em

Neymar e Cavani juntos e matadores na goleada do PSG ao Bordeaux (6-2)

Os dois goleadores do Paris Saint-Germain, Neymar Júnior e Edison Cavani, parecem definitivamente terem feito as pazes, depois da polémica durante um jogo devido à marcação de um penalty. Os jogadores já tinham demonstrado um melhor ambiente na partida passada, mas hoje foi a confirmação.

Os dois goleadores do Paris Saint-Germain, Neymar Júnior e Edison Cavani, parecem definitivamente terem feito as pazes, depois da polémica durante um jogo devido à marcação de um penalty. Os jogadores já tinham demonstrado um melhor ambiente na partida passada, mas hoje foi a confirmação.

O PSG goleou o Bordeaux por 6-2 e foi precisamente Neymar a começar a desenhar essa goleada, aos 5 minutos. Pouco tempo depois, aos 12, de novo Neymar, mas desta vez a assistir Cavani para golo, com os dois jogadores a festejarem de forma efusiva e a demonstrarem que o bom ambiente voltou a reinar no balneário parisiense.

O 3-0 chegou ao minuto 21, desta vez por Meunier, e aos 21 Sankhare reduz para os visitantes. Contudo, aos 40 minutos é marcada grande penalidade a favor do Paris Saint-Germain e é Neymar quem assume a marcação e amplia a vantagem. Apenas cinco minutos depois, novo golo, por Draxler.

Mas desengane-se quem pensou que os golos tinham se ficado pela primeira parte. No segundo tempo, aos 58 minutos, Mbappé é assistido por Draxler e faz o 6-1. Já ninguém parava a festa dos parisienses, embora o Bordeaux ainda tenha reduzido no último minuto do encontro, por Malcom através de uma grande penalidade.

O PSG ganhou, e bem, por 6-2, mas o destaque foi para Neymar e Cavani, que trabalharam em conjunto e mostraram que estão melhor do que nunca e juntos para levar a equipa da capital francesa para êxito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Último treino da época

Antevisão: O Vitória tem o castelo, o Belenenses a fortaleza

The National interpretam Queen num concerto em Londres

The National interpretam Queen num concerto em Londres