in

Portugal perde em Wembley (0-1)

, Portugal perde em Wembley (0-1), CA Notícias, CA Notícias

Portugal sai de Wembley com uma derrota por 1-0. Num jogo sem grande espectacularidade, as selecções anularam-se no início com os ingleses a chegarem à vitória já ao cair do pano depois de estarem a jogar com mais um durante quase uma hora de jogo, após a expulsão de Bruno Alves.

Com um início de partida muito típica de embates entre grandes equipas, não se viram muitas oportunidade de parte a parte. Inglaterra com mais bola e com pressão alta na saída de bola de Portugal. A selecção das quinas mais expectante e a entregar a iniciativa de jogo aos ingleses. Inglaterra foi a primeira a criar perigo com um cabeceamento à figura de Patrício por intermédio de Wayne Rooney. Portugal, aos 29 minutos, através de um livre lateral cobrado por João Moutinho, cria a única situação de perigo com um cabeceamento de Ricardo Carvalho ao lado. A última grande chance pertenceu aos ingleses com um remate forte, fora da área, de Kyle Walker ao lado depois de uma sobra. Aos 35 minutos dá-se o momento chave com a expulsão de Bruno Alves. O central do Fenerbahçe entra com pé demasiado alto sobre Harry Kane e não deixa dúvidas a Daniele Orsato que o expulsa. Fernando Santos não abdica de ter Danilo à frente da defesa e sacrifica Rafa para fazer entrar José Fonte, restabelecendo a zona defensiva portuguesa.

Na entrada para a segunda parte uma alteração na equipa lusa com a entrada de André Gomes para a saída de João Mário. Ao contrário do que se esperava, houve menos Inglaterra no reinício do jogo, mesmo com mais um jogador em campo, com Portugal a surgir algumas vezes junto da área inglesa através de iniciativas individuais. Com um jogador a menos e com a avançar do jogo, a selecção portuguesa recuou linhas e entregou o fio de jogo aos ingleses. Apesar de passarem grande parte do tempo útil de jogo no interior do meio-campo luso, os jogadores inglese não conseguiam criar oportunidade de golo palpáveis. Grande exibição defensiva dos orientados por Fernando Santos. O técnico português promoveu várias alterações no decorrer da segunda metade com entradas de Quaresma, Renato Sanches e William Carvalho, continuando a dar tempo de jogo a grande parte dos seus jogadores, por forma a poder definir a matriz do onze-base com que atacará o Euro em França. Portugal voltou a ameaçar com uma iniciativa individual de Ricardo Quaresma, em grande forma, que tira dois adversários do caminho e remata em jeito em direcção ao poste mais distante, saindo um pouco ao lado. Apesar disto, quando o “cântaro” vai tantas vezes à fonte, é natural que venha alguma água. Inglaterra acaba por chegar ao golo aos 86 minutos por intermédio de Chris Smalling. Cruzamento no lado esquerdo do ataque inglês por Sterling e o jovem central inglês do Manchester United, solto, cabeceia para o fundo das redes de Patrício. Fernando Santos tenta levar algo mais das terras de Sua Majestade e tira Ricardo Carvalho, colocando Éder. De realçar a última oportunidade do jogo, para os portugueses, com um cabeceamento por cima de William Carvalho.

Foi um jogo que serviu, sobretudo, para adquirir boas rotinas defensivas. Uma exibição quase irrepreensível a nível defensivo da selecção portuguesa, apenas manchada pelo golo inglês. De destacar também a grande entreajuda entre os portugueses depois de quase uma hora a jogarem com menos um. Vem aí a Estónia na próxima semana, naquele que será o derradeiro teste antes de rumarem a terras gaulesas.

, Inglaterra x Portugal: Já se conhecem os onzes, CA Notícias, CA Notícias

Inglaterra x Portugal: Já se conhecem os onzes

, Lenovo apresenta crescimento em Portugal e quer apostar no segmento Premium, CA Notícias, CA Notícias

Lenovo apresenta crescimento em Portugal e quer apostar no segmento Premium