em

‘Édipo’ em cena no Teatro Romano de Lisboa

©José Avelar - Museu de Lisboa

O espetáculo Édipo – Cegos que guiam cegos, a partir do clássico de Sófocles, estreou esta 5.ª feira no Teatro Romano de Lisboa. A peça está em cena de 5.ª feira a domingo, até ao próximo dia 21 de julho.

Édipo, a tragédia das tragédias, une mitos, valores sociais e familiares na mesma história. Reflete um mundo teocêntrico, regido por deuses que traçam o destino da vida dos homens. Na história, o papel do poder da crença enquanto forma vital de sobrevivência, personificada pelos oráculos, aparece em contraponto com o livre arbítrio do homem, dono do seu destino e senhor do seu futuro.

CANoticias-2019-07-05_13-05-51
©José Avelar – Museu de Lisboa

Ao fugir do destino traçado pelos deuses, Laio e Jocasta entregam o seu filho Édipo à morte, pois o oráculo previu que ele iria matar seu pai e desposar sua mãe. A visão do diretor, Beto Coville, para esta montagem encontrou eco na proposta do criador Valentim Quaresma para os figurinos e adereços.O ponto de vista do espetáculo centra-se na escolha do caminho a seguir: o traçado pelos deuses ou o escolhido pelo homem, enquanto dono do seu destino.

CANoticias-2019-07-05_13-12-25
©José Avelar – Museu de Lisboa

Edificado nos inícios do séc. I d.C., o teatro romano de Lisboa traduz a nova categoria jurídica e administrativa atribuída à cidade de Felicitas Iulia Olisipo entre 31 e 27 a.C.. O local escolhido, a meia encosta, sublinha a função propagandística que o edifício público assumiu, que teria capacidade para cerca de 4 mil espetadores.

Lídia Fernandes, Coordenadora do Museu de Lisboa – Teatro Romano, revela que “a apresentação da peça de teatro clássico Édipo – cegos que guiam cegos, do poeta Sófocles que o Museu de Lisboa – Teatro Romano promove, constitui o resgatar da original vocação do monumento cénico mais antigo que hoje se conhece em território nacional.”

Encenação – Beto Coville
Música Nuno Pereira
Desenho de luz – Pedro Santos
Imagem – Daniel Fernandes e Xana Cepinha
Figurinos – Valentim Quaresma
Caracterização – Magda Casqueiro
Elenco: Beto Coville, Carlos Carvalho, Diogo Lopes, Eurico Lopes, Inês Oneto, João Araújo, Luísa Ortigoso, Sandra Celas e Sofia Brito

Em cena de 4 a 21 julho, de 5.ª feira a domingo, às 21h30.
Preço bilhete: 5€
Reservas obrigatórias para: 215818530 ou teatroromano@museudelisboa.pt

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Sam The Kid leva hoje Chelas para o palco do Sumol Summer Fest

Sam The Kid leva hoje Chelas para o palco do Sumol Summer Fest

Tributo a Nelson Mandela regressa em 2020 a Matosinhos, garante a organização

Tributo a Nelson Mandela regressa em 2020 a Matosinhos, garante a organização