in , ,

NBA 2K21 (Playstation 5) | Análise Gaming

mrPp0uImxS186NsMNdjUEPHj

Começou na semana passada a nova época da NBA e que melhor maneira de a acompanhar de que a experimentar com a versão do jogo da 2K para a nova geração de consolas? Foi o que fizemos. Saiba aqui a nossa opinião do NBA 2K21 para a PlayStation 5.

Neste ano mais do que atípico, algo que ajuda a que as pessoas tenham um pouco de normalidade na sua vida são as competições desportivas e os videojogos. Se todos nós sabemos que ver um evento ou partida sem público, de que modalidade for, não tem a mesma graça, a verdade é que os videojogos permitem-nos reviver essas experiências e atmosferas de estádios e pavilhões cheios de público. Ao longo das últimas décadas temos visto a barreira entre a realidade e o virtual a diminuir consideravelmente, e os jogos de desporto têm acompanhado essa mesma evolução.

NBA 2K21 (Playstation 5) | Análise Gaming | CA Notícias

A nova versão de NBA 2K21 para as consolas de nova geração é mais um passo, desta vez significativo, nesse sentido.

NBA 2K21 já tinha sido lançado anteriormente para várias plataformas como PS4 (que já analisámos e poderá ler em baixo o que achamos dessa versão), XBOX One, Nintendo Switch, PC e Stadia, mas têm agora também uma versão específica para as consolas de nova geração como a PS5 e XBOX Series X | S.

NBA 2K21 (Playstation 4) | Análise Gaming

Então o que é que mudou efectivamente nesta versão para a PS5 e será que compensa o salto geracional? Pode-se sintetizar as diferenças em quatro pontos principais: grafismo, velocidade de carregamento, The City e o aproveitamento do DualSense.

O primeiro aspecto que salta imediatamente à vista é a melhoria gráfica em quase todos os momentos do jogo, começando pela interface que é limpa, mas onde as melhorias gráficas são mais visíveis são dentro do campo. E aí é onde NBA 2K21 para a PlayStation 5 realmente brilha e se impõe. Os modelos dos jogadores, os mais conhecidos preferencialmente, foram extremamente bem trabalhados e chega aquele momento em que pensamos “Como é que isto poderá melhorar mais no futuro?”. Os detalhes faciais em jogadores como Steph Curry, LeBron James ou Klay Thompson estão próximos da perfeição, aproveitando de melhor forma as capacidades de processamento e gráficos das novas máquinas. A introdução de uma nova câmara que faz lembrar as transmissões televisivas a que assistimos no final da época passada na bolha na DisneyWorld ajuda a criar uma maior sensação de realismo e imersão no jogo e é neste momento a minha câmara predilecta no 2K21.

NBA 2K21 (Playstation 5) | Análise Gaming | CA Notícias

Contribui para isso, a utilização e importância do Ray-Tracing no jogo, fazendo com que tudo se torne mais vivo. Como passamos a maior parte do tempo no jogo dentro dos pavilhões das diversas equipas da NBA, os efeitos dos raios no chão e nos placares publicitários acabam por demonstrar em grande plano como esta nova tecnologia nos poderá surpreender. NBA 2K21 é muito provavelmente o jogo mais impressionante graficamente desta nova geração. Pelo menos em alguns momentos. Se ao olharmos para o modelo de Steph Curry por exemplo, ficamos abismados com a fidelidade da representação, mas se olharmos com maior atenção para os modelos e texturas que podemos encontrar em vários cenários no modo MyCareer percebemos que a 2K e a Visual Concepts apresentam-nos agora um pequeno aperitivo do que poderão fazer no futuro, pois NBA 2K21 graficamente não é consistente. Não só nos modelos e texturas de alguns objectos e personagens, mas também na qualidade das animações, que parece ter ficado um pouco preso à geração passada. Isso provavelmente se deverá ao tempo de habituação ao hardware das novas consolas e à dificuldade de trabalharem em duas versões diferentes e especificas às duas gerações.

img_mbrugat_20201117-110031_imagenes_lv_terceros_nba-kgr-U49522541973pyF-992x558@LaVanguardia-Web

