in , ,

Devil May Cry 5 Special Edition (PS5) | Análise Gaming

Devil-May-Cry-5-Special-Edition-Featured-1210x642

Devil May Cry 5 chega às consolas de nova geração com uma nova edição especial, que traz Vergil de volta como personagem jogável e muitas outras melhorias técnicas. Saiba aqui o que achámos desta nova versão de DMC5 Special Edition, testado na Playstation 5.

Devil May Cry 5 Special Edition volta a recorrer ao mesmo método de DMC 3 e 4 ao contar com a possibilidade de se poder jogar com Vergil, o irmão gémeo de Dante. Para além disso o jogo recebeu várias melhorias técnicas, que aumentam a qualidade da experiência em comparação com a versão original, lançada em 2019. Podemos assumir já que DMC 5 Special Edition é a versão a jogar, por quem não tem o original, pois como pacote é o mais completo.

Principalmente porque nos oferece a possibilidade de jogar a campanha toda com Vergil, ao contrário do que acontecia no original, em que tínhamos várias missões bloqueadas a Nero, Dante ou V. Aqui podemos passar o jogo todo só com Vergil, o que é bastante satisfatório, visto que controlar Vergil é bastante divertido, tal como já o era nos DMC anteriormente referidos.

Devil-May-Cry-5-tempo-carregamento-ps5

As outras novidades desta edição ao nível da jogabilidade são o modo de dificuldade Legendary Dark Knight e o Modo Turbo que oferece assim novos desafios e mais complicados aos experts de Devil May Cry.

No entanto, o que salta mais à vista neste Devil May Cry 5 Special Edition são as suas melhorias técnicas. Na versão de PlayStation 5 (a que tivemos oportunidade de analisar) conseguimos verificar o quão melhor é jogar DMC 5 com ray tracing, que faz com que os modelos e todos os ambientes que a Capcom construiu para este jogo saltem ainda mais à vista do que no lançamento original. Os modelos de DMC 5 na geração passada já eram do mais belo que se podia assistir num videojogo, agora com a ajuda das características das novas consolas, isso ainda é mais notável.

A nível de cenários, são extremamente pormenorizados. Mais dark que os seus anteriores, com algumas influências de jogos da From Software como o Demon Souls ou o Bloodborne, por exemplo. O jogo corre no último motor gráfico da Capcom, o RE Engine, feito na altura para o Resident Evil 7.

05_1

O jogo vai alterando o seu modo de combate, a sua jogabilidade durante todo o jogo e faz com que fiques preso ao jogo apenas e só pelo seu sistema de combate. Mas também traz consigo uma história sólida com personagens carismáticos.

Outro aspecto a realçar é, sem dúvida, a música do jogo que é baseada em Death Metal e Metal Industrial. Nota-se bastante bem que a música não foi feita a pensar nas massas, porque acabam até por ter vozes guturais, guitarras bem pesadas e bombos duplos. E isso para mim é um ponto bem positivo.

Devil-May-Cry-5-Special-Edition-2

Devil May Cry 5 Special Edition traz mais do mesmo, ou seja, mais DMC 5 e melhor. E isso não é de pôr de parte. Se ainda não experimentaram Devil May Cry 5 e têm uma consola de nova geração por perto, então está aqui uma belíssima opção. Caso já o tenham jogado, fiquem a saber que as novidades justificam o investimento para os fãs da série e de DMC 5 em concreto, mas caso não o sejam, não perderão nada de significativo. Devil May Cry 5 Special Edition fica assim marcado como a melhor versão de DMC 5 possível.

 

 

 

 

Devil May Cry 5 Special Edition (PS5) | Análise Gaming
Devil May Cry 5 Special Edition (PS5) | Análise Gaming | CA Notícias

Devil May Cry 5 chega às consolas de nova geração com uma nova edição especial, que traz Vergil de volta como personagem jogável e muitas outras melhorias técnicas. Saiba aqui o que achámos desta nova versão de DMC5, testado na Playstation 5.

Product In-Stock: InStock

Avaliação do editor:
4
Atenção'Arianators'!: Ariana Grande lança documentário na Netflix já este mês | CA Notícias

Atenção ‘Arianators’!: Ariana Grande lança documentário na Netflix já este mês

Ofertas de Fim de Semana

Ofertas de Fim de Semana dos The Game Awards chegam à PlayStation Store