Avô, o teu Belém voltou! Obrigado a Todos!

Gostava que cá tivesses, juro que gostava.
Deixaste-me a maior herança que podias ter deixado: ser do Belenenses.

Ao contrário de bens ou dinheiro esta herança perdura no tempo, não se gasta, não se aliena, não se arrenda, é inerte, é só nossa.

É por momentos como os de sábado que eu percebi o porquê de amares tanto o Belenenses, o porquê dos teus passeios quase exclusivamente entre casa -estádio do Restelo e estádio do Restelo -casa, o porquê de 15 em 15 dias ires apoiar o Belenenses, fora, nas excursões.

Não somos aquela multidão que te habituaste a ver no Restelo, no teu tempo, não, nada disso, muito por culpa do calvário dos últimos anos, mas continuamos a ser grandes.

No sábado assegurámos a Europa, cerca de 200 pessoas estavam à espera da equipa no Restelo, no teu tempo era estádio cheio.

Ensinaste-me que ser do Belenenses não é fácil, é tudo difícil, parece que somos nós contra o mundo. Lembro-me de dizeres que o Belenenses não teve infância pois já nasceu grande. Tinhas em ti imbuído o espírito dos rapazes da praia e passaste-o para mim.

Desde que me fizeste sócio, um mês depois do meu nascimento, depositas-te em mim, inconscientemente, uma responsabilidade: Nunca deixar cair este grande clube. E assim tento fazê-lo, porque a cada estádio que eu vou, em cada dia que me desloco ao Restelo, sei que uma parte de ti está lá.

Estejas onde estiveres sei que no Sábado tinhas um cachecol do Belenenses ao pescoço enquanto vias aí de cima do jogo, num restaurante qualquer com o nosso símbolo emoldurado mesmo em cima da máquina de café, sei também que o Matateu estava a teu lado a beber a sua cervejinha e que no final do jogo, depois de tanto sofrimento, o Raúl Solnado soltou bem alto: “Realmente, não é do Belenenses quem quer, é do Belenenses quem pode!”. Eu ouvi cá de baixo avô.

Avô o Grande Belém voltou!
p.s. – o meu agradecimento especial a todos os que tornaram o sonho possível: primeiro, aos jogadores: Hugo Ventura, Gonçalo Brandão, João Afonso, João Meira, Nélson, Palmeira, Bruno China, Carlos Martins, Fábio Nunes, Filipe Ferreira, Miguel Rosa, Pelé, Ricardo Dias, Sturgeon, Tiago Silva, Camará, Dalcio, Diogo Ribeiro, Rui Fonte, Tiago Caeiro, Daniel Martins, Ricardo Alves, Adilson, Rodrigo Dantas, Deyverson, Matt Jones, Tikito, Helgi Daníelsson, Fredy, Mailó da Cruz; Estrutura técnica: Lito Vidigal e Jorge Simão; Estrutura da SAD: Rui Pedro Soares, José Luis e Nuno Almeida.
(Peço as mais sinceras desculpas a quem, por lapso, excluí)

Remato com uma frase de um Belenenses (Raul Solnado): “Façam o favor de ser felizes!”