in , ,

Alkantara Festival iniciou ontem no Castelo de São Jorge

CA Notícias | Entretenimento, desporto, tecnologia e lifestyle

Iniciou ontem o Alkantara Festival 2018. O festival dedicado às artes performativas decorre até ao dia 9 de junho, em Lisboa. As apresentações decorrem em diversos espaços da cidade. O primeiro dia do festival foi dedicado ao espetáculo Corbeaux (Marrocos), apresentado no Castelo de São Jorge.

Corbeaux mostrou ser uma performance repleta de emoções. Um grupo de mulheres que, através do gesto e do som, leva o público a embarcar numa viagem comovente, onde sobresaem os sentimentos de liberdade e felicidade.

Sinopse

Uma horda de mulheres vestidas de preto inicia movimentos rítmicos e gritos estridentes cadenciados que fazem desaparecer qualquer noção de tempo e de espaço. As figuras em movimento, carregadas com o peso das memórias dos rituais Issawa e Hmadcha de Marraquexe, evocam simultaneamente as longas noites de transe e um tempo em que a loucura tinha o seu lugar na sociedade, tal como descreve a literatura persa dos séculos IX e XII. A experiência é intensa e ao mesmo tempo universal e íntima, ligando intérpretes e público à ideia de origens. Da perspetiva da coreógrafa Bouchra Ouizguen, Corbeaux não se trata tanto de um espetáculo mas de “uma escultura sonora, bruta e urgente, que ressoa infinitamente”. A sensação que provoca no público, de ter estado numa longa viagem, perdura para lá do fim do espetáculo.Desde que a peça foi encomendada pela Bienal de Marraquexe de 2014 e apresentada em frente à estação de comboios da cidade, o bando de Corbeaux tem pousado em lugares muito diferentes, desde instituições artísticas (a Tate Modern, em Londres, ou o Louvre, em Paris) a espaços públicos em Nova Iorque, São Paulo ou Beirute. Seis anos depois de apresentar o magnético Madame Plaza no Alkantara Festival em 2012, Bouchra Ouizguen abre esta edição do festival com uma versão de Corbeaux que inclui participantes locais e é apresentada no Castelo de São Jorge, lugar histórico e socialmente complexo.

Direção artística Bouchra Ouizguen
Interpretação
Kabboura Aït Ben Hmad, Fatima El Hanna, Halima Sahmoud, Fatna Ibn El Khatyb, Khadija Amrhar, Zahra Bensllam, Malika Soukri, Hasnae El Ouarga, Milouda El Maataoui e participantes locais
Digressão e administração Mylène Gaillon Produção Compagnie O
Coprodução Services de Coopération et d’Action Culturelle de l’Ambassade de France à Rabat Apoio Institut Français de Marrakesh

Castelo de São Jorge
QUA 23 e SEX 25 maio às 20h
QUI 24 maio às 17h e 20h
Entrada livre (mediante apresentação de entrada no Castelo de São Jorge)

O programa e informações sobre o evento podem ser consultados no site oficial do Alkantara Festival.

CA Notícias | Entretenimento, desporto, tecnologia e lifestyle

North Music Festival – Horários dos concertos

CA Notícias | Entretenimento, desporto, tecnologia e lifestyle

Maior exposição de sempre sobre Frida Kahlo disponível gratuitamente através do Google Arts & Culture