in ,

Novidades editoriais para o mês de Novembro

CA Notícias | Entretenimento, desporto, tecnologia e lifestyle

[vc_row][vc_column][vc_column_text]Novidades editoriais para aquelas tardes de Outono, a observar o pôr-do-sol, na esplanada ou então, no sofá, junto à janela, com a chuva a bater lá fora…

Novidades editoriais para o mês de Novembro:

[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row][vc_section][vc_row][vc_column]

[bs-heading title=”A Sede, de Jo Nesbo” icon=”” title_link=”” heading_color=”” heading_style=”default” bs-show-desktop=”1″ bs-show-tablet=”1″ bs-show-phone=”1″ css=”” custom-css-class=”” custom-id=””]

[vc_row_inner][vc_column_inner width=”1/4″][vc_single_image image=”246186″ img_size=”full” alignment=”center” style=”vc_box_shadow_3d” onclick=”link_image”][/vc_column_inner][vc_column_inner width=”3/4″][vc_column_text]Sinopse: Ela marcou um encontro pela Internet. Depois foi encontrada morta, assassinada. Pelas marcas no corpo, a Polícia percebe estar a lidar com um assassino particularmente cruel. Pressionada pela Comunicação Social para encontrar o culpado, a Polícia reconhece que só há um homem indicado para a tarefa. Mas Harry Hole sente relutância em assumir o lugar que lhe roubou quase tudo… até começar a suspeitar que este crime pode estar relacionado com o único caso que nunca conseguiu resolver. Quando uma nova vítima é encontrada, Harry percebe que terá de pôr tudo em causa se quer finalmente encontrar o único assassino que um dia lhe escapou.[/vc_column_text][/vc_column_inner][/vc_row_inner][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column]

[bs-heading title=”Os Loucos da Rua Mazur, de João Pinto Coelho” icon=”” title_link=”” heading_color=”” heading_style=”default” bs-show-desktop=”1″ bs-show-tablet=”1″ bs-show-phone=”1″ css=”” custom-css-class=”” custom-id=””]

[vc_row_inner][vc_column_inner width=”1/4″][vc_single_image image=”246164″ img_size=”full” alignment=”center” style=”vc_box_shadow_3d” onclick=”link_image”][/vc_column_inner][vc_column_inner width=”3/4″][vc_column_text]Sinopse: Quando as cinzas assentaram, ficaram apenas um judeu, um cristão e um livro por escrever.
Paris, 2001. Yankel – um livreiro cego que pede às amantes que lhe leiam na cama – recebe a visita de Eryk, seu amigo de infância. Não se veem desde um terrível incidente, durante a ocupação alemã, na pequena cidade onde cresceram – e em cuja floresta correram desenfreados para ver quem primeiro chegava ao coração de Shionka. Eryk – hoje um escritor famoso – está doente e não quer morrer sem escrever o livro que o há de redimir. Para isso, porém, precisa da memória do amigo judeu, que sempre viu muito para além da sua cegueira.

Ao longo de meses, a luz ficará acesa na Livraria Thibault. Enquanto Yankel e Eryk mergulham no passado sob o olhar meticuloso de Vivienne – a editora que não diz tudo o que sabe –, virá ao de cima a história de uma cidade que esteve sempre no fio da navalha; uma cidade de cristãos e judeus, de sãos e de loucos, ocupada por soviéticos e alemães, onde um dia a barbárie correu à solta pelas ruas e nada voltou a ser como era.

Na senda do extraordinário Perguntem a Sarah Gross, aplaudido pelo público e pela crítica, o novo romance de João Pinto Coelho regressa à Polónia da Segunda Guerra Mundial para nos dar a conhecer uma galeria de personagens inesquecíveis, mostrando-nos também como a escrita de um romance pode tornar-se um ajuste de contas com o passado.[/vc_column_text][/vc_column_inner][/vc_row_inner][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column]

[bs-heading title=”Parem Todos os Relógios, de Nuno Amado” icon=”” title_link=”” heading_color=”” heading_style=”default” bs-show-desktop=”1″ bs-show-tablet=”1″ bs-show-phone=”1″ css=”” custom-css-class=”” custom-id=””]

[vc_row_inner][vc_column_inner width=”1/4″][vc_single_image image=”246165″ img_size=”full” alignment=”center” style=”vc_box_shadow_3d” onclick=”link_image”][/vc_column_inner][vc_column_inner width=”3/4″][vc_column_text]Sinopse: Aos trinta e seis anos, a professora de literatura Helena Remington apaixona-se loucamente por um italiano de visita a Lisboa. O romance entre os dois, intenso e tórrido, é porém abruptamente interrompido por um acidente de automóvel na costa italiana onde ambos passavam férias.

