in ,

Dengaz completa o cartaz do Palco MEO, no MEO Sudoeste

dengaz, MEO Sudoeste, Dengaz completa o cartaz do Palco MEO, no MEO Sudoeste

Dengaz é o nome que fecha o cartaz do Palco MEO, no MEO Sudoeste, com concerto marcado para dia 5 de agosto, juntando-se assim a Jamiroquai, Afrojack e April Ivy no último dia do festival.

Dengaz é o nome que faltava para fechar o Palco MEO, juntando-se assim a Jamiroquai, Afrojack e April Ivy a 5 de agosto no MEO Sudoeste, prometendo um alinhamento especial para este dia.


Dengaz começou a dar cartas bem cedo, quando com apenas 14 anos fundou o grupo Dinastia. Logo aí mostrou que o hip hop é o território onde se sente mais à vontade, mas isso nunca o impediu de explorar outros registos. Depois destas aventuras em grupo, decidiu concentrar-se numa carreira a solo e em 2010 editou o seu primeiro álbum: “Skill Respeito & Humildade”. O segundo registo “AHYA” lançado em 2012, foi descarregado mais de 50.000 depois de ser disponibilizado para download gratuito. Temas como “From The Heart” (com Richie Campbell), “Encontrei” (com Agir) ou “Tamojuntos” conquistaram definitivamente os portugueses, rodando com insistência nas maiores rádios.

Este excelente airplay reforçou-se ainda mais com o disco “Para Sempre”. Editado no final de 2015, que inclui alguns dos maiores sucessos da música portuguesa dos últimos meses, como “Dizer Que Não” (com Matay) ou “Nada Errado” (com António Zambujo). No final de 2016, Dengaz reeditou 10 temas do álbum numa versão acústica. O single “Para Sempre (Unplugged)” contou com a participação do conceituado artista brasileiro Seu Jorge, na sua primeira colaboração com um artista português. O vídeo foi lançado em novembro de 2016 e já tem mais de 1 milhão de visualizações, estando também em alta rotação nas principais rádios nacionais. Ainda antes do Verão, o artista promete mais música nova.

, Belenenses: Regresso de Andric depende do Zalgiris

Belenenses: Regresso de Andric depende do Zalgiris

, Domingos só aceita saída de Miguel Rosa se houver substituto à altura

Domingos só aceita saída de Miguel Rosa se houver substituto à altura