em , ,

Crítica – Isto É Vida (2018)

Isto É Vida é o novo filme de Dan Fogelman, criador de This Is Us, protagonizado por Oscar Isaac, Olivia Wilde, Annette Bening, Antonio Banderas e muitos outros. Uma história bonita e trágica, com uma linha narrativa que a prejudica, acabando por não ter um tom consistente e não transmitir aquilo que pretendia.

Isto É Vida é o novo filme de Dan Fogelman, criador de This Is Us, protagonizado por Oscar Isaac, Olivia Wilde, Annette Bening, Antonio Banderas e muitos outros. Uma história bonita e trágica, com uma linha narrativa que a prejudica, acabando por não ter um tom consistente e não transmitir aquilo que pretendia.1 (3)

Quando um jovem casal passa do namoro de faculdade para o casamento e para o nascimento do seu primeiro filho, as reviravoltas da vida criam repercussões inesperadas que se estendem pelos continentes e pelo tempo. Este é essencialmente um enredo sobre a vida quotidiana, sobre relacionamentos interpessoais, acidentes, traumas, escolhas de vida e suas consequências. Uma mistura de temas que se pode tornar excessiva se não for bem gerida. Fogelman consegue desenvolver a sua históra de modo a que não se perca a coerência e a coesão de todas as narrativas que apresenta, sendo que todos os pontos de cruzamento estão bem ligados e o enredo tem a sua lógica.

1

O que realmente corre mal neste filme é a estrutura do argumento. Dividido por capítulos, cada um destes tem uma história e personagens diferentes, que apesar de se ligarem entre si, e como referido anteriormente, tudo acaba por fazer sentido, esta narrativa não consegue manter um tom e um ritmo consistente, acabando por não ter o impacto que poderia ter. Cada uma destas partes parecem episódios de uma série televisiva, que foram colados uns aos outros e condensados em 118 minutos de filme. Consequentemente, as semelhanças com This Is Us são evidentes, não só pelo género de história, mas também pela estrutura narrativa mencionada, que é muito semelhante à da série.1 (1)

Apesar de tudo, o elenco é bastante bom, destacando-se Oscar Isaac, que faz uma interpretação muito boa de uma personagem que sofre um trauma muito profundo e delicado. No final, as várias “sub plots” convergem entre si, não deixando nada por explicar. O desenlace é trágico e emotivo, mas também feliz e tranquilo, deixando enaltecida a continuidade da vida. No entanto, há uma certeza que fica no ar: a história teria funcionado muito melhor em televisão.1 (2)

Isto É Vida relata várias histórias que se entrelaçam de forma coerente e coesa, mas não consegue manter um tom narrativo consistente, de modo a ter o verdadeiro impacto que pretendia. Um filme que parece ter sido criado a partir da ideia para uma série de televisão, muito parecida com This Is Us, no que toca a estrutura narrativa. Fogelman não consegue (ou não quer) afastar-se do seu trabalho nesta série, acabando por fazer um filme que se ampara no seu sucesso, em vez de fazer o seu próprio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Junior Eurovision Song Contest: representante de Portugal já ensaiou pela primeira vez na Arena de Minsk

Junior Eurovision Song Contest: representante de Portugal já ensaiou pela primeira vez na Arena de Minsk

Sei que Estás Aqui (I Still See You) Trailer HD Legendado

Sei que Estás Aqui (I Still See You) Trailer HD Legendado