Decorridos vinte anos sem notícias de Fabrizio, Helena recebe uma carta da filha dele com um pedido ousado e urgente. Para o satisfazer, terá de lançar-se na mais arriscada aventura da sua vida, envolvendo-se com gente perigosa numa autêntica corrida contra o tempo. Tudo para salvar o homem que tanto amou.

Muitos anos mais tarde, Carlos – o sobrinho-neto preferido de Helena – conhece Francesca, uma rapariga italiana que também precisa de ser salva e que o destino transforma em tradutora de cartas de amor.

Parem todos os Relógios é uma narrativa fluida e aliciante sobre as consequências do amor, que combina magistralmente elementos de thriller policial, história de amor e épico familiar.[/vc_column_text][/vc_column_inner][/vc_row_inner][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column]

[bs-heading title=”1640, de Deana Barroqueiro” icon=”” title_link=”” heading_color=”” heading_style=”default” bs-show-desktop=”1″ bs-show-tablet=”1″ bs-show-phone=”1″ css=”” custom-css-class=”” custom-id=””]

[vc_row_inner][vc_column_inner width=”1/4″][vc_single_image image=”246158″ img_size=”full” alignment=”center” style=”vc_box_shadow_3d” onclick=”link_image”][/vc_column_inner][vc_column_inner width=”3/4″][vc_column_text]Sinopse: 1640 é um marco fundamental na História de Portugal, o da Restauração da Independência, após 60 anos de domínio espanhol, quando os portugueses se revoltaram e elegeram um rei português, D. João IV.
O romance surge na sequência do D. Sebastião e o Vidente, depois do trágico fim da monarquia de Avis e anexação de Portugal pela Espanha. A acção decorre entre 1617 e 1667, período riquíssimo em factos, dramas e personagens, que lutam pela sua libertação e sobrevivência, face a uma crise social, económica e política, imposta por Filipe IV/Olivares, coadjuvados por Diogo Soares e Miguel de Vasconcelos, um triunvirato que só terá paralelo na Troika de 2011.

Quatro guias singulares conduzem o leitor nesta viagem ao passado, através dos seus dramas pessoais e colectivos: o poeta proscrito Brás Garcia Mascarenhas, autor da epopeia Viriato Trágico; a professa Violante do Céu, a Décima Musa da poesia barroca, enclausurada no convento; D. Francisco Manuel de Melo, o maior prosador ibérico do século XVII, prisioneiro na Torre; e o Padre António Vieira, o mais brilhante pregador do seu tempo, a contas com a Inquisição.[/vc_column_text][/vc_column_inner][/vc_row_inner][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column]

[bs-heading title=”A Minha Causa, de Tarantini” icon=”” title_link=”” heading_color=”” heading_style=”default” bs-show-desktop=”1″ bs-show-tablet=”1″ bs-show-phone=”1″ css=”” custom-css-class=”” custom-id=””]

[vc_row_inner][vc_column_inner width=”1/4″][vc_single_image image=”246160″ img_size=”full” alignment=”center” style=”vc_box_shadow_3d” onclick=”link_image”][/vc_column_inner][vc_column_inner width=”3/4″][vc_column_text]Sinopse: Até que idade um desportista profissional consegue estar na alta competição? Estarão os desportistas verdadeiramente preparados para terminar uma carreira? Como são os dias depois da glória? E os jovens que iniciam agora a carreira, saberão quanto custa realizar um sonho?

A pensar nas questões que envolvem o presente e o futuro dos desportistas, Tarantini desenvolveu um projeto que aposta na prevenção e na sensibilização de desportistas para a gestão das carreiras. Alerta para a necessidade de se investir na formação académica e na criação de projetos paralelos à carreira profissional, de forma a prepararem a nova vida que os espera, o futuro depois do desporto.

Para o jogador que quer deixar a sua marca no mundo é urgente alertar as consciências, mostrar que a realidade dos jogadores de futebol não é só cor-de-rosa. Por detrás de cada vitória pessoal tem de estar o empenho, o sacrifício, a resiliência, a noção de que o sucesso requer muito trabalho e o talento por si só não basta.

