in

Antevisão: Vingar a 1.ª volta e ultrapassar os sadinos

, Antevisão: Vingar a 1.ª volta e ultrapassar os sadinos

Os objetivos do Belenenses para o jogo deste domingo são dois: vingar o resultado da 1.ª volta (jogo que perdeu por 2-0) e ultrapassar os sadinos na tabela classificativa, somando assim a segunda vitória consecutiva. O duelo entre históricos não será fácil para nenhum dos lados. O Belenenses está a atravessar um período de confiança grande depois de ter vencido um jogo (algo que não acontecia desde dezembro), do lado vitoriano, o triunfo frente ao Nacional colocou-os numa posição confortável na Liga NOS. Quem sairá por cima neste confronto entre equipas do ‘sul’? A resposta será dada domingo, às 18 horas, no Estádio do Restelo.

José Couceiro é um homem preocupado. Os resultados são muito no mundo do futebol, mas não são tudo. Depois de ter perdido Ryan Gauld e André Geraldes (assunto que tem marcado a atualidade desportiva), o ex-treinador do Belenenses viu sair André Claro, que rumou ao Estoril e Ruca, que assinou pelo Tondela. Jogadores importantes que causam sempre mossa a qualquer equipa. Os reforços foram pedidos pelo técnico em conferência de imprensa de antevisão a este confronto, contudo, já não faltam muitos dias para o fecho do mercado. Dessa forma, torna-se complicado suprir as ausências. João Carlos Teixeira deve assinar nos próximos dias, mas ainda não estará disponível para jogar no Restelo. Por outro lado, o V. Setúbal pratica um futebol atrativo e vocacionado para o ataque. Não se pode dizer que falte qualidade aos setubalenses, no entanto, os últimos rombos que têm sofrido poderão pesar no capítulo final.

O Belenenses, por seu turno, está confiante. Uma confiança que foi ganha após a última vitória frente ao Rio Ave. Os 3 pontos são sempre um estímulo a nível anímico e desta vez não será excepção. Com os convocados a serem os mesmos, é muito expectável (para não dizer certo) que a equipa titular seja exactamente a mesma. Maurides, que chegou esta semana ao Restelo, ainda não poderá ser opção. Gonçalo Brandão deverá continuar de fora e Miguel Rosa deverá voltar a ocupar o flanco direito. O grande calcanhar de Aquiles esta temporada tem sido o ataque, com apenas 11(!) golos em 17 jogos. Números francamente alarmantes e que levam a SAD a equacionar a vinda de mais um avançado. No capítulo defensivo, a equipa tem estado melhor do que nunca. Gonçalo Silva e Domingos Duarte formam uma dupla de centrais concentrada, coesa e rápida, atributos muito importantes para se manterem as redes invioláveis. Ventura, que é o guarda-redes que mais erros que dão origem a golo comete na Liga NOS, está na porta de saída. Cristiano, apesar de não ter tido trabalho no seu primeiro jogo, poderá ser uma mais-valia.

O que se pode esperar é um jogo aguerrido, com boas combinações ofensivas e com alguns laivos de bom futebol. Os pontos são importantes, mas nenhuma das equipas está sufocada para basear o seu estilo de jogo no desespero. O futebol positivo deverá marcar a fria fim de tarde à beira-rio.

, Quim Machado: «Temos obrigação de jogar para ganhar»

Quim Machado: «Temos obrigação de jogar para ganhar»

, Fotogaleria: Sum 41 e Pærish no Coliseu de Lisboa

Fotogaleria: Sum 41 e Pærish no Coliseu de Lisboa