Seis pontos em 24 horas e uma homenagem às vítimas do Rio de Janeiro

Depois de ter confirmado na tarde de sábado, na Abóboda, os três pontos respeitantes à 6ª jornada, o Belenenses venceu esta tarde de forma clara o CDOM-PN por 0-5 na deslocação ao Estádio Alfredo Marques Augusto, na primeira jornada da segunda volta, mantendo firme a liderança isolada da Série 2 da I Divisão da AFL e voltando a aumentar a distância pontual face ao terceiro classificado, com os azuis a somarem agora 46 pontos na tabela  – mais nove do que Porto Salvo e mais catorze do que Linda-a-Velha B e Operário -, num grande percurso dos azuis do Restelo agora feito de quinze vitórias e um empate, com 68 golos marcados e apenas dez sofridos.

Centenas de adeptos do Belenenses voltaram a comparecer entusiasticamente no apoio ao onze da Cruz de Cristo, enfrentando uma tarde de muita chuva, numa partida que fica marcada pela homenagem prestada ao Flamengo e aos seus jovens atletas tragicamente desaparecidos na sexta-feira, com ambas as equipas a entrarem em campo com a bandeira do Clube do Rio de Janeiro, tendo sido igualmente cumprido um minuto de silêncio em memória de Fernando Peres, hoje desaparecido, futebolista genial que se fez Internacional ao serviço do Belenenses antes de se notabilizar também ao serviço do Sporting e do Vasco da Gama, e que frequentemente acompanhava a equipa no Restelo como sucedeu ainda há poucos dias.

Participante activo nesta homenagem, marcou presença nas bancadas entre os adeptos do Belenenses Nicholas Reis, responsável pela Embaixada do Flamengo em Lisboa – a Fla-Imperial – e que deixou a promessa de visitar o Restelo já no próximo domingo por ocasião da recepção ao Trajouce.

Dentro das quatro linhas e num jogo praticamente de sentido único, o Belenenses dominou todo o encontro e cedo chegou à vantagem por intermédio de Francisco Sénica, que mais tarde viria a bisar, chegando-se ao intervalo com 0-2 para os azuis e com o adversário reduzido a dez unidades. Na segunda metade registaram-se golos de João Santos, Afonso Alcario (na transformação de uma grande penalidade) e Edgar Pacheco, ainda júnior e a estrear-se da melhor maneira no onze principal, a consolidarem uma vitória totalmente justa que permite ao Belenenses o insólito registo de somar seis pontos em apenas vinte e quatro horas.

Nuno Oliveira fez alteraçoes em relação ao último onze, fazendo alinhar Afonso Nunes; Jojó, André Serra, Alex Figueiredo (Cap.) e Varges; Sénica, João Trabulo, Tomás Castro, João Santos, Tiago Rodriguez e Afonso Alcario. No banco, às ordens da equipa técnica azul, estavam disponíveis André Bicho, Tiago Marques, Ilmo, Varela, Edgar Pacheco, Filipe Pereira e Rivaldo.

O Belenenses volta a jogo no próximo domingo, às 15h00, no Estádio do Restelo, com uma recepção ao Trajouce, e ficará a conhecer antes disso o adversário na 4ª eliminatória da Taça AFL, com sorteio agendado para terça-feira, às 18h30.

Confira os resultados desta jornada:

CDOM-PN, 0 – Belenenses, 5CD Estrela, 1 – Operário, 2Linda-a-Velha B, 2 – Carcavelos, 0Amavita – Assoc. TorreSL Olivais, 3 – Talaíde, 2Malveira da Serra, 1 – Porto Salvo, 3Abóboda, 1 – CD Belas, 1Trajouce, 0 – Salesianos, 3

Via