in

#amordiasimdiasim: É possível manifestar amor pelas redes sociais?

CA Notícias | Entretenimento, desporto, tecnologia e lifestyle

Há uns meses atrás um ex-funcionário do facebook, Chamath Palihapitiya, veio a público tecer duras críticas às redes sociais. Segundo o Observador, além de ter admitido sentir-se culpado por ter feito parte do processo por detrás de um serviço que “explora vulnerabilidades na psique humana”, lança o alerta para os “efeitos de curto prazo, de libertação de dopamina que está na origem de ciclos que estão a destruir a forma como a sociedade funciona”.

Muito tem sido discutido relativamente aos efeitos negativos das redes sociais. O facebook tem estado no centro de várias polémicas nos últimos tempos, sendo agora o facto de terem sido revelado que a rede social cedeu de forma ilegítima os dados de milhares de pessoas em todo o mundo.

No que toca aos efeitos que as redes sociais têm nas relações, alguns dos aspetos negativos mais frequentemente apontados são o aumento da sensação de solidão nos utilizadores, a criação de barreiras para o contacto físico interpessoal e o aumento de comportamentos narcisistas. Mas será que as redes sociais têm apenas aspetos negativos? Ou será que podem também ser usadas para espalhar causas positivas?

U.Dream: uma empresa focada em realizar sonhos

A U. Dream é uma empresa que começou há 5 anos na FEP (Faculdade de Engenharia do Porto), que começou como sendo um projeto entre amigos. Diogo Cruz, um rapaz que teve tuberculose em criança resolveu criar a U.Dream com os amigos.

Desde então esta trata-se de uma iniciativa solidária guiada por dois objetivos simples: realizar ações com crianças e garantir a autossustentabilidade do projeto. A solidariedade social é o mote principal do projeto, sendo uma boa parte das suas ações dirigidas às crianças. As suas ações já chegaram a Porto, Braga e Aveiro.

#amordiasimdiasim

“Foi uma espécie de provocação que nós lançamos na Internet” são as palavras de Diogo Mendes, atual CMO da U.Dream para definir a campanha #amordiasimdiasim, lançada há um mês.

A ideia é simples: desafiar as pessoas a exprimirem publicamente o seu afeto por alguém especial, gravarem um vídeo e colocares nas redes sociais sob a hashtag #amordiasimdiasim. “O desafio Amor dia sim dia sim vem, no fundo, provocar um bocadinho as pessoas a se desafiarem a amar publicamente e a divulgar um vídeo com uma dedicatória para lhes mostrar o impacto que elas podem ter no dia a dia das pessoas que mais amam”.

Quando perguntamos sobre os objetivos por detrás desta iniciativa, Diogo sublinha que a campanha é uma forma de treinar ativamente o amor e a felicidade. As pessoas, usando as redes sociais verbalizam o amor de uma forma “pública”. “As pessoas não estão muito habituadas a verbalizar o amor. Acho que não têm culpa mas somos um bocado formatados para fugir a isso”.

https://www.instagram.com/p/Bf1L4EAhLfV/?tagged=amordiasimdiasim

Através dos vídeos, o objetivo é que as pessoas se recordem do porquê de amarem alguém e o expressarem, seja por por gratidão, por uma memória ou simplesmente por vontade de expressar o amor que sentem pela pessoa. De seguida devem desafiar outra pessoa a fazer o mesmo incluindo as hashtags #amordiasimdiasim e #udream.

O desafio ganhou popularidade na altura em que foi lançado, nomeadamente no facebook e um pouco pelo instagram. O maior número de registos até ao momento observou-se no facebook.

Os resultados foram diversos: uns gravaram vídeos de si próprios a verbalizar o amor sentido por uma pessoa, outros escolheram ser um pouco mais criativos. “Acho que dá para perceber que o amor é uma coisa muito complexa e que se sente sempre de forma muito diferente de pessoa para pessoa. E acho que essa é aparte bonita: é veres todas as pessoas que fizeram e perceberes que todas elas amam de forma muito diferente mas, acima de tudo, amam.”

Um dos aspetos que Diogo nos admitiu foi o facto de os membros da U.Dream estarem bastante cientes de que nem toda a gente iria alinhar numa iniciativa do género.“Tivemos quase 300 comentários no post, mas depois quando as pessoas foram desafiadas a fazer o vídeo já deram um passo atrás”. No entanto, Diogo acredita que algumas pessoas,mesmo que não tenham alinhado no desafio, terão ficado a pensar na premissa do mesmo.

“A recetividade das pessoas para este tipo de coisa é reduzida. E nós já estávamos à espera disso desde o início. As pessoas hoje não estão formatadas para amar publicamente”. Apesar disso Diogo não considera isso exatamente como um ponto negativo, sentindo que as pessoas andam antes “distraídas” e apressadas.

Diogo também nos falou um pouco sobre a sua perspetiva face ao “lado mau das redes sociais”:

“As redes sociais vêm tramar um bocadinho o que de bom têm as relações que é o conhecer, viver, sentir, experimentar. As redes sociais aceleram esse processo, que antes demorava muitos anos e, por consequência, acredito que, ainda que as redes sociais possam ser um bom canal de comunicação para coisas bonitas, são ao mesmo tempo também um estrangulador de relações porque acabam por tirar parte do que é bonito no nascimento de uma relação.”

Sobre a possibilidade de extender a campanha ou criar um novo desafio para aliciar as pessoas, Diogo salientou que “Aquilo que nós podemos prometer é que vão haver mais desafios destes, vamos continuar a chatear as pessoas, vamos continuar a tirá-las da zona de conforto e a lembrá-las de que é possível ser mais feliz do que se é se quisermos.”

Setlist Provável – Insomnium no Hard Club e no RCA Club

Setlist Provável – Insomnium no Hard Club e no RCA Club

FC Porto (1)-0 Aves (Liga 29ªJ): Golo de Alex Telles (GP)

FC Porto (1)-0 Aves (Liga 29ªJ): Golo de Alex Telles (GP)