CA Notícias
Canal Alternativo de Notícias, as últimas notícias do mundo do desporto, da tecnologia e do entretenimento.

Queer Lisboa com sessão esgotada em noite de abertura

O filme Diamantino, de Gabriel Abrantes e Daniel Schmidt, esgotou 2 salas do Cinema São Jorge.


A 22.ª edição do Queer Lisboa – Festival Internacional de Cinema Queer iniciou esta sexta-feira, dia 14 de setembro, com a exibição do filme Diamantino.

Na sessão de abertura estiveram presentes, para além da equipa da organização do Festival, alguns dos júris da competição e o elencon e equipa de Diamantino. O filme esgotou, pela primeria vez na história do Queer Lisboa, duas salas do Cinema São Jorge.

Diamantino é uma abordagem delirantemente queer e metafísica ao estado do mundo, onde Carloto Cotta interpreta uma estrela mundial do futebol em plena crise existencial e à mercê das suas manipuladoras e mercenárias irmãs, numa cruzada onde se confronta com expressões neofascistas, a crise dos refugiados na Europa, a modificação genética e a busca da fonte da genialidade. Uma comédia que também aborda temas importantes da existência e das relações humanas. Qualquer semelhança entre as personagens do filme e a realidade é pura coincidência… ou será que não?

Diamantino – Extrait (Cannes 2018) HD VOST

Un film de Gabriel Abrantes et Daniel Schmidt Avec Carloto Cotta, Cleo Tavares, Anabela Moreira Ce film a été présenté à la Semaine Internationale de la Critique au Festival de Cannes 2018 Diamantino, icône absolue du football, est capable à lui seul de déjouer les défenses les plus redoutables.

Hoje tem início o programa “O vírus-cinema: cinema queer e VIH/sida”, que congrega um ciclo de cinema, uma exposição e o lançamento de um livro de ensaios. O ciclo  pretende dar a conhecer os realizadores do vídeo-ativismo do VIH/sida.

X