em ,

Canais TVCine com ciclo de Clássicos Film Noir de 10 a 31 de Maio

Os Clássicos de maio do TVCine 2 estão dedicados a um género do cinema que teve grande êxito na década de 1940 em Hollywood. O Sniper (1952), de Edward Dmytryk, 4 Homens e Uma Mulher (1955), de Phil Karlson, O Homem do Revólver Silencioso (1958), de Don Siegel, e Assassino Por Contrato (1958), de Irving Lerner, são quatro films noirs de Hollywood, que constituem o Clássicos: Film Noir, de 10 a 31 de maio, sempre às terças-feiras, às 22h, no TVCine 2.                

Os Clássicos de maio do TVCine 2 estão dedicados a um género do cinema que teve grande êxito na década de 1940 em Hollywood. Suspense, terror, intriga, obsessão, crime, ética e moral ambíguas, são alguns dos elementos que fizeram dos Film Noir um grande sucesso, revistos hoje como obras primas do cinema. E, claro, a iluminação, com forte contraste entre o claro e o escuro, o branco e o negro, a luz e a sombra, de forma a destacar elementos ou personagens ou a mitigar situações e sequências. A designação Film Noir virá de uma famosa coleção criada pela editora francesa Gallimard, a Série Noire, que consistia de romances policiais com capa preta e amarela e sobrecapa preta e extremidades brancas. A utilização da luz é uma caraterística dos cineastas alemães, como Fritz Lang, Billy Wilder e Robert Siodmak, representantes maiores do expressionismo, que tiveram que fugir da Europa nazi e que em Hollywood puderam exponenciar toda a sua arte. 

O Sniper (1952), de Edward Dmytryk, 4 Homens e Uma Mulher (1955), de Phil Karlson, O Homem do Revólver Silencioso (1958), de Don Siegel, e Assassino Por Contrato (1958), de Irving Lerner, são quatro films noirs de Hollywood, que constituem o Clássicos: Film Noir, de 10 a 31 de maio, sempre às terças-feiras, às 22h, no TVCine 2.                      

Foi um período de ouro em Hollywood, aquela década em que os films noirs brilharam com todas as suas sombras, nuances e escuridão. Na década de 1940, os grandes estúdios de cinema produziram inúmeras obras que ficaram para a história, mais tarde agrupadas e batizadas como Films Noirs. A sua estética comum e a sua estrutura adotaram o nome de uma conhecida coleção de livros policias da Gallimard, conhecida pelas suas capas negras. A ação dos films noirs desenrolava-se muitas vezes em ambientes urbanos e contemporâneo, locações exóticas ou remotas ou em casas noturnas de má fama, clubes de jogos e apostas. Havia quase sempre uma femme fatale e um bode expiatório, personagens com moral e éticas no mínimo escorregadias, com carateres violentos ou corrutos. A sensação de destino e de fatalismo atravessa as histórias, por vezes inundadas de obsessões, traições e situações sexuais. Eram histórias de crime, homicídios, roubos, muitas vezes com finais em aberto ou, no mínimo, ambíguos. A nível formal, a dicotomia claro/escuro, branco/negro, luz/sombra, evidenciada a tensão da história, sensação sublinhada por ângulos baixos e incomuns de filmagens, cenários noturnos e o uso de narração. A ideia era que o espectador estaria nas mãos do narrador/realizador, que o guiava a seu bel-prazer por entre as sombras dos films noirs.

Clássicos: Film Noir começa a 10 de maio, às 22h, com O Sniper. Adolphe Menjou e Arthur Franz são as estrelas. Menjou, conhecido por ter denunciado vários colegas comunistas, foi imposto ao outrora realizador caído em desgraça Edward Dmytryk. Esta é a história de Edward Miller (Franz), um homem com distúrbios psicológicos que se sente afetado pelas mulheres com os seus namorados. Um dia resolve começar um programa de extermínio de mulheres, ao mesmo tempo que escreve uma carta anónima à polícia para que possa ser detido. É aqui que entre o Tenente Frank Kafka (Menjou). O Sniper foi nomeado ao Óscar de Melhor Argumento Original.

Segue-se a 17 de maio, às 22h, 4 Homens e Uma Mulher. Guy Madison e Brian Keith são as estrelas mas o destaque vai todo para Kim Novak, num dos seus primeiros filmes. 4 Homens e Uma Mulher conta a história de um grupo de amigos que acabam por ser convencidos pela obsessão de um deles em assaltar um casino. O enredo do filme acabou por servir de inspiração à série Ocean’s e Martin Scorsese já confessou que foi muito influenciado pelo trabalho de Phil Karlson quando ele próprio realizou o seu Casino (1995).

Continuamos a 24 de maio, às 22h, com O Homem do Revólver Silencioso. As estrelas são Eli Wallach, Robert Keith e Warner Anderson. Adaptado de uma série policial que passava na radio e depois na televisãoO Homem do Revólver Silencioso conta a história de um esquema montado para introduzir droga nos Estados Unidos através de insuspeitos (e inocentes) turistas. O estratagema de contrabando começa a correr mal quando um polícia é atingido… É de O Homem do Revólver Silencioso que vem o famoso verso de Bob Dylan em ‘Absolutely Sweet Marie’, uma variação da fala do filme ’When you live outside the law, you have to eliminate dishonesty’.

Clássicos: Film Noir termina a 31 de maio, às 22h, com Assassino Por Contrato. Voltamos a Martin Scorsese, que chegou a avançar que este foi o filme que mais o influenciou na sua carreira. Vince Edwards, Phillip Pine, Herschel Bernardi e a envolvente Caprice Toriel são as estrelas. O filme segue a vida de um homem comum sem grandes expetativas que um dia se torna assassino profissional para poder ganhar bom dinheiro. O seu mais recente trabalho implica matar uma mulher, o que lhe vai causar um imenso drama existencial e um dilema interior, já que as mulheres são o seu ponto fraco…

Clássicos: Film Noir, de 10 a 31 de maio, sempre às terças-feiras, às 22h, no TVCine 2.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Highlights | Resumo: Chaves 4-1 Marítimo (Liga #33)

Highlights | Resumo: Chaves 4-1 Marítimo (Liga #33)

FC Porto

FC Porto, Golo, Sérgio Oliveira, 37m, 1-0