais tarde, às 22h, no Palco Grande, Apre – melodrama burlesco (Espectáculo de Honra 2018).

No ano passado o público votou como Espectáculo de Honra 2018 a peça Apre – melodrama burlesco, que abrirá de novo o Festival de Almada, no Palco Grande. Será a última oportunidade para visitarmos estes três habitantes de um prédio suburbano, que pautam as suas existências mais ou menos apagadas com episódios bem inesperados e caricatos, capazes de nos arrancarem irresistíveis gargalhadas.

Apre estreou há quatro anos e ainda está em digressão, provocando o riso nas plateias das dezenas de cidades por onde já passou. No ano passado recebeu o Prémio Molière para Melhor Comédia, considerando o Le Monde que o riso que este espectáculo desperta “tem um cariz particular: traz consigo uma emoção que não se apaga com o final da peça”.

35.º Festival de Almada: programa completo

O Festival de Almada dá música

Manel Cruz, Rita Redshoes e Fernando Tordo são alguns dos nomes, num total de catorze concertos gratuitos, que a Esplanada da Escola D. António da Costa vai receber durante o Festival de Almada.

Para além da homenagem a Zeca Afonso, no primeiro dia do festival, dia 6 há dois concertos: às 20h30, uma homenagem a Chavela Vargas, e às 24h, Colômbia pelo Espírito Nativo. A programação da Esplanada continua no dia seguinte, com Manel Cruz, às 22h.

No domingo, dia 8, às 20h30, é a vez de Angelica Salvi & Isabel Anjo apresentarem Canções Sobretarde. Os concertos continuam na terça, dia 10, às 20h30, com Rini & Bastolini e a sua homenagem a Nino Rota & Valsas e, no dia 12, às 20h30, o Trio Motiv vai tocar Pertinho do Mar.

Na sexta-feira, dia 13, às 22h, é a vez de Rita Redshoes subir ao palco da Esplanada. Edison Otero & The Latin Jazz Collective dão dois concertos no dia 14: às 20h30, Homenagem a Antonio Arnedo; e às 24h, Standards Sul-Americanos.

Dia 15 é dia de Fernando Tordo, às 22h, e na segunda-feira, dia 16, homenagem a Astor Piazzolla, às 20h30, com Mário Marques & Gonçalo Pescada. O Festival de Almada fecha no dia 18 de Julho com dois concertos dos Sons de São Tomé: às 20h30, Amôle te Foce, e às 24h, A nova música tradicional.

Festival De Almada