in

Google teve que retirar aplicações infetadas pelo ExpensiveWall

CA Notícias | Entretenimento, desporto, tecnologia e lifestyle

A Google teve que retirar 50 aplicações que foram reportadas como contendo malware e que estavam listada na Play Store.

Os criadores deste malware conseguiram enganar o sistema de verificação e conseguiram integrar as aplicações maliciosas na loja de aplicações da Google e retiradas após o alerta dado pela Check Point.

Este malware que foi apelidado, pelos investigadores do Check Point, como ExpensiveWall foi detetado na aplicação Lovely Wallpaper e funciona registando as vitimas num serviço on-line que procede ao envio de SMS Premium e deixa a conta para ser paga pelos utilizadores infetados. Este ExpensiveWall foi detetado em 50 aplicações que terão sido instaladas por um máximo de 4,2 milhões de utilizadores.

Após ter sido feito download da aplicação infetada, o malware pede permissões para aceder à internet e para enviar e receber SMS. Com isto ele envia informações do dispositivo, como localização, endereços MAC e IP e IMEI, a um servidor que posteriormente irá enviar um link que contem um código em JavaScript e começaraá a registar as vitimas.

“A Check Point notificou a Google sobre a ExpensiveWall a 7 de agosto de 2017 e a Google rapidamente removeu as amostras relatadas na sua loja”, refere o site da Check Point.

CA Notícias | Entretenimento, desporto, tecnologia e lifestyle

Nuno Tomás: «É uma honra e um orgulho enorme representar o Belenenses»

CA Notícias | Entretenimento, desporto, tecnologia e lifestyle

Tudo a postos para a 6.ª jornada da Liga