in

«A Torre Negra» foi um flop e Stephen King explica porquê

Era um dos blockbusters mais esperados do ano, mas acabou por falhar junto do público, da crítica e dos fãs da épica obra de Stephen King. Em declarações à Vulture, o autor aponta o “desafio” de retratar 3000 páginas e a classificação etária atribuída, mas os problemas de “A Torre Negra” vão além disso.

Antes de chegar às mãos do realizador, Nikolaj Arcel, “A Torre Negra” foi uma autêntica batata quente. J.J. Abrams (“Star Wars: O Despertar da Força”) e Damon Lindelof (“Lost” e “The Leftovers) detinham os direiros em 2007, mas no final de 2009 abandonam o projeto.

Segue-se Ron Howard (“Uma Mente Brilhante”) que avança com a contratação de Javier Bardem em 2011. O filme volta a ficar orfão e a Universal abandona as rédeas da produção. Em 2015, a Sony aloca os direitos do filme e coloca o futuro nos ombros de Nikolaj Arcel.«A Torre Negra» foi um flop e Stephen King explica porquê 1

“O maior desafio foi fazer um filme baseado numa série de livros muito longa, cerca de 3000 páginas. A outra parte foi a decisão de atribuir a classificação PG-13 [supervisão parental para menores de 13 anos] na adaptação de obra que é extremamente violenta e que lida com esse comportamento de uma forma claramente gráfica”, comentou Stephen King.

Apesar de King ter apreciado o guião de Akiva Goldsman, a verdade é que quando o filme chega às salas de cinema, depois de dois adiamentos, rumores das suas dificuldades começam a tornar-se públicos. Um artigo da Variety expõe uma mostra prévia de Arcel que causou um “grande alarme”, “a colisão de visões” de diferentes estúdios no processo de edição – Sony e a Media Rights – a má receção em test screenings e regravações dispendiosas foram apenas alguns dos ingredientes para o desastre.«A Torre Negra» foi um flop e Stephen King explica porquê 2

Para além do fracasso comercial e junto dos fãs, o filme falhou em constituir Idris Elba como ator principal, bem como o regresso à velha forma de que Matthew Mcconaughey tanto precisa. No horizonte está uma série de televisão baseada na mesma obra e que traria Idris Elba de volta. Perante a fraca perfomance do filme, o futuro da série é incerto.

“A série que eles estão a devolver agora… veremos o que acontece. Seria um reboot, portanto teremos de esperar para ver” , acrescenta King.

«Bernardo Silva é um jogador perfeito» – Pep Guardiola

Conheça o plantel do Belenenses no PES 2018