“Whispering Wind” é o novo single de Sandy Kilpatrick
in , ,

Review Huawei P20 (COM VÍDEO)

Tal como o seu irmão mais velho, o Huawei P20 Pro, este Huawei P20 é um telefone capaz de substituir uma câmara. Até parece ser bom demais, mas é a verdade. Claro que não estamos a falar das grandes DSLR como Canon ou Nikon. No entanto, e no que toca às câmaras compactas, há um novo player no mercado e, adivinhe-se, é um smartphone!

Este é o Huawei P20: o smartphone que veio revolucionar a fotografia. Mas terá uma câmara assim tão boa? Vejam o vídeo:

O que vem na caixa

Quando abrimos a caixa, temos o Huawei P20, um carregador Quick-charge, cabo USB Type-C e uns earphones USB Type-C – não, não tem headphone jack.

Supostamente também estaria incluído um adaptador para headphone jack (para que pudéssemos utilizar os que quiséssemos), mas na caixa que a Huawei nos enviou não estava incluído.

Design

É impossível olhar para este telefone sem ficar com os olhos espelhados nele. Literalmente, já que o corpo que reveste a maioria da área deste smartphone mais parece um espelho que reflecte o mundo tal como ele é, mas mais negro, já que o vidro traseiro, deste nosso modelo, é totalmente preto. Esta traseira está também disponível em 6 outras cores: Morpho Aurora, Pearl White, Twilight, Champagne Gold, Pink Gold e Midnight Blue.

Ecrã

A completar o design, temos o ecrã na parte da frente do equipamento. Um ecrã LCD de 5.8”, com resolução de 1080 x 2244, 428PPI (Pixels Per Inch). E, claro está, não podia faltar o notch, que pode ser facilmente escondido através de software, mas à custa da perda de um pouco da área útil deste ecrã. Não é um ecrã tão grande nem tão bom quanto o do P20 Pro, mas oferece um excelente equilíbrio.

Câmara

Deixemo-nos de rodeios e vamos directos ao assunto: a câmara! Ou será que deveríamos dizer câmaras? Sim, este smartphone tem 2 câmaras diferentes e ambas com lentes Leica, a famosa marca de fotografia de elite.

A câmara principal tem 12 megapixels, é RGB, e tem uma extraordinária abertura de f/1.8 (quanto menor a abertura, mais luz entra, o que significa melhores fotografias quando há menos luz).

A segunda é uma lente monocromática (preto e branco, apenas) de 20 megapixels e com uma abertura de f/1.6 (ser monocromático permite à câmara registar mais pormenores em vez de se perder por entre milhares de cores que tem de registar). O propósito de ter esta duas câmaras é que cada vez que carregamos no botão de disparo, o Huawei P20 tira duas fotos – uma a preto e branco e outra a cores. Depois, sobrepõe as duas, conseguindo todos os pormenores captados pela câmara monocromática, mas com cores ricas e reais. O resultado? Fotografias incríveis!

Uma das grandes diferenças entre este P20 e o P20 Pro é a terceira câmara, tida apenas por este último. É um sensor de 8 megapixels com abertura de f/2.4, mas que permite fazer 3x  zoom. Na verdade, e através de alguma feitiçaria digital (até porque só pode ser magia) a Huawei consegue fazer um zoom híbrido de até 5x, misturando ampliação óptica e digital para que haja um zoom perfeito. Mas não se aplica a este P20 – apenas explicámos para saberem mais uma diferença entre estes dois modelos.

É de realçar também o seguinte: quando o smartphone foi lançado, a estabilização de imagem em vídeo era péssima. No entanto, estas câmaras mostram um claro melhoramento após os updates lançados pela Huawei, o que significa que esta é uma marca atenta (pelo preço, não poderíamos esperar outra coisa, na realidade).

E, tal como no Huawei P20 Pro, não nos podemos esquecer, claro, da Inteligência Artificial (AI, em inglês) presente na câmara fotográfica. Esta característica permite à câmara identificar qualquer objecto/animal que esteja à sua frente e ajustar as definições de fotografia automaticamente para terem os melhores resultados possíveis. Por exemplo, se estiverem a tirar uma fotografia a um gato, a câmara identifica que está um gato à sua frente e muda todas as definições para isso mesmo. Se isto não é revolucionário, o que é que é? E, para os mais aficcionados, é possível guardar fotos em formato RAW, fazer timelapses, activar comandos de voz para tirar uma foto sempre que é dita determinada palavra (sem ser preciso pressionar o botão de disparo), entre muitas outras coisas.

