CA Notícias, as últimas notícias do mundo do desporto, da tecnologia e do entretenimento. Os últimos resultados, lançamentos, estreias.

O segundo dia do MEO Marés Vivas contou com muita animação

Foi no sábado, dia 15/07

O segundo dia do Meo Marés Vivas foi ontem, sábado 15/07 e contou uma vez mais com muito sol, calor, bom ambiente e boa música em Gaia.

Foi mais um final de tarde e noite animada, mas desta vez com uma afluência muito maior, havendo alguma dificuldade em arranjar lugares para o carro ou boleias da KIA. O recinto também teve um número mais elevado de festivaleiros, que na sua maioria ansiavam pelo concerto de Scorpions.

O primeiro concerto no Palco Meo foi o dos Amor Electro, que foram muito bem recebidos pelo público que os esperava e que cantaram as músicas de cor.

Seguiu-se Lukas Graham, que teve um concerto fantástico, com o sol a desaparecer, tornando o ambiente relaxado num sunset perfeito. Até mesmo o próprio cantor o mencionou, pedindo para fotografar para mais tarde poder recordar o momento. O cantor trouxe os seus grandes hits, mais conhecidos pelo público, “7 Years” foi cantado em coro assim como “Mama Said” e “Drunk in The Morning“.

Depois deste concerto, houve uma espera consideravelmente grande, o público aproximava-se do palco, enchendo a plateia para que não lhes escapasse nada quando Scorpions entrassem em cena. A ansiedade que se fazia sentir no público entre o concerto de Lukas Graham e Scorpions era palpável e quando apareceu a primeira imagem no palco tornou-se ainda maior e surgiram os primeiros telemóveis no ar ansiosos por gravarem o grande momento em que a banda entrasse em palco.

Para já, o concerto de Scorpions foi sem margem para dúvidas o melhor concerto do Festival até agora. Foi repleto de energia e até houve os momentos de “calma” quando tocaram o tão conhecido “Wind of Change“, que para alguns fãs recentes da banda foi um dos melhores momentos do concerto.

Depois do concerto de Scorpions surge um mini concerto, surpresa da Rádio Comercial, que contou com Vasco Palmeirim a cantar a música que fez para o festival com a ajuda do seu eterno companheiro musical, Nuno Markl. Foi um momento inesperado, que deixou todos os que estavam no público um pouco confusos, mas que chegaram ao fim super divertidos.

Quem fechou o segundo dia do MEO Marés Vivas foram os nortenhos Expensive Soul, que como sempre não desiludiram o público que os esperava ansiosamente. São uma das bandas mais aclamadas por entre os portuenses que por norma enchem sempre os seus concertos com grande entusiasmo. Foi um bom concerto, recheado de tantas músicas conhecidas como “Tem Calma Contigo“, “Cupido” e “O Amor é Mágico“, que o público conhece de cor e ajudou a cantar. Foi tão bom que nem o público nem a banda pareciam querer que chegasse ao fim, o que se notou na despedida ao som de “Eu Não Sei” que durou mais do que o habitual.

Comentários estão fechados.