in ,

Já jogámos a beta de Call of Duty: Black Ops 4 e contamos-te tudo

, Já jogámos a beta de Call of Duty: Black Ops 4 e contamos-te tudo

No fim-de-semana passado tivemos a oportunidade de experimentar a beta privada do novo Call of Duty: Black Ops 4, graças a um código gentilmente cedido pela Activision para PS4. Antes de mais, devo deixar evidente que não jogo COD de forma consistente desde os fantásticos Modern Warfare 1 e 2.

Ao iniciar o jogo, aquilo que noto desde logo e que me causa logo uma certa aversão, é a interface do menu inicial do jogo, levando-me a crer que a interface foi escolhida tendo mais em conta os jogadores de PC do que os de consolas.

 

Depois de ser feito o Matchmaking (que foi sempre bastante rápido, sem grandes problemas), o jogo apresenta um loading que não é assim tão rápido e entretido, sendo algo que tem de ser melhorado na versão final (em cada partida perdi em média 40 segundos com esse loading do mapa). Após o loading, o jogo dá mais uns segundos para a escolha da classe que o jogador pretende utilizar naquela partida. É aqui que reside a magia (ou digamos melhor, a estratégia) de Black Ops 4. Temos acesso a 10 classes diferentes: Ajax, Battery, Crash, Firebreak, Nomad, Prophet, Recon, Ruin, Seraph e Torque. Cada uma destas classes tem a sua especialidade e oferece vantagens únicas em cada batalha, portanto tem que haver um pensamento prévio em relação ao mapa e ao modo de jogo para ver qual a classe que se adequa melhor. A que usei mais foi a Battery, pois era a que se adaptava mais ao meu estilo de jogo.

Começando o jogo, é uma correria desenfreada para os melhores locais e para os pontos mais críticos dos mapas. E é isto que caracteriza Call of Duty, é acção rápida no seu melhor. Este Black Ops 4 não é excepção e vemos um esforço da Treyarch em combinar a acção futurista dos últimos títulos com o multiplayer dos primeiros Black Ops e Modern Warfares, levando a que todos os jogadores tenham os pés no chão durante o combate, descartando os jetpacks e as corridas pelas paredes.

No entanto, há diferenças óbvias para quem pegar em Black Ops 4, principalmente para quem já não joga Call of Duty há algum tempo. Uma delas é o aspecto visual do jogo. Há muitas mais cores nos mapas e nas personagens, talvez reforçado pelas tendências actuais, em que jogos como Fortnite ou Overwatch são coloridos e é um dos principais factores que leva a que alguém regresse ao jogo de forma contínua.

Em termos de jogabilidade não notei grandes diferenças em relação ao Black Ops3, mas sinto que o jogo está mais polido e que é rápido de se ganhar o jeito, o que ajuda a querer continuar a jogar. Como já referi, não jogava Call of Duty regularmente desde Modern Warfare 2, e devo dizer que não foi difícil adaptar a velocidade do jogo e da escolha das classes.

Na beta estavam disponíveis 4 modos (Team Deathmatch, Control, Domination e Search & Destroy) e 4 mapas (Payload, Contraband, Seaside e Frequency). Os mapas apresentam diversas áreas para explorar, destacando-se sobretudo o Contraband, oferecendo imensas hipóteses de atacar a equipa contrária, podendo aproveitar um atalho a partir do mar na praia ou atacar pelo meio de uma zona de selva, tal é a variedade de conteúdo neste mapa em específico.

Relembrar que Call of Duty: Black Ops 4 não terá um modo single-player, e que portanto terá de apostar forte na vertente Multiplayer online e no modo Zombies. Este será também o primeiro Call of Duty com um modo Battle Royale, tentando aproveitar a fama que jogos como PUBG ou Fortnite construíram. O modo de seu nome “Blackout” terá uma beta disponível no próximo mês de Setembro.

Call of Duty: Black Ops 4 não terá, alegadamente, campanha singleplayer


Desta beta o que interessa destacar é que Black Ops 4 vai continuar a agradar certamente aos fãs da série da Treyarch e que tentará “roubar” jogadores antigos que desistiram da série, visto que esta parece ser uma versão polida que tenta condensar o que de melhor foi feito na série nos últimos anos. Maior curiosidade há em saber como será “Blackout” e se consegue tirar protagonismo ao supra-sumo que é Fortnite neste momento. Resta esperar até Setembro.

Call of Duty: Black Ops 4 será lançado em 12 de outubro para PS4, Xbox One e PC

, Oppo R17, com leitor de impressões digitais no ecrã, será apresentado a 18 de agosto

Oppo R17, com leitor de impressões digitais no ecrã, será apresentado a 18 de agosto

, Palas desvenda disco a solo a editar dia 12 de Outubro com “Saltar à corda”

Palas desvenda disco a solo a editar dia 12 de Outubro com “Saltar à corda”