in

Polémica na Eurovisão: Rússia abandona festival e queixa-se de discriminação

Eurovisão, Rússia, descriminação, Polémica na Eurovisão: Rússia abandona festival e queixa-se de discriminação

A Ucrânia, país onde se irá realizar este ano o Festival Eurovisão da Canção, ameaçou interditar a entrada no seu território da russa Yulia Samoylova por esta ter atuado na Crimeia após a anexação por parte da Rússia.

Depois da ameaça ucraniana, o canal estatal russo Channel One, que transmite todos os anos o festival eurovisivo, anunciou que não participará este ano no mesmo e queixa-se de discriminação contra Samoylova.


Segundo o produtor da área musical e entretenimento do canal público, a organização do evento apresentou duas opções à Rússia, opções essas que foram ambas recusadas. A primeira passava pela escolha de um outro representante russo e a segunda pela atuação de Yulia Samoylova em Moscovo com transmissão para a Ucrânia através de uma ligação de vídeo.

“No nosso ponto de vista, isto é uma discriminação contra a Rússia e, como é evidente, não vamos concordar em qualquer situação com estas imposições. Não vamos participar no Festival da Eurovisão de 2017 nos termos que nos são colocados e também não o vamos transmitir”, afirmou Yuri Aksyuta, acrescentando que a ausência da Rússia no festival vai “manchar a reputação do concurso”.

A primeira semi-final do festival realiza-se no dia 9 de maio, a segunda semi-final no dia 11 e a grande final está marcada para o dia 13.

, Gastão Elias garante lugar na final do Challenger de Barletta

Gastão Elias garante lugar na final do Challenger de Barletta

, Juniores: Nova derrota complica título

Juniores: Nova derrota complica título