in

—__–__ (More Eaze & Seth Graham) + Spellcaster

, —__–__ (More Eaze & Seth Graham) + Spellcaster

—__–__ (More Eaze & Seth Graham) + Spellcaster

Música & Festivais | Concerto


Galeria Zé dos Bois

Galeria

Classificação Etária

Maiores de 16 anos

Bilhete Pago

Todas as Idades

Promotor

Associação Zé dos Bois

Breve Introdução

—__–__ (More Eaze & Seth Graham)
The Heart Pumps Kool-Aid surgiu o ano passado como espécie de miragem pop distorcida. Miragem essa projectada por Seth Graham a Mari Maurice aka More Eaze. O primeiro é co-fundador da Orange Milk, editora-maravilha que em 2020 editou o disco estreia de Luís Pestana, entre tantos outros. A segunda tem-se destacado pelas colaborações com Claire Rousay ou Dntel num léxico cada vez mais peculiar, único até. Ambos partilham de uma visão fragmentada que confronta realidade, neurose, sonho ou isolamento. Onde termina uma e começa a outra? Não sendo uma pergunta de partida a uma exploração ad hoc, é uma das muitas questões que a sua música eventualmente poderá levantar. A forma desintegrada e a essência delicada destas micro-composições parecem ganhar equilíbrio em paisagens digitais que se desvanecem num labirinto de silêncios e melodias.

Talvez o elemento mais notório nesta narrativa seja o uso do auto-tune na voz de More Eaze. Um efeito sonoro controverso, mas que aqui toma novos horizontes e encarnações pouco convencionais. De um modo meio inimaginável, existe uma qualquer força gravitacional que faz orquestrar as ressonâncias das cordas e dos teclados com o rasto estelar vocal. Recorda-nos, a espaços, as lições de Oneohtrix Point Never revistas madrugada adentro – e já com os primeiros raios de sol do dia a espreitar. É no limiar da natureza das coisas que More Eaze e Seth Graham encontram conforto e fluidez para desafiar as leis da suposição e da lógica; ou simplesmente remar contra a expectativa. Só assim as revoluções silenciosas acontecem. NA

Spellcaster
Veterano absoluto na cena underground dinamarquesa, Holger Hartvig é sinónimo de música no seu estado mais híbrido. Compositor, produtor e vocalista, deixou rasto em projectos como Synd og Skam e Boli Group. Estes últimos editados na label local Posh Isolation que tem dado a conhecer nomes brilhantes como Puce Mary, Croatian Amor ou Vanessa Amara. O moniker a solo Spellcaster é um passo adiante. Sagaz e ousado, vira o conceito de canção do avesso, apresentando formas e sensações inéditas. A imprevisibilidade da sua estrutura sonora bebe de tantas fontes quanto possível; fá-lo com sentido natural, como se uma arte performativa em palco se tratasse. Vanguardista, sim, mas profundamente clássico também.

Dono de uma voz capacitada para explorar diferentes abordagens, usa-la como meio e não como fim. Envolve o manto de sons sobre letras confessionais, de complexa e igualmente mundana dimensão. Celebre-se, desde logo, a felicidade de não se deixar cair em labirintos herméticos, apesar do olho visionário das propostas. “Inventory” lançou as sementes enquanto disco estreia, para o que aí viria. Em pleno 2022, Hartvig regressa com “memo”. Disco portentoso e até revolucionário à sua maneira. Uma passagem secreta para outros mundos. Incríveis novos mundos. NA

Abertura de Portas

21h30

Preços

  • Entrada – 8€

Sessão

14 abr 2022 22:00

Duração

6 horas

Comprar Bilhete

, —__–__ (More Eaze & Seth Graham) + Spellcaster

, Gard Nilssen’s Acoustic Unity

Gard Nilssen’s Acoustic Unity

, Jana Rush (live) + Dj Music + Domatrice

Jana Rush (live) + Dj Music + Domatrice