in

Nuno Tomás: «É uma honra e um orgulho enorme representar o Belenenses»

CA Notícias | Entretenimento, desporto, tecnologia e lifestyle

Nuno Tomás prolongou o vínculo com o Belenenses e renovou contrato até junho de 2021 e falou à equipa de comunicação da SAD, revelando sentir-se orgulhoso em representar.

O defesa tem estado em destaque neste início de temporada, na qual já leva dois golos marcados nos quatro jogos a titular pelo emblema da Cruz de Cristo.

O central de 21 anos, cinco dos quais na formação do Restelo, mostrou-se “muito feliz” pelo voto de confiança, para além de destacar a “honra e orgulho enorme em representar o Belenenses”.

Por outro lado, Nuno Tomás, em ano de estreia na Primeira Liga, assumiu estar a viver “o desafio mais difícil e aliciante da carreira” e recordou o momento em que marcou o golo da vitória no primeiro jogo oficial pelo Belenenses no Estádio do Restelo.

Não percas estas e outras declarações do nosso camisola 25 em entrevista exclusiva!

No início do campeonato, apenas numa semana, estreia oficial na Primeira Liga e a marcar. Como viveste esse momento?

Foram dois bons momentos, que vou guardar para sempre na minha memória. Apesar de termos perdido na primeira jornada, conseguimos dar a volta e ganhar o segundo jogo. Gostava de me ter estreado a vencer, mas felizmente a vitória apareceu logo a seguir.

Jogo, esse, onde marcaste o golo da vitória contra o Marítimo na estreia pelo Belenenses no Estádio do Restelo…

Foi das melhores sensações que tive na minha carreira. Primeiro, por ser em casa diante dos nossos adeptos e num estádio onde sempre quis jogar desde que iniciei a minha formação no Restelo. Por outro lado, marcar já é muito bom, mas sendo o golo da vitória tem um sabor especial.

Um mês depois, novo golo frente ao Aves. Estás a descobrir a tua veia goleadora?

Não digo que tenha uma veia goleadora. Felizmente tenho marcado alguns golos em todas as épocas, mas este ano estão a aparecer mais cedo. Espero que possa fazer o maior número de golos possível e, sobretudo, que sejam importantes para a equipa.

Depois de alguns empréstimos (Eléctrico, Sintrense e Real), este é o maior desafio da tua carreira?

Como profissional, pela primeira vez na minha vida, é claramente o desafio mais difícil e aliciante na minha carreira. A subida de divisão pelo Real na época passada foi uma grande conquista e, graças a esse bom desempenho, tenho a oportunidade de estar aqui hoje e mais bem preparado do que em anos anteriores.

Tens apenas 21 anos e fizeste 5 anos na formação do Belenenses. Qual o sentimento de integrar o plantel principal?

É um clube incrível. Será sempre um clube histórico e foi no Restelo que cresci como jogador e como pessoa. Jogar neste estádio é espetacular, mas partilhar o balneário com tantos jogadores de qualidade e estar ao lado de muitos que fizeram história pelo Belenenses é uma sensação indescritível, de constante aprendizagem e exigência.

Ao cabo de 5 jornadas na Liga NOS, registas 4 jogos a titular. Estavas à espera deste início?

Sinceramente não esperava começar o campeonato com tantos minutos. Trabalhei muito para ser mais uma opção para jogar, mas reconheço que existem mais três bons candidatos à minha posição. É uma concorrência saudável. Felizmente tenho tido algumas oportunidades e resta-me aproveitá-las ao máximo.

As boas exibições levaram à tua renovação até 2021. Como te sentes depois deste voto de confiança?

É uma honra e um orgulho enorme ter a oportunidade de representar o Belenenses. Fico muito feliz por mais um voto de confiança por parte de toda a estrutura. Trabalhei muito para chegar até aqui e vou continuar a dar o máximo todos os dias com o objetivo de melhorar e ajudar a equipa. Esta renovação foi uma recompensa muito boa, mas agora quero retribuir dentro de campo e dar o meu melhor pelo Belenenses.

Crítica Cinema – ‘A Agente Vermelha’ (Red Sparrow)

Novo trailer de “Red Sparrow”

CA Notícias | Entretenimento, desporto, tecnologia e lifestyle

Google teve que retirar aplicações infetadas pelo ExpensiveWall