Em conjunto com a melhoria gráfica, uma das grandes vantagens da versão para a nova geração é o aproveitamento das capacidades das novas consolas para “despachar” os loadings. Se há algo que qualquer jogador de 2K detestava era o tempo que demorava a entrar no jogo desde o momento em que se escolhia as equipas. Para preencher esses tempos mortos tínhamos direito a momentos hilariantes com Kenny “The Jet” Smith, Shaq e Ernie Johnson, mas a verdade é que ao final de poucos jogos já nada de novo estes momentos tinham para oferecer. Agora já não precisamos de nos preocupar com os tempos mortos no jogo tal é a velocidade com que o jogo carrega. É mesmo possível entrar num jogo em apenas 2 segundos! Depois de se experimentar esta versão, é muito complicado voltar aos tempos de carregamento do “antigamente”, ou seja o NBA 2K21 para a geração anterior de consolas. A diferença é de facto abismal, e um grande feito para esta primeira tentativa nas novas consolas.

2k21-lillard_feature

Outro aspecto que diferencia esta versão da geração anterior é a introdução do modo The City, que é o upgrade natural do modo online The Neighborhood. Neste novo modo os jogadores começam em Rookieville para ter direito a aceder a The City depois de ser atribuída uma afiliação de 4 existentes: North Side Knights, South City Vipers, Beasts of the East, e Western Wildcats. Cada afiliação tem um Mayor, eleito pelos jogadores, responsável por produzir vídeos, desenhar courts, murais na cidade ou uniformes. Este é um pequeno exemplo do quão orgânico e comunitário é The City. É um modo de mundo aberto ambicioso que replica o impacto do basquetebol na vida urbana e na cultura. Nos últimos anos temos visto vários jogos de desporto a tentar inovar ou a replicar fórmulas de RPG’s ou outros géneros, mas The City será talvez o modo mais interessante que vimos nos últimos anos. Pode ser um primeiro exemplo do que se poderá seguir nos próximos anos neste tipo de jogos.

0x0

E para terminar as novidades iremos falar concretamente da versão que experimentámos: a da PlayStation 5. A Visual Concepts decidiu aproveitar algumas das características do DualSense, o comando da PS5, para aumentar a imersão dos jogadores no jogo. E isso é muito bem conseguido e mais importante que isso, influencia a jogabilidade no jogo, para melhor. A vibração do comando e os triggers adaptam-se consoante a situação em campo ou qual o jogador que está a ser controlado. Terão muito mais dificuldades em executar movimentos debaixo do cesto pressionados com Steph Curry do que com Zion ou Rudy Gobert. A jogabilidade desta versão de NBA 2K21 está óptima e melhor muito com estas pequenas adições. O único problema que encontrámos com esta experiência, é que a vibração por vezes é demasiado forte e sem sentido, fazendo com que não raras vezes ouvíamos os motores do comando, algo que não aconteceu em mais nenhum jogo que aproveita as capacidades do DualSense.

Resumindo e concluindo, NBA 2K21 para a PS5 e XBOX Series X|S é um belo primeiro passo da 2K e da Visual Concepts na nova geração de consolas e é um jogo obrigatório para os fãs de basquetebol que já têm uma destas consolas em casa. Ainda há muito para melhorar, mas para primeira incursão nesta nova geração não se podia pedir muito mais.

 

 

NBA 2K21 (Playstation 5) | Análise Gaming
NBA 2K21 (Playstation 5) | Análise Gaming | CA Notícias

Começou na semana passada a nova época da NBA e que melhor maneira de a acompanhar de que a experimentar com a versão do jogo da 2K para a nova geração de consolas? Foi o que fizemos. Saiba aqui a nossa opinião do NBA 2K21 para a PlayStation 5.

Product In-Stock: InStock

Avaliação do editor:
4
DiscoveryPlus_logo Horizontal

Discovery e Vodafone anunciam parceria que inclui o novo serviço de streaming discovery+

Audiências: estreia de"Big Brother" lidera frente"A Máscara". À tarde,"Somos Portugal" leva a melhor | CA Notícias

Audiências: estreia de “Big Brother” lidera frente “A Máscara”. À tarde, “Somos Portugal” leva a melhor