in

Julio Velázquez: “Não vamos conseguir ter 18 jogadores disponíveis”

, Julio Velázquez: “Não vamos conseguir ter 18 jogadores disponíveis”

“Será um jogo onde está claro que o rival tem de tentar ganhar pela possibilidade de ir à Liga Europa. Nós vamos tentar ser competitivos e fazer com que os adeptos desfrutem, dignificando o escudo que trazemos ao peito e a profissão”, começou desta forma a conferência de imprensa de antevisão.


Para o jogo deste Sábado, que oporá o Belenenses ao Paços de Ferreira, o timoneiro azul está confiante num bom desempenho da sua equipa, mesmo tendo demasiados ausentes. “Vamos ver quem pode jogar. Temos muitas baixas. Em princípio não vamos ter 18 disponíveis. Podemos ter uns 16, 15 ou 14. Vamos aguardar até ao último momento para ver quem pode jogar. Não consigo dizer já quem vai jogar. Não temos filial e não podemos utilizar jogadores dos juniores, por isso temos de contar com os que temos”, constatou.

“O primeiro objectivo quando chegámos cá era a manutenção, depois era fazermos o melhor possível. Temos o objectivo da manutenção conseguido e desde a nossa chegada tem sido tudo excepcional. Não é fácil motivar a equipa, mas temos um balneário fantástico que quer sempre ganhar e acredita até ao último minuto do jogo na vitória”, disse.

O adversário e as suas potencialidades não passaram em claro ao treinador espanhol. “O Paços é uma equipa com boas individualidades, que vem dando seguimento aos bons resultados da época passada. O Diogo Jota é um desses talentos. Têm boas transições, actuam em diferentes registos e são muito compactos. Serão difíceis de bater”, referiu.

Por fim, recusou comentar as hipóteses de João Diogo e Anderson Luís.

 

, Futsal: Benfica foi punido com derrota frente ao Belenenses

Futsal: Benfica foi punido com derrota frente ao Belenenses

, João Diogo nas cogitações do Belém

João Diogo nas cogitações do Belém