in

Xiaomi vai investir 725 milhões de dólares na China para impulsionar negócio

xiaomi,Xiaomi vai investir 725 milhões de dólares na China, Xiaomi vai investir 725 milhões de dólares na China para impulsionar negócio

A fabricante chinesa de smartphones Xiaomi, que já se encontra a investir para impulsionar as suas operações no mercado doméstico da empresa, planeia investir 725 milhões de dólares adicionais para o crescimento do mercado de retalho na China, a fim de conter o crescimento da Huawei.

De acordo com alguns relatos, estes 725 milhões de dólares adicionais serão gastos pela empresa em programas de recompensas para funcionários de vendas e parceiros de retalho, além de expandir os canais de distribuição da Xiaomi.


Na China, a Xiaomi atualmente ocupa o quarto lugar em termos de vendas de smartphones, atrás da Huawei, Samsung e Apple. De acordo com os dados, a Xiaomi detém cerca de 12 por cento do mercado chinês de smartphones, em comparação com os 34% da Huawei.

As vendas da Xiaomi diminuíram numa pequena percentagem no primeiro trimestre de 2019, de 27,8 milhões de smartphones vendidos no primeiro trimestre de 2018 para 27,5 milhões vendidos no primeiro trimestre de 2019, garantindo 8% do mercado chinês. Por outro lado, a Huawei subiu 41% e detinha 19% do mercado chinês de smartphones no mesmo trimestre.

De agora em diante, a Huawei pretende aumentar sua participação no mercado chinês de smartphones de 34% para 50%, para compensar a diferença de lucro depois de a empresa ter sido proibida de fazer negócios com empresas e tecnologias sediadas nos Estados Unidos.

A Xiaomi estava tão focada na sua estratégia de vendas online no mercado chinês que a empresa se absteve de aumentar o seu canal de vendas offline. Enquanto isso, os concorrentes foram crescendo no mercado offline, o que, por sua vez, afetou o crescimento geral da Xiaomi no seu mercado doméstico.

No entanto, aprendendo com seus erros, a Xiaomi começou a investir fortemente no mercado indiano para aumentar sua presença offline. Agora, a Xiaomi é o player dominante no mercado de smartphones da Índia, seguido pela Samsung.

O investimento adicional da Xiaomi, a fim de impulsionar os seus negócios na China, vem num momento em que Huawei está a passar por fase difícil. A administração Trump proibiu a Huawei e cerca de 60 subsidiárias de vender e fazer negócios com entidades e empresas dos EUA. No início desta semana, a Huawei informou que poderá perder cerca de 30 biliões de dólares nos próximos dois anos por causa deste “Trump Ban”.

, Stranger Things 3 | Trailer final | Netflix

Stranger Things 3 | Trailer final | Netflix

, LG lança novos combinados A+++ com 20 anos de garantia

LG lança novos combinados A+++ com 20 anos de garantia