Análise Gaming | “Mortal Kombat 11”

NetherRealm Studios tenta trazer um dos melhores jogos de luta alguma vez feitos ao seu clímax.

Mortal Kombat está de volta com mais um jogo emocionante, em que junta porrada “à antiga”, com a violência que caracteriza a franquia. Isto depois do jogo ter mudado um pouco de rumo com o Mortal Kombat 9, a NetherRealm Studios tenta trazer um dos melhores jogos de luta alguma vez feitos ao seu clímax, apresentado um jogo de luta maduro e com elementos que podem agradar velhos e novos fãs da série.

maxresdefault (1)

O jogo inicia depois do último Mortal Kombat, em que Raiden, personagem icónica da série, que existe já desde o primeiro jogo, jura defender a terra contra todas as ameaças… mas eis que aparece Kronica, a deusa do tempo e mãe de Shinnok, o Boss final do Mortal Kombat 10.  A ideia dela era, com os poderes do tempo, mudar a rota do mesmo e, com isso, punir Raiden por este ter feito algumas alterações temporais. Contudo, para isso, precisa reunir muita energia, usando os seus poderes para trazer de volta algumas das personagens mais icónicas dos jogos anteriores. Digamos que foi uma maneira inteligente de trazer antigos personagens e que os fãs aguardavam o seu regresso.

Mortal-Kombat-11-2

O modo história de Mortal Kombat tem estado em relevo desde já algum tempo, indo sugar alguma aprendizagem com os Injustice. Mortal Kombat 11 leva-te numa história durante doze capítulos e em cada um vais jogando com as diferentes personagens do jogo. Este modo não tem fatalities, mas acredita que a história te vai agarrar se vires todas as cut scenes. Vais encontrar uma história razoável, com alguns momentos épicos e com personagens que te vão fazer viajar no tempo de várias maneiras. Outra situação é que, às vezes, tens de alterar o teu modo de luta. Há partes que vais ter as personagens limitadas e que não vais conseguir usar certas habilidades, devido a algo que aconteceu na história.

Toda a história se interliga e vai dar-te algumas respostas que possam ter ficado pendentes de outros Mortal Kombats. Mas, mesmo assim, esperava-se mais deste modo… até porque, às vezes, sentes que alguma parte da história é forçada, para poderem trazer de volta algumas personagens.

Mortal-Kombat-11-Cage-Geras-Gaming-Cypher

O que Mortal Kombat 11 tem de excelente, mesmo topo de linha, é a jogabilidade com o famoso botão para defender, que acompanha a série há bastante tempo. Das melhores experiências de combate que já tive em alguma consola! Jogámos na versão PS4 e tudo responde ao milésimo de segundo: o combate é bastante rápido, podes interagir com o cenário tanto para fugir de um golpe, como também para atacar o inimigo.

Os antigos movimentos X-ray aqui também estão presentes em single shots. Mas agora temos o Fatal Blow, que são combos que podem ser executados quando temos menos de 30% de vida, pressionando o R2 e L2 em simultâneo.Ou seja, nós atacamos o inimigo, se acertar esse golpe, ele começa a combinação, tirando bastante energia e dando uma ajuda enorme. Este movimento tem animações incríveis que, obviamente, ninguém conseguiria sobreviver na vida real a um ataque desses, mas aqui, mesmo assim, é possível.

Mortal-Kombat-11-Gears-And-Augments

Temos várias versões de cada personagem e cada uma delas com os seus movimentos, sempre associada a algum clássico do Mortal Kombat, e ainda temos a opção de fazer um custom character, usando várias opções para ataques… podemos mudar desde as roupas até movimentos especiais  e tu vais conseguindo desbloquear isto através do teu gameplay. Quanto mais vitórias. mais coisas vais desbloquear.

O modo que volta é também o Krypt e sinceramente melhor que nunca! Vista em terceira pessoa, é mesmo um minijogo que se está a tornar num jogo. Aqui tens uma cobertura total da ilha de Shang Tsung, com quebra-cabeças e a possibilidade de desbloquear várias coisas no jogo. A única desvantagem é mesmo as microtransações, em que és aliciado a gastar mais dinheiro com o jogo para desbloquear coisas novas. Sinceramente acho que isto devia ser uma prática proibida.

maxresdefault

O Mortal Kombat 11 é, sem dúvida, um upgrade ao Mortal Kombat 10. É um salto enorme e se gostaste do 10 , com toda a certeza vais gostar do 11. As microtransações estragam um pouco a experiência, mas o jogo tem muito para oferecer e salta para o topo da lista dos jogos de luta de 2019. Fatality!!!