in

“O Legado de Júpiter”: a série sobre o “legado da primeira geração de super-heróis” conquista top diário da Netflix

A série “O Legado de Júpiter” estreou-se na passada sexta-feira, dia 7 de maio, na Netflix. 

o legado de júpiter,netflix,série,super-herois, “O Legado de Júpiter”: a série sobre o “legado da primeira geração de super-heróis” conquista top diário da Netflix

“O Legado de Júpiter” estreou-se na passada sexta-feira, dia 7 de maio, e rapidamente conquistou os espectadores da Netflix. Este domingo (9), a produção, que segue o “legado da primeira geração de super-heróis”, ocupa o primeiro lugar dos conteúdos mais visto do serviço de streaming em Portugal.


A série é baseada na banda desenhada de Mark Millar e Frank Quitely. Segundo a Netflix, “O Legado de Júpiter” é uma “épica produção dramática sobre super-heróis, com um enredo que se desenrola ao longo de décadas e explora a complexa dinâmica da família, do poder e da lealdade”.

“Após cerca de um século a defender a humanidade, a primeira geração de super-heróis do mundo tem de passar o legado aos filhos. Mas a tensão acumula-se quando os jovens super-heróis, ansiosos por provarem o que valem, têm dificuldades para estar à altura das lendárias reputações públicas dos seus pais — e dos seus exigentes padrões pessoais”, resume o serviço de streaming em comunicado.

Sang Kyu Kim é diretor de produção e produtor executivo da série. Millar, James Middleton, Lorenzo Di Bonaventura, Dan McDermott e Frank Quitely também desempenham as funções de produtores executivos.

O elenco inclui Josh Duhamel, Leslie Bibb, Ben Daniels, Elena Kampouris, Andrew Horton, Mike Wade e Matt Lanter.

Veja o trailer:

, Eurovisão: Tatanka, vocalista dos The Black Mamba, promete uma atuação diferente: “Vai ser uma surpresa agradável”

Eurovisão: Tatanka, vocalista dos The Black Mamba, promete uma atuação diferente: “Vai ser uma surpresa agradável”

, Festival Rolling Loud em Portimão poderá ser adiado para 2022. Decisão será tomada este mês

Festival Rolling Loud em Portimão poderá ser adiado para 2022. Decisão será tomada este mês