A Minha Causa é a causa de muitos, a causa que Tarantini quer deixar como legado aos jovens, aos profissionais, aos educadores e aos treinadores. Todos fazem parte do sonho.[/vc_column_text][/vc_column_inner][/vc_row_inner][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column]

[bs-heading title=”20 Anos – Linha Avançada, de José Nunes” icon=”” title_link=”” heading_color=”” heading_style=”default” bs-show-desktop=”1″ bs-show-tablet=”1″ bs-show-phone=”1″ css=”” custom-css-class=”” custom-id=””]

[vc_row_inner][vc_column_inner width=”1/4″][vc_single_image image=”246166″ img_size=”full” alignment=”center” style=”vc_box_shadow_3d” onclick=”link_image”][/vc_column_inner][vc_column_inner width=”3/4″][vc_column_text]Sinopse: Mais do que um programa de rádio, o Linha Avançada é hoje uma referência na rádio, pela forma como nos habituou a tratar o futebol, com muito humor, boa disposição e a voz inconfundível de José Nunes.

Vinte anos depois da estreia, a L.A. continua a coleccionar fãs e a recrutar novos admiradores. Neste livro reúnem-se os nomes das equipas que fizeram o programa, as histórias das personalidades mais emblemáticas do desporto rei. Tudo acompanhado dos gadgets que já todos conhecem, das referências cinematográficas e musicais que enriquecem cada episódio.

Carneiros  Amigos considerem-se convidados para esta festa de aniversário![/vc_column_text][/vc_column_inner][/vc_row_inner][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column]

[bs-heading title=”Os Anos da Inocência, de Elizabeth Jane Howard” icon=”” title_link=”” heading_color=”” heading_style=”default” bs-show-desktop=”1″ bs-show-tablet=”1″ bs-show-phone=”1″ css=”” custom-css-class=”” custom-id=””]

[vc_row_inner][vc_column_inner width=”1/4″][vc_single_image image=”246163″ img_size=”full” alignment=”center” style=”vc_box_shadow_3d” onclick=”link_image”][/vc_column_inner][vc_column_inner width=”3/4″][vc_column_text]Sinopse: O verão é sempre uma altura animada para os Cazalet. Os irmãos Hugh, Edward e Rupert levam as suas mulheres e filhos para a casa de campo da família, onde se juntam aos pais e à irmã Rachel. Os dias soalheiros são preenchidos com jogos, piqueniques na praia, passeios e banquetes. São dois meses repletos de alegre confusão para o clã.

Mas nem este idílico cenário consegue afastar medos, dor e solidão. Hugh vive atormentado pelas memórias dos campos de batalha em França, e teme que o mundo entre novamente em conflito. O charmoso Edward tem assuntos mais mundanos com que se preocupar – desde que a mulher, Villy, uma ex-bailarina entediada, não descubra. Rupert, artista talentoso, descobre que não consegue ser simultaneamente bom pintor e bom marido. E a lealdade feroz de Rachel para com a família parece arruinar quaisquer perspetivas amorosas que possa ter.

As três gerações da família Cazalet, os seus criados e amigos, sentem-se a salvo da tormenta que se avizinha na Europa. São verões inesquecíveis. Os derradeiros anos da inocência do mundo.[/vc_column_text][/vc_column_inner][/vc_row_inner][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column]

[bs-heading title=”A Insustentável Leveza do Ser, de Milan Kundera” icon=”” title_link=”” heading_color=”” heading_style=”default” bs-show-desktop=”1″ bs-show-tablet=”1″ bs-show-phone=”1″ css=”” custom-css-class=”” custom-id=””]

[vc_row_inner][vc_column_inner width=”1/4″][vc_single_image image=”246159″ img_size=”full” alignment=”center” style=”vc_box_shadow_3d” onclick=”link_image”][/vc_column_inner][vc_column_inner width=”3/4″][vc_column_text]Sinopse: A Insustentável Leveza do Ser é seguramente um dos romances míticos do século xx, uma daquelas obras raras que alteram o modo como toda uma geração encara o mundo que a rodeia. Adaptado ao cinema por Philip Kaufmann, este é um livro onde se olha, com um olhar umas vezes melancólico e conformado, outras amargo e revoltado, para o destino de um país, para o destino de um continente, para o destino de uma civilização. E poucas vezes se terá tão magistralmente representado a ligação existente entre a aventura individual e a colectiva… Justapondo lugares distantes geograficamente, reflexões brilhantes e uma variedade de estilos, este magnífico romance representa o auge daquele que é, verdadeiramente, um dos maiores escritores de sempre.[/vc_column_text][/vc_column_inner][/vc_row_inner][/vc_column][/vc_row][/vc_section][vc_row][vc_column][vc_column_text]Ansiosos por conhecer estas novidades editoriais? Eu estou! Qual é o vosso autor preferido?[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]

CA Notícias | Entretenimento, desporto, tecnologia e lifestyle

Belenenses vence e segue em frente na Taça de Portugal

CA Notícias | Entretenimento, desporto, tecnologia e lifestyle

Movimento “O Belenenses Somos Nós” suspende atividade