in , , ,

Crítica Cinema – “Missão: Impossível – Fallout”

, Crítica Cinema – “Missão: Impossível – Fallout”

“Missão: Impossível” é um franchise que desde 1996, altura em que foi lançado o primeiro filme, tem tentado elevar a sua fasquia. Depois de alguns filmes mais fracos, como é o caso do segundo e do terceiro, o franchise parece ter começado a seguir melhor os acontecimentos que nos eram apresentados, mostrando uma história e mantendo o elenco, sempre com alguns acrescentos.


Depois dos dois grandes filmes anteriores (“Missão Impossível – Operação Fantasma” e “Nação Secreta”), chega agora este “Fallout” que tem dado que falar, sendo já por muitos considerado um dos melhores filmes de ação de sempre.

Este filme começa por nos mostrar Ethan Hunt (interpretado por Tom Cruise, é claro) constantemente a ser assombrado pelo facto de não ter morto Sean Lane, no filme anterior, e ter colocado em risco a vida de Julia. Mais tarde, Ethan e a sua equipa recebem uma missão: impedir a venda de três esferas de plutónio, que podem ser usadas para criar bombas nucleares. No entanto, a missão é mal sucedida, o que levanta sérios problemas à IMF. Devido a este problema, chega um novo “parceiro”, August Walker, um agente da CIA (interpretado por Henry Cavill). A equipa terá então de fazer um plano novo para conseguir recuperar as esferas.

Este filme, tal como o anterior, foi realizado por Christopher McQuarrie. Logo desde os primeiros minutos, nota-se uma grande diferença no modo como foi realizado. Podemos dizer que McQuarrie melhorou tudo o que fez no filme anterior e mostrou que consegue realmente fazer grandes filmes de ação.

Por falar em melhorar, é preciso dizer: Tom Cruise está imparável neste filme. Só a sua prestação é o suficiente para levar alguém aos cinemas para ver “Fallout”. Parece que não existem limites e parece que quanto mais velho está, melhor desempenha Ethan Hunt. E ainda que os seus parceiros dos filmes anteriores também estejam impecáveis, é ele quem realmente brilha.

Por sua vez, e sem esquecer de referir os destaques do novo elenco, é preciso dizer que Henry Cavill mostra aqui uma nova faceta, bastante diferente daquela a que estamos habituados a ver com a sua personagem de Super-Homem. As cenas em que este se junta a Tom Cruise são simplesmente incríveis.

“Missão: Impossível – Fallout” resulta num filme que nos apresenta todos os elementos que são característicos do franchise: pessoas disfarçadas com máscaras, muita luta, corridas, saltos em locais que nos causam vertigens… Mas o melhor é que o filme nunca pára para respirar: temos ação do início ao fim, com cenas cada vez mais incríveis, que nos deixam mesmo petrificados a assistir.

No final sentimos que este filme é, de facto, algo surpreendente. Sim, confirmamos: é um dos melhores filmes de ação dos últimos anos. Vale mesmo muito a pena…

, Ludmilla regressa a Portugal com dois novos singles

Ludmilla regressa a Portugal com dois novos singles

, Eleven Sports transmite a Supertaça Francesa no seu Facebook

Eleven Sports transmite a Supertaça Francesa no seu Facebook