in , ,

Entrevista a Moon King na antevisão do concerto no Anjos70, em Lisboa

, Entrevista a Moon King na antevisão do concerto no Anjos70, em Lisboa

Anjos70, em Lisboa, irá receber no próximo domingo, dia 17 de junho, o artista canadiano Moon King e a portuguesa Sreya. A CA Notícias esteve à conversa sobre o percurso de Moon King na antevisão do concerto e analisando a carreira de Moon King até ao momento.

O Produtor, cantor e compositor Daniel Benjamin deu-se a conhecer como Moon King. Nascido em Toronto, no Canadá, o músico passou 2016 em Detroit, onde o bairro musicalmente fértil de Hamtramck tornou-se a sua casa e a inspiração para um novo conjunto de gravações, originando Hamtramck ’16 que combina uma obsessão crescente pela dance music underground. Colaborando com artistas e músicos locais, Daniel criou uma banda completamente nova, com sonoridade de dance music, do synthpop, disco e house music até o mais pop.

A Matiné, este domingo, nos Anjos70 começa às 18 horas com o bilhete a 6€.

Interview in English at the end of the article.

CA Notícias (CA) – Este será o teu primeiro concerto em Portugal. O que podemos esperar?

Moon King (MK) – É verdade. Muitos dos meus amigos disseram-me que Lisboa era sua cidade favorita e isso deixa-me muito entusiasmado. Será o nosso último concerto da Tour Europeia, por isso vamos tentar torná-lo no melhor.

CA – Nos primeiros anos actuaste na primeira parte dos concertos para várias bandas, como por exemplo Unknown Mortal Orchestra (UMO). O que retiraste dessas experiências?

MK – É um pouco bizarro a quantidade de bandas com que tive oportunidade de participar na tour e das quais eu gosto mesmo – UMO, Mr Twin Sister, Tops, Fucked Up, Austra e muitas mais……
É sempre inspirador ver outras pessoas tão dedicadas à música.

CA – Depois lançaste o álbum de estreia, Secret Life (2015). O que mudou na tua música desde aí?

MK – Bem, basicamente eu mudei-me para Detroit no final de 2015 e fiquei super fã de Dance music (risos). Especificamente de Disco e Synthpop music. Desde então que estes estilos têm inspirado directamente a minha música.

CA – Quando podemos esperar um novo álbum?

MK – Não tenho a certeza! Estou a trabalhar numa dezena de novas músicas e já tenho uma pasta com 26 demos que quero – e espero – acabar até ao final do Verão.

CA – Recentemente entrevistámos a Banda de Electro/Dream Pop, os The Fur., que actuaram no Primavera Sound. Qual achas que seja o motivo para o crescimento deste género musical na Europa?

MK – As pessoas na Europa sempre tiveram um maior interesse na música electrónica do que os Norte Americanos, mas não sei qual é o motivo… De facto, na Europa consigo encontrar muito mais facilmente os meus discos discos favoritos.

CA – Sreya irá abrir o teu espetáculo em Lisboa. Já a conhecias?

MK – Não, não conhecia! Mas estou entusiasmado por conhecer.

CA – E conheces algum artista Português?

MK – Para ser sincero, não – pelo menos acho que não. Talvez o DJ Marfox? Irei de certeza passar por uma loja de discos para ouvir o que se faz por aí!

Entrevista em inglês

CA – This will be your first time playing in Portugal? What can we expect from the show?

MK – Yes – I’ve heard from so many friends that Lisbon is their favorite city, very excited to be there. It’ll be the last show of our Europe tour, so we’ll try and make it the best one!

CA – You’ve supported many bands in the first years, for example, Unknown Mortal Orchestra. What kind of insights did you get?
MK – Yeah it’s kinda crazy how many bands I’ve been able to tour with that I really like – UMO, Mr Twin Sister, Tops, Fucked Up, Austra, lots more… It’s always inspiring to see other people very committed to music like that.

CA – Then you release your debut album, Secret Life (2015). What has changed in your music since then?
MK – Well, basically I moved to Detroit near the end of 2015 and got super into dance music haha. I guess specifically a lot of disco and synthpop music. so that’s pretty directly inspired the music I’ve been making since then.

CA – When can we expect the release of a new album?
MK – Not sure! I’m working on a ton of new songs right now, I have a folder with 26 demos that I like and I’m hoping to finish them over the summer.

CA – Recently we interview Electro/Dream Pop band The Fur., who will play at Primavera Sound. Why do you think this music genre is growing in Europe?
MK – People in Europe have always been more into electronic music than North Americans, I’m not exactly sure why… definitely a lot of the records I’ve been into are much easier to find and more popular in Europe.

CA – Sreya will perform the opening act. Did you know her?
MK – No, I haven’t! but excited to check it out.

CA – Do you know any Portuguese artists or music?
MK – To be honest, I don’t think I do, maybe DJ Marfox? But we will definitely be heading to a record store to see what’s there!

For the record, Moon King was right about Dj Marfox.

, Mundial 2018: Empate ibérico com assinatura do monstruoso CR”3″

Mundial 2018: Empate ibérico com assinatura do monstruoso CR”3″

, “Estudos do Labirinto” é o novo projeto artístico da Casinfância

“Estudos do Labirinto” é o novo projeto artístico da Casinfância