CA Notícias
Canal Alternativo de Notícias, as últimas notícias do mundo do desporto, da tecnologia e do entretenimento.

97,4% aprovam requalificação da Parcela 5

Reunidos em Assembleia Geral, os sócios do Belenenses aprovaram por larga maioria a proposta da Direcção para cedência, por 50 anos, do direito de superfície da Parcela 5 do Estádio do Restelo.

97,4 por cento dos 195 sócios presentes votaram favoravelmente à proposta apresentada pela cadeia alemã Lidl para construir um supermercado e um ginásio no complexo. A proposta do Lidl apresenta como contrapartidas o pagamento integral da dívida do Clube de Futebol “Os Belenenses” à Oitante/Banif (5,4 milhões de euros; o que levará ao levantamento da penhora sobre os terrenos do Estádio); o pagamento de 1 milhão de euros como direito de entrada; 11 mil euros de rendas (actualizadas de acordo com a inflação) durante 50 anos e ainda a exploração de uma loja com cerca de 200 metros quadrados pelo clube, livres de qualquer encargo.

4 sócios abstiveram-se, 1 votou contra e das várias intervenções resultou a convicção de que a requalificação desta parcela torna sustentável o clube, ao garantir um fluxo positivo de cerca de 400 mil euros por ano, face às receitas geradas, ao fim da dívida à Oitante (incluída no PER) e consequentemente o abatimento imediato de 5,4 milhões de euros ao passivo.

Ficou ainda determinado, por proposta de um associado, que mereceu imediata aprovação da Direcção, que a proposta votada incluiria um ponto adicional: se no futuro alguma direcção quiser antecipar receitas resultantes deste acordo terá de obter autorização dos associados em Assembleia Geral.

Antes da aprovação da proposta de requalificação da Parcela 5 do Complexo fora já aprovado o Orçamento para a temporada 2018/19, o qual contou com 150 votos a favor e 8 abstenções.

RELAÇÃO COM A SAD

Depois de deliberados os dois pontos iniciais da ordem de trabalhos, seguiu-se a prestação de informações sobre a situação actual das relações entre o CF Belenenses, a Belenenses SAD e a Codecity, empresa que detém 51 por cento das acções da Belenenses SAD.
Pedro Pestana Bastos, presidente da Mesa da Assembleia Geral e também presidente da comissão nomeada em Fevereiro para liderar as negociações entre clube e SAD tendo em vista a obtenção de acordo para a celebração de novo Protocolo entre as partes – após a denúncia modificativa aprovada na AG de 3 de Fevereiro – historiou os últimos meses, explicando aos sócios que desde Novembro o Belenenses tem procurado contactar a SAD para promover a negociação, dando conta de que todos os pontos propostos pelo clube eram negociáveis. Revelou ainda que a 10 dias do fim do prazo para extinção do protocolo contactou pessoalmente cada um dos administradores da SAD, mas mais uma vez não obteve respostas.

Henrique Abecassis, presidente do Conselho Geral e também nomeado para a comissão de negociação, reforçou a explicação apresentada por Pedro Pestana Bastos, isto antes de Patrick Morais de Carvalho, presidente do clube, se dirigir aos associados.

Na sua intervenção, o presidente da direção deu conta de não ter chegado ainda a hora de abrir o coração aos sócios, explicando que até 30 de junho está em vigor o protocolo entre as partes. Ainda assim, garantiu, sereno, que o Belenenses saberá encontrar soluções para a «tempestade por que vai passar». Reforçou que na próxima época o Belenenses terá uma equipa de futebol sénior baseada nos jovens da formação, destacou o facto de o clube ter sido uma das primeiras 11 entidades formadoras certificadas pela FPF e que esse trabalho rigoroso permite, olhando à qualidade dos jogadores presentes nos escalões de formação, construir uma equipa que rapidamente atingirá de novo um patamar de grandeza para o clube. «O Belenenses continuará a ser grande, e voltará mais forte do que nunca», prometeu.

A finalizar a AG, o Conselho Fiscal apresentou os resultados do processo disciplinar ao antigo presidente António José Soares, a quem decretou pena de suspensão pelo período de um ano. Uma vez que o sócio visado recorreu da decisão, e de acordo com os estatutos, a decisão será tomada numa próxima Assembleia Geral.

Via

X