in

O e-commerce e a digitalização de serviços estão entre as maiores tendências para 2021 em Portugal

O e-commerce e a digitalização de serviços estão entre as maiores tendências para 2021 em Portugal
Fonte: Pixabay

O ano de 2020 foi marcado por uma rutura económica em diferentes setores. Entretanto, este mesmo período serviu para acelerar alguns mercados e serviços disponíveis em formato digital. Desde o entretenimento até o e-commerce, o mundo virtual conseguiu se consolidar nos meses que passaram e surgem como tendência para este próximo ano em Portugal. A ideia é incentivar ainda mais um setor com tanto potencial para crescer junto à economia nacional.

Em entrevista realizada no início deste ano, a diretora-geral da Altice Portugal, Filipa Martins, afirmou que existem grandes quatro tendências para 2021. Além da digitalização dos serviços e também do e-commerce, que estávamos a comentar, ela acredita que a segurança e a sustentabilidade também serão temas recorrentes de debates e até mesmo de investimento. Todas essas tendências já ganham espaço em terras lusas.

No caso do entretenimento digital, algumas projeções apontam que o crescimento do setor deve chegar aos 8,5% em nível nacional nos próximos anos. Um número que fica acima da média global, que não passa dos 6,4%. Isso quer dizer que o entretenimento deve ganhar ainda mais espaço com os portugueses, algo que já acontece nos anos recentes. Os serviços de streamings, por exemplo, ganham cada vez mais competitividade no mercado dos filmes e das séries. Em 2020, a chegada do Disney Plus em Portugal fez com que as opções disponíveis ficassem ainda maiores e interessantes. O mesmo acontece nos serviços de casinos online, que ficam mais interativos com o uso de tecnologias inovadoras pelos programadores. Os principais sites de casino online, como o 888 Casino que é listado no VegasSlotsOnline, oferecem rodadas de slots a dinheiro real com temáticas variadas, e que garantem não apenas a diversão, mas também a segurança dos apostadores portugueses. Essa interatividade, seja no casino online ou no serviço de streaming, faz com que o entretenimento digital continue a ganhar adeptos.

Até mesmo os videojogos estão a passar por uma digitalização na forma de funcionamento. Além da chegada do Google Stadia em Portugal, que é uma consola totalmente digital, marcas como a Sony e a Microsoft apostam cada vez mais nas lojas virtuais e em consolas que não possuem entradas para Blu-Ray ou DVD. Uma mudança que mostra como o digital não para de crescer em todas as áreas possíveis.

Números do e-commerce

Entretanto, não é apenas o entretenimento digital que merece o maior destaque pelo crescimento em 2020. O e-commerce passou por uma forte aceleração nos meses recentes e se consolidou, não apenas em Portugal, mas em todo o mundo, como um dos mercados mais fortes e importantes. A tendência é de um crescimento contínuo para os próximos meses.

Alguns números mostram o tamanho do sucesso do e-commerce entre os portugueses. Ainda em 2019, antes da crise, cerca de 51% dos utilizadores de internet já haviam feito alguma compra online. A projeção é que este número tenha crescido para quase 58%, e que continue a subir em 2021. Além disso, por volta de 60% desses compradores garantiram que aumentaram o valor das compras que fizeram online recentemente.

Todo esse crescimento acaba por interferir em diferentes setores da economia portuguesa. Por exemplo, o uso do MBWay e de diferentes carteiras digitais, seja para guardar dinheiro ou para pagamento no e-commerce, está a fazer surgir uma alternativa para se usar nas compras. O pagamento por referência Multibanco ainda é o favorito, mas a projeção para o futuro é que esses métodos digitais e mais fáceis ganhem espaço entre os consumidores.

Crescimento do marketing

Outro setor que acaba influenciado é o de marketing digital, que não para de crescer em toda a Europa. Recentemente, durante as vendas da Black Friday, a Worten realizou o primeiro evento de vendas em streaming em Portugal. Uma ideia inovadora que deu bons resultados, pois o site conseguiu bons números de vendas pela internet. Isso deu sinais de como é importante a presença das marcas na web.

O e-commerce, por exemplo, precisa de uma forte participação nas redes sociais para conseguir chamar a atenção de novos clientes. A diretora da Altice Portugal é uma das profissionais que defendem esse ponto de vista, ao afirmar na entrevista que a promoção digital do e-commerce português deve ser feita através de marketplaces globais ou mesmo de marketing digital. Ferramentas totalmente online e sem presença física.

Algumas das tendências de Portugal para 2021 estão ligadas com a digitalização de serviços que conhecemos, além da expansão de mercados online consolidados. O país precisa valorizar a aceleração que aconteceu em alguns desses setores em 2020, assim, será possível aproveitar o crescimento do e-commerce, e de outros serviços, que podem fazer diferença na economia portuguesa durante os próximos anos.

PS Store_Jogos por menos de 20€ (2)

Campanha de Jogos por menos de 20€ regressa à PlayStation Store

primage_44429

Novo set de LEGO Ideas celebra o herói medieval esquecido: o ferreiro