in , ,

Planet Coaster Console Edition (PlayStation 5) | Análise Gaming

1920x1080-mainproductimage_3

Planet Coaster Console Edition é a versão para consolas do jogo de simulação e World Building lançado em 2016. O jogo agora já vem acompanhado de vários DLC que aumentam a vida do jogo, como é o caso do Vintage e World’s Fair que chegaram agora às consolas. Conheça a nossa opinião sobre este jogo.

Análise feita por: João Mateus (Retro Raider)

Por norma, quando pensamos em jogos de simulação e World Building, associamos automaticamente a um formato concebido para rato e teclado. No entanto, Planet Coaster Console Edtion é a prova de que este estilo de jogo resulta, e bem, em consolas de casa.

Planet Coaster chegou às home consoles com várias optimizações para que os jogadores de “comando e sofá” possam desfrutar ao máximo deste simulador de parques temáticos. Lançado em 2016, este sucessor espiritual de jogos como RollerCoaster Tycoon e Theme Park, apresenta-se com várias ideias e ferramentas com uma roupagem moderna, mas mantendo o mesmo gameplay e ambiente dos seus antecessores, que tanto cativaram os gamers ao longo dos anos.

pc-worlds-fair-announcement-5

Neste jogo de simulação, construção e gestão, o jogador assume o papel de um dono de um parque de diversões num ambiente sandbox, que pode explorar recorrendo a 3 estilos de jogo disitintos: Career, Challenge e Sandbox.

Em Career Mode, ou modo de carreira, iremos ter vários desafios pela frente, que consistem em gerir diversos parques de diversões que apresentam dificuldades como problemas financeiros e de logística, avarias, etc. Para os resolver, necessitaremos de recorrer a diferentes abordagens consoante o contexto, nunca podendo deixar de lado a criatividade.

Planet-Coaster-Console-Edition-Screenshot-7

O modo Challenge, como o nome indica, é indicado para jogadores que procuram algo mais desafiante dentro do jogo. É semelhante ao modo de carreira, mas com muito mais limitações, menos recursos e capital. O foco está em gerir parques mais debilitados sem músculo financeiro, e torná-los empreendimentos de sucesso.

Sandbox é o modo de liberdade total, e muitas vezes o mais jogado neste tipo de simuladores. Aqui não há desafios, barreiras ou problemas financeitos – Sandbox é uma “tela em branco” para podermos planear, construir e materializar o parque de diversões dos nossos sonhos.

Em termos de jogabilidade,  Planet Coaster mantém as mecânicas clássicas de outros jogos do mesmo género. Embora possa haver algum receio em jogar com comando um jogo normalmente concebido para rato e teclato, na PS5 demoramos apenas alguns minutos para nos adaptarmos aos controles no DualSense, graças aos menus intuitivos fáceis de navegar, um bom cursor para selecionar e colocar os objectos, e uma câmara muito fácil de usar com o controlador analógico. Em Planet Coaster, não há falta de opções para “decorarmos” os nossos parques de diversões. As versões de consola trazem todos os adereços e modos de jogo previamente existentes para PC (tirando alguns itens específicamente feitos para este), pelo que se tivermos uma ideia prévia do nosso parque ou atracção de diversão de sonho, podemos facilmente reproduzi-la em Planet Coaster.

maxresdefault (8)

Os gráficos são bons, apesar de se tratar de uma versão em consola de um jogo lançado há mais de 4 anos. Apresenta-nos boas texturas e personagens bem cómicas ao estilo Theme, que se enquadram na temática. Na PS5, o jogo corre bastante bem, com loading times rápidos e sem frame drops detectados.

No departamento de música, som e voice acting, temos uma banda sonora reconfortante que não distrai, música ambiente adequada para as situações, e voice acting bem divertido carregado de entusiasmo com alguns elementos cómicos. Ainda assim, é nos pequenos efeitos sonoros e sons ambientais que o departamento de áudio se destaca. O som do público a entrar e a circular nos parques, o murmurinho constante e claro, os gritos e risos dos bonecos nas montanhas russas preenchem o ambiente e completam a experiência.

Planet Coaster conta já com vários DLCs e pacotes de expansão. Alguns exemplos de conteúdos adicionais que podemos adquirir para expandir o jogo base são o Spooky Pack, com atracções alusivas ao Halloween e ao sobrenatural, ou o Vintage Pack, como o nome indica, recheado de items de temática vintage. Já o Adventure Pack, oferece experiências exóticas e pacotes com crocodilos, múmias e pirâmides para decorarmos os parques. World’s Fair Pack contém atrações e decorações alusivas a vários países do mundo, entre eles a China, Estados Unidos, França, Itália e Japão, sendo que só este DLC contém mais de 300 artigos diferentes.

01_china

 

Não se pode dizer que Planet Coaster Console Edition seja uma proposta que se destaca pela originalidade ou que apresenta algo novo que nunca tenha sido dado a conhecer anteriormente em jogos do género. No entanto, não deixa de ser um jogo moderno otimizado para consolas que mantém toda a diversão de jogos de simulação e construção de parques temáticos.

Para fãs do género que procurem um bom título para jogar no sofá com comando na mão, certamente encontrarão aqui várias horas de diversão.

 

Planet Coaster Console Edition (PlayStation 5) | Análise Gaming
Planet Coaster Console Edition (PlayStation 5) | Análise Gaming | CA Notícias

Planet Coaster Console Edition é a versão para consolas do jogo de simulação e World Building lançado em 2016. O jogo agora já vem acompanhado de vários DLC que aumentam a vida do jogo, como é o caso do Vintage e World's Fair que chegaram agora às consolas. Conheça a nossa opinião sobre este jogo.

Product In-Stock: InStock

Avaliação do editor:
4
Highlights | Resumo: Santa Clara 2-0 Portimonense (Liga 20/21 #23)

Highlights | Resumo: Santa Clara 2-0 Portimonense (Liga 20/21 #23)

Totoloto-3

Totoloto | Conheça a chave vencedora do Sorteio nº 021/2021