in , ,

Alentejo recebe 4.ª edição do Festival “Guitarras ao Alto”

, Alentejo recebe 4.ª edição do Festival “Guitarras ao Alto”

Entre os dias 30 de maio e 3 de junho, o Alentejo será palco de mais uma edição do Guitarras ao Alto, um festival português que reúne, todos os anos, duplas de alguns dos melhores guitarristas nacionais, que se unem para proporcionar concertos inéditos em locais originais e emblemáticos da região.

O Guitarras ao Alto vai na sua 4ª edição e por lá já passaram nomes como Peixe, Frankie Chavez, Tó Trips, Filho da Mãe, Norberto Lobo e Luís Martins. A ideia de criar o Festival Guitarras ao Alto surgiu quando, em 2013, o alfacinha Vasco Durão se mudou para o Alentejo, Estremoz, com a sua família. O vinho, a gastronomia, a paisagem e o património alentejano são o pano de fundo para este festival de primavera que tem por objetivo levar a música e o entretenimento ao interior do país.


A edição deste ano conta com o patrocínio oficial dos vinhos Herdade de São Miguel, da Casa Relvas, um dos principais produtores de vinhos do Alentejo, empenhado, ativamente, na promoção e divulgação da cultura e tradição alentejanas. A própria Herdade de São Miguel será “anfitriã” de um dos espetáculos Guitarras ao Alto, no sábado, dia 2 de junho, onde será preparado um evento único, do meio da tarde ao pôr-do-sol, integrado na vinha e na natureza. O evento conta ainda com o apoio do Turismo do Alentejo, através do Programa 365 Alentejo-Ribatejo, e da Antena 3.

Francisca Cortesão e Mariana Ricardo são as artistas convidadas desta 4ª edição do festival.

Francisca Cortesão nasceu no Porto em 1983, mas vive atualmente em Lisboa. Cantora, compositora e multi-instrumentista, desde 2006 que tem em Minta & The Brook Trout o seu principal projeto. A banda editou o terceiro longa-duração, Slow, em 2016. Igualmente cofundadora dos They’re Heading West, entre as suas colaborações passadas e presentes contam-se ainda concertos e gravações de Walter Benjamin, B Fachada, David Fonseca, Márcia, Sérgio Godinho, Tape Junk, Bruno Pernadas e Lena D’Água, onde participa sobretudo com vozes e guitarras. Em 2018, foi convidada a compor para o Festival da Canção.

Mariana Ricardo nasceu em 1980 em Lisboa, onde vive e trabalha. Divide-se entre a música independente e o cinema. Iniciou a atividade musical em 1994, participando em diversos projetos musicais, com destaque para Pinhead Society e München. Compôs e interpretou as bandas sonoras dos filmes Xavier (2002) e Quatro Copas (2007) de Manuel Mozos e de A Cara que Mereces (2004), de Miguel Gomes. Atualmente integra as bandas They’re Heading West, The Secret Museum of Mankind, Silence is a Boy e Minta & The Brook Trout.

O festival terá cinco espetáculos itinerantes:

30 de maio – Estremoz (Convento das Maltezas/Centro Ciência Viva)
31 de maio – Avis (Claustro do Convento de S. Bento de Avis)
1 de junho – Beirã/Marvão (Antiga estação de comboios da Beirã-Marvão)
2 de junho – Redondo (Herdade de São Miguel)
3 de junho – Crato (Pousada Flor da Rosa)

Bilhetes à venda em www.guitarrasaoalto.pt (Preço – 5€ por pessoa, com oferta de copo de vinho Herdade de São Miguel).

, Roger Waters em Lisboa – Concerto digno de um deus do Rock

Roger Waters em Lisboa – Concerto digno de um deus do Rock

, Fernando Santos e Santiago, o “Especialista dos Porquês”

Fernando Santos e Santiago, o “Especialista dos Porquês”