in

Crítica – Sense8 Episódio Final: Amor Vincit Omnia (2018)

, Crítica – Sense8 Episódio Final: Amor Vincit Omnia (2018)

Depois de no ano passado Sense8, a série da Netflix que cativou uma legião inteira de fãs por todo o mundo, criada por Lilly e Lana Wachowski e por J. Michael Straczynski, ter sido cancelada após duas temporadas de sucesso, chega até nós o episódio final da série, Amor Vincit Omnia, conseguido depois da controvérsia que se gerou nas redes sociais. Apesar do esforço de acabar em grande, acabou por ser evidente a forma como as imposições da plataforma de streaming prejudicaram a história que ainda estava por contar. Um enredo de mais uma ou duas temporadas foi condensado em duas horas e meia, e isso não é bom.


Wolfgang foi capturado e os seus companheiros de “cluster” tentam descobrir como o libertar. É a partir desta ideia que se vai desenvolver a trama que concluí a história dos Homo Sensorium. Não há nenhum esforço em fazer a ponte entre o último episódio da segunda temporada, já lançado o ano passado, e este novo episódio, havendo alguma dificuldade em recordar onde o enredo foi deixado. Como o argumento não quer e não pode perder tempo, vai directo à acção, tornando-se complicada a envolvência do espectador.

É facilmente percetível que o tempo foi um problema. A história contada chegava para, pelo menos, mais uma temporada. Certamente, os criadores tinham inspiração suficiente para pensar num futuro alargado para a série da Netflix, mas esta cortou as asas à imaginação das Wachowski e de Straczynski. O enredo foi desenvolvido de forma apressada, tornando-o por vezes confuso e difícil de acompanhar.

A estrutura do episódio acaba também por ser estranha, quase como se 80% fosse uma história de acção e os restantes 20% feitos com um tom completamente diferente. Imensas coisas que caracterizavam a série e que empolgavam quem a via, acabaram por ser um pouco postas de lado, ou não tão valorizadas. Ainda assim, é sempre bom ver uma última vez as 8 personagens principais, tão amadas pelos fãs.

Sense8 foi uma ótima série da Netflix, sempre muito bem executada, com um enredo bastante criativo e bem desenvolvido. Contudo, questões exteriores a esta acabaram por a prejudicar e causar o seu fim forçado. Os criadores viram-se obrigados a contar a história (ou as histórias) que ainda queriam desenvolver em futuras temporadas, onde há tempo para que tudo seja bem planeado, em um último episódio de duas horas e meia. Tudo é resumido e apressado, numa luta contra os limites do tempo. Ainda assim, não deixa de ser uma boa despedida, que certamente intensificará as saudades dos fãs.

, Blind Zero actuam no Capitólio em Novembro

Blind Zero actuam no Capitólio em Novembro

, Santos Populares num Arraial no Capitólio com Deixem o Pimba em Paz e DJ Fernando Alvim

Santos Populares num Arraial no Capitólio com Deixem o Pimba em Paz e DJ Fernando Alvim