in , , ,

Pusha T e Akua Naru confirmados no Super Bock Super Rock

Pusha T, Akua Naru, Super Bock Super Rock, Pusha T e Akua Naru confirmados no Super Bock Super Rock, Pusha T e Akua Naru confirmados no Super Bock Super Rock

Super Bock Super Rock confirmou as atuações de Pusha T e Akua Naru a 14 de julho no Palco EDP.

Pusha T e Akua Naru são os dois nomes que faltavam para fechar o cartaz do Palco EDP no Super Bock Super Rock, que se realiza 13, 14 e 15 de julho de 2017, no Parque das Nações.

Estes dois nomes do Hip Hop juntam-se aos nomes já confirmados neste palco, como é o caso de The Legendary Tigerman, Kevin Morby, The Orwells, Boogarins e Alexander Search, que preenchem o dia 13 de julho. No dia seguinte assistiremos às atuações de Língua Franca (Capicua + Emicida + Rael + Valete), Slow J, Jesse Reyez no Palco EDP, para além de Pusha T Akua Naru, hoje confirmados. A 15 de julho o último dia do Super Bock Super Rock, o Palco EDP recebe Seu Jorge “The Life Aquatic”: Tributo a David Bowie, Silva, James Vincent McMorrow, TaxiWars, Silva e Bruno Pernadas.

Terrence Thornton, mais conhecido pelo nome de guerra Pusha T, nasceu no Bronx, Nova Iorque, mas cresceu em Virginia Beach, com o irmão Gene Thornton. E foi precisamente entre irmãos que nasceu a dupla Clipse, em plena década de 90. Formaram, desde cedo, uma estreita relação com os Neptunes, de Pharrell Williams, e embarcaram numa carreira aclamada pela crítica. Apesar do sucesso, os Clipse decidiram acabar para que os irmãos Thorton pudessem seguir a solo.

Foi assim que em 2010, Pusha T assinou pela editora de Kanye West, a G.O.O.D. Music – que hoje dirige, sendo responsável pela direcção artística de tantos outros artistas, incluindo o próprio Kanye -, e logo participou na sua obra-prima: “My Beautiful Dark Twisted Fantasy”. Depois de algumas mixtapes, o primeiro disco chegou em 2013. “My Name Is My Name” recebeu a aclamação da crítica e contou com as participações de nomes como Rick Ross, 2 Chainz e Kendrick Lamar. Desde então, multiplicaram-se as colaborações com basicamente todos os nomes de referência do género, dos mais consagrados aos emergentes. O segundo álbum chegou dois anos depois. “King Push – Darkest Before Dawn: The Prelude” é, como o próprio nome indica, o prelúdio de algo maior – esperam-se mais desenvolvimentos neste ano de 2017. Para já, uma certeza: Pusha T tem construído um percurso invejável, alicerçado nas suas rimas cheias de uma boa acidez, palavras prontas a tocar na ferida, mas também a prestar homenagem ao legado de outros grandes nomes da história do hip hop. Referências para conferir dia 14, no Palco EDP do Super Bock Super Rock.

No mesmo dia e no mesmo palco, mais hip hop de qualidade. Akua Naru tem sido apontada como um modelo para aquilo que uma mulher pode ser no mundo do hip hop. Vive em Colónia, na Alemanha, mas o seu talento chega a todo o mundo. Influenciada pelo jazz e pelo boom bap, o hip hop de Akua Naru é marcado por uma forte consciência social e política. Estes são elementos que podemos encontrar na estreia “The Journey Aflame”, um início mais do que promissor. Seguindo a mesma linha de qualidade, o segundo disco é editado em 2015. “The Miner’s Canary” comprova as boas indicações dadas no registo de estreia, denunciando influências muito recomendáveis: The Roots, Nina Simone, Jill Scott, Lauryn HIll, entre outros, ecoam no registo poético, político e espiritual de Akua Naru. A não perder, dia 14 no Palco EDP do Super Bock Super Rock.

, Rúben Pinto: «Ninguém falou comigo para voltar ao clube»

Rúben Pinto: «Ninguém falou comigo para voltar ao clube»

, Juanto deverá ser o próximo a abandonar o Restelo

Juanto deverá ser o próximo a abandonar o Restelo