in , ,

Desperados III (Playstation 4) – Análise Gaming

Disponível para: PS4, XBOX One e PC

Desperados III, Desperados III (Playstation 4) – Análise Gaming, CA Notícias

Desperados III chegou nestes dias quentes à PS4, XBOX One e PC. A mistura de cowboys com RTT promete fazer as delícias dos fãs da saga. Conheça aqui a nossa opinião do jogo.

Como está a chegar o calor, cai sempre bem uma cerveja Desperados… mas o que cai também bem é ter de volta uma franquia incrível, com uma roupagem nova. No início dos anos 2000, recebemos dois títulos Desperados: Wanted Dead or Alive e Desperados 2: Cooper’s Revenge que vieram trazer os cowboys para o género RTT, popularizado por jogos como Comandos que tinha saído poucos anos antes do primeiro.

Entretanto, o titulo de maior relevo do género, dos últimos anos foi, sem sombra de dúvida, o Shadow Tactics (no pun intended), jogo feito pela MIMIMI Studios, responsáveis por nos trazer de volta Desperados e, a meu ver, em grande estilo.

Desperados III, Desperados III (Playstation 4) – Análise Gaming, CA Notícias

Depois de termos jogado o Red Dead Redemption 2, jogar Desperados III à espera do mesmo tipo de história, com a emoção e a montanha-russa de sentimentos, é para esquecer. Apesar de estamos no velho oeste, Desperados III é um jogo puro e duro que te vai fazer pensar bastante de modo a ultrapassar os obstáculos apresentados e a fim de completar a tua missão.

Se já conhecias a história dos anteriores, vais reparar que isto é uma prequela da história original. Aqui vais jogar com John Cooper, mas vais conhecer companheiros pela primeira vez, como é o caso de Kate ou o Dr McCoy. Além de ser uma prequela, Desperados III altera algumas aspectos na história original, de modo a ficar mais actual, sendo que primeiro jogo já saiu há quase 20 anos. Eles apostaram em alguns elementos-chave para te deixar agarrado à história, mas nem de perto, nem de longe chega aos calcanhares do que o gameplay tem para oferecer. Este jogo está incrível nesse sector e, apesar de terem-no adaptado muito bem ao comando, neste caso o da PS4, que foi onde tivemos o prazer de jogar o jogo, acabamos por sentir que se tivéssemos jogado o jogo em PC, teríamos uma experiência melhor, porque este jogo tem muitos controlos diferentes, e a limitação de os fazer num comando de PS4, faz com tenhamos uma adaptação mais lenta.

Desperados III, Desperados III (Playstation 4) – Análise Gaming, CA Notícias

Desperados III destaca-se claramente na incrível maneira que arranjaram de combinar as várias personagens num esquema de combate quase por turnos, que faz com que este RTT seja um dos melhores que já joguei no género. Temos de analisar as nossas habilidades, o raio de visão dos vários inimigos no cenário, o nosso raio de acção, tudo para conseguir levar a melhor.

Desperados III não é um jogo de todo fácil: vais ter de criar táticas, e algumas bastante complexas, para passar certas zonas, isto sem perder por um minuto a atenção nos teus personagens e nos inimigos, que são apresentados por zonas. Vais ter vários personagens para guiar ao mesmo tempo, cada um deles com diferentes habilidades e, consoante essas habilidades, podes construir a forma como passar a missão. O cenário também dá-te acesso a mecânicas individuais, que vais poder usar a teu favor. Para quem gosta de um desafio tático, este jogo é a tua cara.

Temos o John, McCoy, Hector, Kate e Isabelle como algumas das personagens que podes usar e cada uma com habilidades únicas. McCoy tem, por exemplo, uma sniper ou uma mala que atrai os inimigos. Podes matar os inimigos também com as armadilhas criadas por Hector, ou usar os disfarces de Kate para atrair os inimigos. Tens de ver mesmo as armas que tens ao teu dispor e depois usar isso tudo em tempo real. Podes executar várias acções, ao mesmo tempo, e criar uma narrativa de ataque, para conseguires eliminar vários inimigos de uma vez só. Desperados oferece mais de 15 missões que vão deixar-te com os nervos à flor da pele. 

