in

Rugby: Sub14 e Sub16 treinam com Regimento de Comandos

CA Notícias | Entretenimento, desporto, tecnologia e lifestyle

Os mais jovens campeões portugueses de râguebi estão este fim de semana a treinar com o Regimento de Comandos na serra da Carregueira, em Sintra, numa ação destinada a fomentar o espírito de grupo e a disciplina.

Divididos em quatro grupos, cerca de 100 atletas com idades entre os 12 e os 15 anos, campeões e bicampeões nacionais do Belenenses, começaram pela manhã as atividades que os levam a pernoitar num campo de treino militar.

O objetivo é trabalhar valores considerados fundamentais para a modalidade, como a integridade, o respeito, o espírito de equipa, a paixão e a disciplina, como descrevem os treinadores, civis e militares, os requisitos necessários ao sucesso de uma missão.

“Essencialmente, vai-lhes ser passado, através de várias ações – como exercício físico e estarem um bocadinho a perceber como se lê um mapa, como é que se dirigem enquanto equipa para a próxima estação — o valor do trabalho em equipa, para perceberem que um ser isolado não consegue chegar onde conseguem chegar 12 ou 13”, conta à agência Lusa o treinador desportivo Bruno Nifo.

É a primeira vez que as equipas de Sub14 e Sub16 do clube participam neste treino, no âmbito de uma nova filosofia que os responsáveis desportivos querem adotar.

A academia de râguebi do clube determinou que a partir desta época cada jogador é avaliado não só pelas competências físicas e desportivas mas também sociais e académicas.

Os Comandos, por seu lado, esperam poder contribuir de uma forma prática em iniciativas que demonstrem “as virtudes e as vantagens de um treino militar”, na esperança também de suscitar nos jovens uma vocação militar.

Segundo o 1.º sargento Vasco Santos, coordenador deste curso, os Comandos podem transmitir a estes jovens valores como “o espírito de sacrífico, de equipa, a lealdade, a coesão, entreajuda e camaradagem”.

O treino psicológico, garante, é mais importante do que o físico: “O principal em forças especiais como os Comandos e nas equipas em competição, como é o caso, é a parte mental, a parte psicológica”.

Não desistir à primeira dificuldade e ultrapassar os obstáculos, a fim cumprir o objetivo, são ensinamentos que os militares transmitem neste estágio.

Ao fim das primeiras atividades e já com algumas mazelas, os jovens campeões reconhecem que o trabalho de equipa e a coragem saem reforçados.

“Há mais espírito de equipa, damo-nos melhor e isso vai ser bom”, diz Vicente Miranda, 12 anos, enquanto tenta acalmar as picadas de silva sofridas durante uma ação de camuflagem na mata.

Ao lado, Manuel Rosa, do mesmo grupo, vai no terceiro ano de râguebi e acredita que o treino vai ser útil: “Agora vamos conseguir trabalhar melhor em equipa”.

O treino termina no domingo. Esta noite, vão ter de se acomodar no pouco espaço disponível e dividir rações de combate.

Lusa

CA Notícias | Entretenimento, desporto, tecnologia e lifestyle

Belenenses dispensou autocarro e foi de comboio para o Porto

CA Notícias | Entretenimento, desporto, tecnologia e lifestyle

Julen Lopetegui: “O jogo contra o Belenenses é mais difícil que o do Chelsea”