Opinião de um Instagrammer Profissional

Tivemos o enorme prazer em convidar o Instagrammer FilipeSJ (link para o seu instagram AQUI) para nos dar a sua opinião enquanto Profissional da fotografia. Fomos a um parque, durante o dia, para o desafiar a tirar uma fotografia com qualidade suficiente para o seu Instagram. O seu objectivo era representar tudo o que envolve ser um Youtuber (já que o seu objecto de estudo era o seu amigo Martim Calado, YouTuber do CA Notícias). Será que conseguiu? Acabamos já com a surpresa: sim!

Ao longo de um processo criativo incrível, o Filipe SJ tirou várias fotografias de uma enorme qualidade, para depois as editar ao estilo do seu instagram. As fotografias, sem edição, são estas:

Depois da edição, o resultado para representar a vida de um YouTuber de tecnologia é este:

Por fim, perguntámos-lhe a sua opinião relativamente à qualidade da câmara fotográfica deste smartphone. A resposta não nos surpreendeu, dada a sua exigência. Afirmou que era uma boa câmara, mas que os contrastes o chateavam um pouco, dado que gosta de os controlar melhor em edição. Assim é como se a foto já estivesse editada sem ele a editar, o que não lhe dava controlo total sobre a imagem. No entanto, concluiu que é uma excelente câmara e que para o dia-a-dia, até para quem não é profissional da fotografia, é um excelente equipamento.

SO

Não é surpresa nenhuma dizer que este smartphone tem a versão Android mais recente: 8.1.0, Android Oreo, a ser actualizado em breve para o 9.0, Android Pie. No entanto, e infelizmente, a Huawei colocou o EMUI, que acaba por retirar a experiência de android stock. Apesar deste pormenor, o software consegue ser apelativo e sem qualquer lag visível, adicionando algumas funcionalidades, até que interessantes, como gestos para atalhos de apps ou para substituir os típicos botões de Android “voltar atrás”, “home”, “apps abertas”.

Memória

Quanto à memória, estamos a falar de 4Gb de RAM. Pode parecer pouco para todas as tarefas que queiram utilizar ao mesmo tempo neste smartphone, mas pelo uso que lhe demos (e não foi pouco), serviu-nos perfeitamente. Pelo que testámos, não há qualquer lag (o que não é de admirar dadas todas estas características, certo?). Quanto ao espaço para armazenamento, falamos de uns largos 128Gb, para colocarem todas as fotografias e vídeos e jogos e apps que quiserem, sem terem de abdicar de nada.

Processador

Tendo um processador Kirin 970, tal como o Huawei P20 Pro, não há muita coisa que fique para trás no que toca a performance. Não é, de todo, um processador revolucionário, mas é excelente para todas e quaisquer tarefas que queiram fazer no telemóvel, sendo garantido que durará 2 anos sem que fique lento ou desactualizado.

GPU

Mali-G72. Aqui é onde o Huawei P20 peca um pouco. Claro que rivaliza em termos de preço com nomes de elite como o Samsung Galaxy S9, mas para jogos mais exigentes com gráficos no máximo pode haver um pouco de breaks. Nada de muito sério, mas sabia muito melhor jogar tudo no máximo sem comprometer performance. Significa isto que, para gaming, é perfeitamente capaz para os casual gamers, mas para os mais aficcionados pode não ser a melhor opção. Como já puderam ver, este é um smartphone para fotografia.

Bateria

Hoje em dia vemos smartphones como Xiaomi Redmi Note 5, Pocophone F1, Huawei P20 Pro ou até o flagship do momento Samsung Galaxy Note 9: todos com uma bateria de 4000mAh, que dá para dois dias de utilização. No entanto, com este smartphone temos uma bateria mais modesta, de 3400mAh. Além de possuir fast-charging que carrega o smartphone em menos de uma hora e meia (não tem wireless charging, atenção), este telefone dura 7h com o ecrã ligado, o que para 3400mAh não está nada mal!

Preço

Neste momento conseguem encontrar este smartphone a rondar os 499€, um valor em média com o mercado, mas que exclui o mercado chinês, que continua a dar cartas. Mais adiantamos que o Honor 10 (marca e smartphone também da Huawei) tem características bastante semelhantes (qualidade da câmara incluída), estando cerca de 80€ mais barato que este Huawei P20.

Veredicto

A nosso ver, este é, sem dúvida, um dos melhores smartphones do mercado para quem adora tirar fotografias, opinião que partilhamos com o nosso convidado, Filipe SJ. Além disso, é um smartphone equilibrado em todas as suas características: desde o design, a bateria, poder de processamento e ainda a performance em jogos (que poderia ser melhor dado o preço do smartphone). Por este motivo, podemos dizer que se comprar este smartphone, vai ser impossível ficar mal na fotografia.

“Whispering Wind” é o novo single de Sandy Kilpatrick

A Maldição de Hill House | Trailer oficial | Netflix

“Whispering Wind” é o novo single de Sandy Kilpatrick

Primeiro trailer de “A Maldição de Hill House” já disponível