Desperados III, Desperados III (Playstation 4) – Análise Gaming, CA Notícias

O nível de detalhe dos personagens é de realçar, sendo que cada personagem é único e notas essas diferenças nos mais ínfimos detalhes, como os movimentos, e nem todos conseguem fazer as mesmas coisas. Por exemplo, a Kate não consegue amarrar os inimigos, o Dr McCoy não consegue escalar, etc… e é aqui que temos de usar mais a cabeça, porque nem todos conseguem fazer o mesmo que os outros e, portanto, temos de planear os movimentos com antecedência. As missões também são diferentes entre elas, com várias opções, não ficamos presos a apenas uma solução e tudo depende de como quisermos abordar a missão.

A IA do jogo é boa o suficiente, mas às vezes vemos guardas a fazer movimentos estranhos e podemos ver, também, que as rondas são movimentos repetidos, não alternando muito. Porém, com uma IA melhor, este jogo ia acabar por ser demasiado frustrante-

Outro aspecto que temos de ter em atenção é ao tipo de inimigo que estamos a desafiar, porque algumas das habilidades únicas dos teus personagens podem não resultar com todos os inimigos. Como já referi, a Kate usa o seu charme para atrair os inimigos, mas isso pode não resultar, por exemplo, contra mulheres, e podes ficar numa situação complicada. Sendo assim, vê os personagens que tens disponíveis, podendo parar o tempo usando o d-pad e conseguindo, assim, planear o que fazer de seguida. Às vezes, precisas mesmo de usar dois personagens, ao mesmo tempo, para derrotar algum inimigo. A preferência é matar sempre em stealth e depois esconder o corpo, porque se os teus inimigos encontrarem alguém morto, podem chamar reforços e, depois, para matar um, vais ter de matar mais uns 5 ou 6 inimigos, que estão no mapa para te apanhar.

Desperados III, Desperados III (Playstation 4) – Análise Gaming, CA Notícias

Em Desperados III o teu melhor amigo chama-se quick save e é tão importante que até o jogo avisa há quanto tempo fizeste o último. E poderás usar isto muitas vezes para testar as estratégias que tens em mente.

Os gráficos do jogo estão muito bem conseguidos, sentimos que foram “roubar” um pouco a Shadow Tactics no que toca a personagens, mas deram uma boa roupagem e conseguiram um jogo com um incrível flow, sendo que corre sem qualquer quebra de frames notório tanto na Playstation Slim como na Pro.

O som e o voice acting são simplesmente incríveis e transmitem por completo o universo do faroeste típico de um bom filme do Clint Eastwood.

Duas coisas negativas no jogo: não tem legendas em português, o que vai dificultar a percepção de quem não entende inglês, e os loadings na Playstation são bem demorados.

Desperados III traz de volta, e em glória, este estilo de jogo. Certamente que, quem gosta do género, não se irá arrepender de o jogar, até porque dentro dos RTT é, possivelmente, dos mais bem conseguidos nos últimos tempos. E vai proporcionar-te horas e horas a puxar pela cabeça.

 

Desperados III (Playstation 4) – Análise Gaming
Desperados III, Desperados III (Playstation 4) – Análise Gaming, CA Notícias

Desperados III chegou nestes dias quentes à PS4, XBOX One e PC. A mistura de cowboys com RTT promete fazer as delícias dos fãs da saga. Conheça aqui a nossa opinião do jogo.

Product In-Stock: Not Available

Editor's Rating:
4
, Ninjala – Trailer de lançamento (Nintendo Switch), CA Notícias

Ninjala – Trailer de lançamento (Nintendo Switch)

, Filme de Will Ferrell sobre o festival Eurovisão estreia na Netflix. Salvador Sobral faz parte do elenco, CA Notícias

Filme de Will Ferrell sobre o festival Eurovisão estreia na Netflix. Salvador Sobral faz parte do elenco