CA Notícias
Canal Alternativo de Notícias, as últimas notícias do mundo do desporto, da tecnologia e do entretenimento.

Rescaldo: Quarta derrota, quarta goleada.

O Belenenses perdeu este Sábado pela 4ª vez na época e pela 3ª na Liga. Nova derrota, nova goleada sofrida pela equipa de Sá Pinto que não soube gerir o jogo após a expulsão – algo injusta, diga-se -, de Luís Leal. A equipa perdeu o rumo e podia ter sofrido ainda mais golos. 21 golos sofridos em 9 jogos na Liga são, sem sombra de dúvidas, sinal de alarme para os homens de Ricardo Sá Pinto. O treinador azul não consegue fazer com que a equipa saiba reagir a desvantagens, nem gerir vantagens. Tudo tem de ser retificado e alterado o quanto antes. Caso contrário, avizinha-se uma época muito sofrida a nível interno.


O Belenenses entrou bem e assim se deixou estar até aos 20 minutos. Pressão alta, pouco espaço entre linhas, bom jogo interior e coesão defensiva. A partir dos 20 minutos, tudo descambou. O Braga esteve por cima e colocou a sua avalanche ofensiva em acção. Se a isto juntarmos a debilidade física de João Afonso e a permeabilidade do meio-campo, achamos a solução para o que se passou aos 39 minutos. Canto batido, bola mal aliviada, segunda bola ganha pelo Braga, cruzamento tenso, Hassan sem marcação – falha grave de João Afonso -, faz o 1-0. Assim se foi para o intervalo.

No regresso para a 2ª parte, a toada parecia manter-se inalterada, com os homens da casa a tomarem conta do jogo. João Afonso lesiona-se, sai, entra Ricardo Dias para o centro da defesa. No mesmo lance, Luís Leal reclama com o árbitro, que não de modas e exibiu o amarelo duas vezes em 20 segundos(!!!). Excesso de zelo e expulsão injusta. A partir deste momento, a história conta-se facilmente. O timoneiro azul perdeu o controlo sobre a equipa e a própria perdeu o controlo sobre si. Todo o espaço do mundo na defesa foi concedido aos arsenalistas. A descoordenação defensiva e a falta de solidez dos laterais, levou a que o sector recuado azul fosse tal e qual um passador. Desta forma se justifica que, com demasiada facilidade, o Braga tenha marcado aos 58′; 63′ e 73′. Podiam ter sido mais, tal a descompensação em campo e a falta de cabeça demonstrada. Mau de mais.

O Belenenses averba a 3ª derrota na Liga frente ao adversário complicado. Não são as derrotas, em campos teoricamente complicados, que importam; o que aflige é a forma como se joga, a forma como se sofre e a forma como se perde. Há qualquer coisa que não bate certo. Há qualquer coisa que está demasiado mal. São já 21 golos sofridos em 9 jogos; números avassaladoramente catastróficos. É preciso mudar de uma vez por todas.

X